Macau atraiu em 2019 mais visitantes portugueses

21-01-2020 (16h21)

A região de Macau, que é o destino de jogo líder mundial, terminou 2019 com um aumento do número de visitantes residentes em Portugal em 2,4%, com subida do número de turistas, ou seja, dos visitantes que pernoitaram pelo menos uma noite, em 5,7%.

A informação divulgada pela Direcção dos Serviços de Estatísticas e Censos (DSEC) de Macau indica que no ano passado estiveram no território praticamente 16 mil visitantes residentes em Portugal, 12,4 mil deles turistas, que dormiram pelo menos uma noite no destino.

Os outros 3,5 mil apenas estiveram algumas horas em Macau e foram classificados como excursionistas, um grupo que em 2019 teve um decréscimo em 7,8%.

A imprensa internacional avançou em diversas ocasiões a perspectiva de Macau ser penalizado pelos distúrbios prolongados na vizinha Hong Kong, mas os dados da DSEC indicam que 2019 foi mais um ano de crescimento do número de visitantes internacionais, que atingiram o total de 39,4 milhões, +10,1% ou mais 3,6 milhões que em 2018.

Esta evolução compreendeu aumentos do número de turistas, em 0,8% ou 139,7 mil, para 18,6 milhões, bem como do número de excursionistas, em 20% ou 3,4 milhões, ultrapassando a marca dos 20 milhões, com o total de 20,77 milhões.

A evolução decorreu em grande medida dos crescimentos ocorridos nos mercados de proximidade, o interior da China e Hong Kong, que também são os dois principais emissores para Macau.

Macau recebeu do interior da China 27,92 milhões de visitantes residentes no interior da China, +10,5% ou mais 2,66 milhões que em 2018, e 6,3 milhões residentes em Hong Kong, em alta de 16,2% ou 1,02 milhões.

O terceiro maior emissor foi Taiwan, com 1,06 milhões de visitantes em 2019, +0,2% que em 2018.

Os mesmos dados mostram que residentes em países europeus foram 133,3 mil, com um aumento pela margem mínima (+0,1%) relativamente a 2018.

O Reino Unido manteve-se o maior emissor europeu, com 59,3 mil visitantes em Macau em 2019, +1,7% que em 2018, seguido por França, com 36,6 mil (-5,9%), Federação Russa, com 31,3 mil (+1,7%), Alemanha, com 29,8 mil (+1,2%), e Portugal, com 15,9 mil (+2,4%).

 

Clique para mais notícias: Macau

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Vistos de estudante ou de negócios vão permitir entrada no Japão

30-09-2020 (10h42)

O Japão vai permitir a entrada de estrangeiros com visto de estudante ou negócios a partir de 1 de Outubro, mas as fronteiras vão continuar fechadas para turistas, devido à pandemia, anunciaram hoje as autoridades.

Índia ultrapassa os seis milhões de pessoas infectadas com covid-19

28-09-2020 (12h27)

A Índia registou mais 82.170 casos de covid-19 nas últimas 24 horas e ultrapassou os seis milhões de pessoas infectadas desde o início da pandemia, anunciaram hoje as autoridades indianas.

Air Macau antecipa o dobro de passageiros em Outubro

25-09-2020 (16h15)

A companhia aérea Air Macau afirmou hoje que espera vir a ter o dobro do número de passageiros em Outubro, em comparação com o mês anterior, ainda assim muito longe do habitual em anos anteriores.

Macau vence quatro prémios da Associação de Turismo da Ásia Pacífico

24-09-2020 (17h47)

O Governo de Macau venceu quatro dos Gold Awards da Associação de Turismo da Ásia Pacífico, um recorde para o território, por iniciativas em diferentes áreas da atividade turística.

Chegadas da China proporcionam ligeira recuperação do turismo em Macau

21-09-2020 (13h01)

A atenuação da quebra da chegada de residentes na China, designadamente de visitantes oriundos das nove cidades do Delta do Rio das Pérolas da Grande Baía, permitiu a Macau alcançar em Agosto um aumento de visitantes em 206,9%, ficando, no entanto, ainda 93,7% abaixo do mês homólogo de 2019.

Opinião e Análise