Portugal e Macau assinam acordo para formação turística de alunos asiáticos

14-05-2019 (15h31)

Foto: Helloquence / Unsplash
Foto: Helloquence / Unsplash

Portugal e Macau assinaram hoje um acordo na área da formação turística que vai levar à instalação no Estoril de um pólo do Instituto de Formação Turística de Macau (IFT), disse à Lusa a secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho.

Antes da assinatura do acordo, esta manhã no Estoril, no local onde ficára sediado o novo espaço do IFT, Ana Mendes Godinho disse à Lusa que o novo pólo servirá para a “formação de recursos humanos na área do Turismo, principalmente recursos humanos asiáticos, que vão passar a ter ali um espaço para formação e para articulação e desenvolvimento de estágios também aqui em Portugal, nomeadamente junto dos hotéis portugueses”.

Ana Mendes Godinho acredita que este acordo vai funcionar "como porta de entrada para o mercado asiático".

"No fundo Macau aqui também um bocadinho como porta de entrada para o mercado asiático, para recursos humanos na área de turismo na China, mas também Portugal, como uma porta de entrada para Macau e para a China, para a formação de ativos e de recursos humanos na área de Turismo", sublinhou a governante.

Este protocolo de cooperação entre Portugal e Macau integra um programa de internacionalização das escolas de Turismo portuguesas para vários países.

"Temos estado a trabalhar com bastantes países da CPLP [Comunidade de Países de Língua Portuguesa], e Macau é aqui mais um parceiro essencial nesta nossa internacionalização, garantindo que passamos a ter ligação a vários continentes", reforçou Ana Mendes Godinho.

A secretária de Estado do Turismo acredita que o acordo pode permitir "afirmar Portugal" como um espaço europeu que "se está também a capacitar e a especializar recursos humanos (...) com capacidade para acolher o mercado asiático".

"A formação de recursos humanos, na área de turismo, chineses, em Portugal permite-nos também aqui afirmar Portugal como um espaço dentro da União Europeia que se está também a capacitar e a especializar recursos humanos na área de turismo também aqui com capacidade para acolher o mercado asiático, e portanto também aqui assumirmo-nos nós como um centro de formação turística de excelência internacional, preparando e capacitando recursos humanos para lidar com os novos mercados", concluiu Ana Mendes Godinho.

Entre 2015 e 2018, o número de alunos estrangeiros nas escolas de Turismo em Portugal aumentou de 116 para 179, um aumento de 54,3%, segundo dados apresentados à Lusa pelo gabinete da secretária de Estado do Turismo.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para ver mais: Portugal

Clique para ver mais: Macau

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Finnair relata quebra de tráfego em 96% em Junho, com Ásia a zeros

08-07-2020 (16h55)

Sem tráfego de/para a Ásia, sua principal aposta, a companhia de aviação finlandesa Finnair indicou ter duplicado em Junho o número de passageiros transportados em Maio, mas ficar ainda assim 96% abaixo do mês homólogo de 2019.

Seicheles reabrem fronteiras, mas barram entrada a visitantes de Portugal

06-07-2020 (16h45)

As Seicheles começaram a reabrir as fronteiras aos turistas estrangeiros, mas os viajantes procedentes de Portugal estão impedidos de entrar.

Casinos de Macau caíram em Junho para novo mínimo mensal de receitas de jogo

01-07-2020 (12h46)

Os Casinos de Macau, que formam o maior destino mundial de jogo, atingiram em Junho um novo mínimo mensal de receitas de jogo, com apenas 716 milhões de patacas (cerca de 79,8 milhões de euros ao câmbio de hoje), menos 38 milhões do que o mínimo fixado em Abril.

Companhia aérea australiana Qantas suprime 6.000 postos de trabalho

25-06-2020 (08h50)

A companhia aérea australiana Qantas anunciou que vai suprimir cerca de 6.000 postos de trabalho, uma das medidas do plano de reestruturação para ultrapassar a crise provocada pela pandemia de covid-19.

Maldivas reabrem ao turismo a partir de 15 de Julho

24-06-2020 (11h36)

As Maldivas vão reabrir ao turismo a partir de 15 de Julho, depois de vários meses com os hotéis encerrados devido à pandemia de covid-19.

Opinião e Análise