Quebra de gastos dos brasileiros em turismo no estrangeiro atenuou-se em Agosto

23-09-2020 (16h10)

A quebra de gastos dos brasileiros em turismo no estrangeiro atenuou-se em Agosto para 79,4%, mantendo-se, no entanto, acima dos 1.000 milhões de dólares, de acordo com os dados divulgados hoje pelo Banco Central do Brasil.

“A conta de viagens internacionais continua a reflectir os impactos da pandemia no sector, com diminuição interanula de 85,4% nas despesas líquidas, para 123 milhões de dólares em Agosto de 2020, em comparação a 842 milhões de dólares no mesmo mês do ano anterior”, diz a informação do banco central, que assinala ainda uma redução em 80,5% das despesas líquidas de transportes, de 477 milhões para 93 milhões de dólares.

Os residentes no Brasil, que se têm mantido como uma das principais fontes das receitas turísticas portuguesas, despenderam no estrangeiro em Agosto 269,55 milhões de dólares, menos 1.039,70 milhões que no mês homólogo de 2019.

Este decréscimo impulsionou do défice da balança turística em 85,4% ou 718,36 milhões de dólares, uma vez que também os gastos no Brasil de turistas residentes no estrangeiro baixaram 68,7% ou 321,34 milhões de dólares, ficando em 146,34 milhões.

Para o conjunto dos primeiros oito meses do ano, o Banco Central do Brasil indica uma quebra dos gastos turísticos dos brasileiros em 65,8% ou 7.903,92 milhões de dólares e, da parte dos turistas estrangeiros que visitam o país, um decréscimo em 46,45% ou 1.923,82 milhões.

Assim, o Brasil arrecadou nos primeiros oito meses deste ano 2.218,17 milhões de dólares de gastos de turistas residentes no estrangeiro e os seus residentes ‘fizeram sair’, em gastos no estrangeiro, 4.109,93 milhões.

 

Clique para mais notícias: Balança portuguesa das Viagens e Turismo

Clique para mais notícias: Brasil

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Gastos dos brasileiros em turismo no estrangeiro caem quase 9.000 milhões de dólares até Setembro

23-10-2020 (16h15)

Os gastos dos brasileiros em turismo no estrangeiro, que em Portugal eram até ao início da pandemia a 6ª maior parcela das receitas turísticas, estão no fim de Setembro com uma quebra de 66,9% ou 8.932,28 milhões de dólares, informou hoje o Banco Central do Brasil.

TAP voltou a liderar em Setembro o transporte aéreo internacional de passageiros no Brasil

23-10-2020 (14h26)

Quase um em cada cinco passageiros que em Setembro viajaram em voos internacionais de/para o Brasil fizeram-no em TAP, que voltou assim a ser a líder de mercado, à frente não só das outras companhias europeias, como também das americanas e das brasileiras.

Brasil regista 729 mortes e 27.750 infectados com covid-19 num só dia

09-10-2020 (10h47)

O Brasil registou 729 mortes e 27.750 casos de covid-19 nas últimas 24 horas, informou o executivo brasileiro, acrescentando que investiga a eventual ligação de 2.346 óbitos com a doença.

Azul assinala melhoria da procura doméstica com o aproximar da época alta

06-10-2020 (16h59)

Embora com uma queda de tráfego em 51,9% em Setembro, a companhia de aviação brasileira Azul, fundada e presidida por David Neeleman, considera estar perante “uma melhora na demanda doméstica de passageiros, na medida que nos aproximamos da alta temporada no Brasil”.

TAP inicia o seu primeiro voo regular para Maceió

02-10-2020 (16h54)

O Airbus A321neo LR CS-TXA da TAP descolou há minutos do Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, para o primeiro voo regular da companhia de aviação portuguesa para Maceió, capital do estado nordestino brasileiro de Alagoas.

Opinião e Análise