Cabo Verde adia retoma dos voos internacionais para Agosto – Governo

24-06-2020 (13h35)

O Governo cabo-verdiano decidiu adiar de Julho para Agosto a retoma dos voos internacionais de/para o arquipélago, alegando o recrudescimento de casos de covid-19 na Europa, nomeadamente em Portugal, que no entanto foi apenas o 4º maior emissor para o país em 2019.

A informação foi avançada à Lusa pelo ministro cabo-verdiano do Turismo e dos Transportes, Carlos Santos, que comentou: "o que se fez foi a avaliação daquilo que está a acontecer na Europa, designadamente em Portugal que é o nosso principal parceiro, com o recrudescimento dos casos na última semana, nomeadamente na zona metropolitana de Lisboa, e também com algum aumento de casos nas ilhas".

Dados do INE cabo-verdiano dizem, porém, que em 2019 os britânicos representaram 24% dos hóspedes alojados na hotelaria do país, seguindo-se os alemães, com 11,3%, e os franceses, com 10,4%, e só depois os portugueses, com 9,8%.

Desde 19 de Março que Cabo Verde suspendeu todas as ligações aéreas internacionais para conter a propagação da pandemia de covid-19, permitindo apenas voos de repatriamento.

O plano de desconfinamento, iniciado em Junho após dois meses de estado de emergência, previa a retoma dos voos no próximo mês e a Cabo Verde Airlines tinha já anunciado que previa retomar as ligações aéreas em 1 de Julho, com um voo para Paris (França)

"Perante as avaliações que vamos fazendo diariamente e mediante o parecer do Ministério da Saúde, acabamos por adiar a reabertura dos voos internacionais para Agosto. Achamos que é a decisão mais correta porque a saúde dos cabo-verdianos é o mais importante", afirmou Carlos Santos.

Cabo Verde recebeu em 2019 cerca de 819 mil turistas, sector que tem um peso de 25% do Produto Interno Bruto (PIB), mas o Governo já admitiu que o país vai perder este ano meio milhão de visitantes, devido à pandemia.

De acordo com o ministro Carlos Santos, a decisão de adiar por um mês a retoma das ligações aéreas internacionais é justificada ainda com o mercado: "A procura turística no mês de Julho não está a ser tão rápida como era de esperar".

O objetivo é reabrir o país "em condições", nomeadamente ao nível dos procedimentos e protocolos de segurança sanitária, no âmbito do projeto em desenvolvimento com todas as empresas do setor turístico nas ilhas de Santiago, Sal e Boa Vista, para "dar confiança" aos turistas.

O ministro disse também que ainda não há um dia definido para a retoma dos voos, mas que quando acontecer será em simultâneo para os quatro aeroportos internacionais, Santiago, Sal, Boa Vista e São Vicente.

"Podemos considerar que é uma decisão segura mediante os inputs e as variáveis que nós temos neste momento e os próprios operadores turísticos acabarão por entender. Temos de reabrir com segurança e com tranquilidade", rematou Carlos Santos.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para mais notícias: Cabo Verde

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Brasileiros ‘cortam’ gastos em turismo no estrangeiro em 1,2 mil milhões de dólares em Outubro

25-11-2020 (16h43)

Os brasileiros, que são uma das nacionalidades que mais contribui para as receitas turísticas portuguesas, gastaram este Outubro, que é tradicionalmente um mês forte em turismo internacional, menos 1.222 milhões de dólares em turismo no estrangeiro, segundo a informação divulgada hoje pelo Banco Central do Brasil.

IPDT junta especialistas para debater um modelo de turismo mais sustentável

25-11-2020 (16h34)

O IPDT – Turismo e Consultoria promove amanhã uma conferência online com especialistas do sector para debater o desenvolvimento de um modelo de turismo mais sustentável e equitativo.

Privatização da TAAG deverá estar concluída em 2022, ministro

25-11-2020 (16h08)

O ministro dos Transportes de Angola, Ricardo de Abreu, prevê que a privatização da companhia de aviação TAAG esteja concluída em 2022, segundo a Rádio Nacional de Angola.

Madeira impõe dupla testagem de covid-19 aos emigrantes e anuncia restrições no Natal

25-11-2020 (16h00)

A dupla testagem para covid-19 será alargada a "todos os residentes emigrantes" que desembarquem na Região Autónoma da Madeira nos próximos 15 dias, anunciou hoje o executivo regional, vincando que a medida é "essencial" para conter a propagação do vírus.

Portugal soma 71 mortes e 5.290 pessoas infectadas com o novo coronavírus

25-11-2020 (15h53)

Portugal contabilizou até às 24h de terça-feira mais 71 mortes por covid-19 e 5.290 pessoas infectadas com o novo coronavírus, segundo a Direcção-Geral da Saúde (DGS).

Opinião e Análise