Dominicana já leva mais de 13 meses seguidos de quedas das chegadas de turistas da Europa

24-05-2019 (15h38)

Foto: www.godominicanrepublic.com
Foto: www.godominicanrepublic.com

A República Dominicana teve uma queda das chegadas de turistas residentes na Europa em 2,6% este Abril, apesar de beneficiar da comparação com um Abril sem Páscoa, e completou assim 13 meses consecutivos de quedas do turismo europeu.

Dados do Banco Central da Dominicana consultados pelo PressTUR mostram que a queda de 17,8 mil turistas residentes na Europa nos primeiros quatro meses do ano se ficou a dever, principalmente, às quebras das chegadas de residentes na Alemanha, que foram menos quase oito mil (-9,7%, para 74,6 mil), Inglaterra, que foram menos 7,5 mil (-15,2%, para 41,9 mil), Suécia, com menos 4,6 mil (-47,6%, para 5,05 mil), França, com menos 4,4 mil (-4,3%, para 100,1 mil), e Espanha, com menos 2,3 mil (-5,2%, para 42 mil).

A informação evidencia, adicionalmente que a queda no mês de Abril, com um decréscimo de três mil chegadas, para 112,1 mil, deveu-se principalmente às quedas das chegadas de residentes em França (-13,3%, para 23,1 mil), em Inglaterra (-19,4%, para 13,3 mil), na Alemanha (-2%, para 18,9 mil).

O mercado que mais contribuiu para minorar o efeito destas quedas em Abril foi Itália, com um aumento em 16%, para oito mil.

No quadrimestre, os maiores aumentos foram de residentes na Rússia, com mais quase 5,5 mil (+7,3%, para 80,6 mil), na Polónia, com mais 3,07 mil (+23,8%, para 16 mil), na Ucrânia, com mais 2,5 mil (+38,6%, para 9,08 mil), em Itália, com mais 2,2mil (+7,1%, para 33,5 mil), e na Roménia, com mais mil (+59,9%, para 2,8 mil).

Apesar da evolução em baixa do mercado europeu, a Dominicana teve no primeiro quadrimestre um aumento da chegadas de turistas não residentes em 4,8% ou 112,6 mil, para 2,46 milhões, com aumentos de 3,7% ou 76,6 mil estrangeiros, para 2,157 milhões, e de 13,5% ou 35,9 mil dominicanos residentes fora do país, somando 302,5 mil.

O mercado que determinou as subidas foi o emissor nº 1 para a Dominicana, os Estados Unidos, com um aumento das chegadas em 11,6% ou 92,7 mil, para 891,1 mil, compensando a quase estagnação do 2º maior emissor, o Canadá, que terminou o quadrimestre com um aumento em apenas 0,7% (mais 3,2 mil, para 484,9 mil), nomeadamente pelo aumento nulo no mês de Abril.

A penalizar a evolução no quadrimestre estiveram ainda as quebras dos mercados argentino, com um decréscimo das chegadas em 14,4% ou 11,2 mil, para 66,8 mil, e venezuelano, com -19,3% ou menos seis mil, para 25,4 mil, que os crescimentos das chegadas da Colômbia (+13% ou mais 3,6 mil, para 31,3 mil), Chile (+6% ou mais dois mil, para 36,4 mil), Brasil (+7,4% ou mais 2,8 mil, para 40,3 mil) e Bolívia (+45,6% ou mais mil) não chegaram para compensar.

 

Clique para mais notícias: Dominicana

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Charters para as Caraíbas cancelados em Julho e Agosto

08-07-2020 (18h44)

As praias e resorts das Caraíbas, tanto da Dominicana como do México e de Cuba, que todos os anos atraem milhares de portugueses que viajam com pacotes turísticos, este ano não os vão ter, pelo menos nos meses de ‘pico’ de Verão, pois os voos charter já estão cancelados.

Havana começa a desconfinar e Cayos podem abrir ao turismo internacional na sexta-feira

02-07-2020 (09h31)

Havana vai iniciar a primeira fase do programa de desconfinamento esta sexta-feira, dia 3, enquanto as restantes províncias, excepto Matanzas, passam à segunda etapa, que significa que os Cayos podem reabrir ao turismo internacional, “dependendo da procura”.

República Dominicana reabre hoje ao turismo com “fortes medidas sanitárias”

01-07-2020 (16h52)

O Turismo da República Dominicana anunciou que o país reabriu hoje ao turismo internacional, tendo implementado “fortes medidas sanitárias” nos aeroportos, que são a principal porta de entrada dos turistas.

Governo prolonga interdição do desembarque de cruzeiros até 15 de julho

30-06-2020 (18h38)

A interdição do desembarque e licenças para terra de passageiros e tripulações dos navios de cruzeiro nos portos portugueses foi novamente prolongada pelo Governo, até às 23h59 de 15 de Julho, segundo um despacho hoje publicado.

RIU reabre hotéis em todos os destinos onde está presente nas Caraíbas

30-06-2020 (18h29)

A RIU Hotels, que já reabriu vários hotéis no México, anunciou que vai reabrir resorts em todos os destinos onde está presente nas Caraíbas, designadamente na República Dominicana, em Aruba, nas Bahamas e na Jamaica.

Opinião e Análise