Retoma do turismo em Macau “muito condicionada pelo aparecimento de vacinas”, directora

22-07-2020 (14h06)

A normalização do turismo em Macau, que em 2019 recebeu quase 40 milhões de visitantes, só será possível com uma vacina contra a covid-19, disse hoje à Lusa Maria Helena de Senna Fernandes, directora dos Serviços de Turismo.

“Muitos países neste momento estão a testar as possíveis vacinas. Espero que as vacinas ajudem a dar confiança a recomeçar o movimento de turistas”, afirmou hoje Maria Helena de Senna Fernandes, em entrevista à Lusa.

As indicações que têm sido dadas por diferentes fontes, explicou a diretora dos Serviços de Turismo, apontam que a retoma de viagens é “muito condicionada pelo aparecimento de vacinas”.

No início da semana, cientistas da Universidade de Oxford afirmaram que os resultados preliminares de testes a uma vacina contra a covid-19 mostraram que provocou uma resposta imunitária em centenas de pessoas.

Após testes com cerca de mil voluntários iniciados em abril, os cientistas disseram que a vacina produziu uma resposta imune dupla em pessoas com idades entre os 18 e 55 anos, que duraram pelo menos dois meses, refere o artigo publicado na revista Lancet.

Apesar destes resultados animadores, não só desta vacina, mas também de outras que estão a ser testado, Maria Helena de Senna Fernandes admitiu ser “muito difícil dizer quando essas vacinas com efeito vão ser produzidas e em que quantidade vão ser produzidas”.

Macau foi um dos primeiros territórios a identificar casos de covid-19, tem ainda as suas fronteiras praticamente encerradas.

Por essa razão, o número de visitantes em Macau caiu mais de 90% em junho e 83,9% no primeiro semestre, em relação a iguais períodos de 2019.

“Em Junho só tivemos 22 mil turistas”, afirmou a responsável, lembrando os últimos dados oficiais, divulgados na segunda-feira.

Antes da pandemia, reforçou, o número de turistas diário era muito superior ao registado em todo o mês de junho.

“Já deixamos de fazer previsões” por causa das medidas que vão sendo atualizadas, disse, ao ser questionada sobre qual seria a aposta do número de visitantes até ao final do ano. Nos primeiros seis meses do ano visitaram o território 3.268.900 pessoas, quando no mesmo período de 2019 Macau tinha sido visitado por mais de 16,5 milhões.

“Mesmo com o teste nucleico é difícil de ter uma retoma em grande quantidade de turismo. Porque vai ser condicionado pelo número de testes que podem ser possíveis de fazer”, avançou.

Macau está a tentar reforçar o número de testes, mas esse número para já só chega a 7.500 pessoas por dia, disse.

“Vai ainda haver bastante dificuldade de muita gente ter acesso a testes”, explicou, reforçando: “não estou a prever grandes números de movimentos de turistas” porque ainda há muita gente que precisa destes testes para visitar as famílias no interior da China.

Só quando houver testes para estas pessoas é que se pode pensar numa normalização do movimento de turistas, detalhou Maria Helena de Senna Fernandes.

(PressTUR com Agência Lusa)

Ver também:

Macau aposta em transmitir confiança aos turistas nas novas campanhas de promoção

 

Clique para ver mais: Macau

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Lojas de Macau aderem a campanha para atrair mercado da China continental

13-08-2020 (16h55)

Mais de 20 mil lojas de Macau participam numa campanha promocional do território no mercado da China continental, para aproveitar o anunciado recomeço gradual da emissão de vistos no país, foi hoje anunciado.

Macau anuncia voos para permitir a alunos universitários regressarem à Europa

07-08-2020 (13h31)

As autoridades de Macau anunciaram hoje a realização de cinco voos para a Europa a partir do aeroporto do território, para permitir o regresso dos estudantes inscritos em universidades no estrangeiro no próximo ano lectivo, incluindo portugueses.

Emirates vai retomar voo em A380 para Guangzhou a partir de Sábado

05-08-2020 (18h39)

A Emirates, uma das maiores transportadoras aéreas do Médio Oriente, com base no Dubai, anunciou a retoma de voos em aeronave A380 para Guangzhou, na China, a partir de Sábado.

Virgin Australia encerra filial lowcost e corta 3.000 postos de trabalho

05-08-2020 (17h49)

A companhia aérea Virgin Australia anunciou hoje que vai fechar a sua filial Tigerair Australia e suprimir 3.000 postos de trabalho, devido à crise de Covid-19 que afectou drasticamente as empresas de aviação.

Ocupação hoteleira em Macau cai 77,6 pontos percentuais em Junho

29-07-2020 (17h27)

A ocupação hoteleira em Macau foi de 12,3% em Junho e 27,2% no primeiro semestre, menos 77,6 e 63,9 pontos percentuais, respectivamente, comparando com os períodos homólogos de 2019, informaram hoje as autoridades.

Opinião e Análise