Carlos Luís recandidata-se à presidência da Associação Turismo do Algarve

28-11-2018 (13h17)

Foto: ATA
Foto: ATA

Carlos Luís recandidatou-se à presidência da Associação Turismo do Algarve (ATA) “para dar continuidade à estratégia de promoção do Algarve como destino all-year-round” e para “garantir a representatividade e a intervenção de todos os empresários de turismo da região no crescimento do destino”.

O actual presidente da ATA, de acordo com um comunicado, tem “uma visão distinta face à lista concorrente encabeçada por João Fernandes”, presidente da Entidade Regional de Turismo do Algarve (RTA), que considera constituir “um enorme retrocesso no caminho que o Algarve tem vindo a percorrer para assegurar um crescimento sustentável do turismo na região”.

“Há cinco anos procedeu-se a uma alteração nos estatutos da ATA, aceite por unanimidade, com vista à conquista de uma maior autonomia na promoção externa da região face a qualquer tipo de ingerência política”, começa por dizer Carlos Luís.

O objectivo dessa alteração era “a separação de águas entre aquilo que é o papel da RTA e o papel da ATA e a definição de um modelo de promoção assente na união e na representatividade de todos agentes e empresários turísticos da região e num espírito de cooperação e de parceria estratégica com os privados em torno dos interesses do turismo do Algarve”.

É devido a esse trabalho, de acordo com o actual presidente da ATA, “que o Algarve tem vindo a elevar o seu reconhecimento internacional, fortalecido pelos diversos prémios e distinções que a região tem vindo a acumular em diferentes vertentes”.

“A estratégia que temos vindo a trabalhar tem-se mostrado vencedora: estamos a conseguir posicionar o Algarve como um destino atractivo e de oferta all year round, estamos a reduzir os desequilíbrios sazonais, com base na aposta numa oferta de produtos diversificados e de qualidade, e, desta forma, estamos a contribuir para o reforço da sustentabilidade da região. Por isto tudo, não faz qualquer sentido alterar este caminho e regressar ao passado”, acrescentou Carlos Luís.

O candidato sublinha que as sinergias com a RTA “sempre existiram e vão continuar a existir, até porque a RTA tem lugar assente na direção da ATA (tal como a AHETA e a AHISA, em conformidade com os actuais estatutos da ATA)”.

Contudo, Carlos Luís considera que “o caminho que cada um destes organismos deve percorrer deve ser distinto, porque as suas funções são efectivamente distintas”.

A ATA, como ARPT (Agência Regional de Promoção Turística), tem a responsabilidade da promoção regional externa, atribuída pelo Turismo de Portugal, assumindo responsabilidade para “estabelecer relações quer com os operadores turísticos internacionais (canais de distribuição de extrema importância em qualquer destino como o nosso), quer com as companhias aéreas, uma vez que consideramos que a acessibilidade é o factor principal para o sucesso do Algarve”.

Carlos Luís acrescenta que “este eventual passo atrás que está a ser apresentado ao turismo da região já está inclusivamente a ter reflexos negativos, na medida em que a ATA deixará de poder contar na sua direcção com a presença da ANA Aeroportos, a mais importante estrutura turística da região, por decisão da própria empresa”.

 

Clique para ver mais: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

CEO da TUI acredita que vai ser possível viajar em segurança na Europa durante o Verão

01-03-2021 (19h01)

O CEO da TUI, Fritz Joussen, acredita que vai ser possível viajar em segurança na Europa durante o Verão de 2021 e que a certificação de vacinação vai ser chave para a retoma do sector.

IAG só prevê ter este trimestre 20% da capacidade de há um ano

01-03-2021 (16h39)

O IAG, segundo maior grupo europeu de aviação, de que fazem parte a British Airways, a Iberia, a Vueling e a Aer Lingus, só prevê ter este trimestre 20% da capacidade que teve há um ano, sem avançar mais além desse período dada a “elevada incerteza” que predomina.

MSC Seaside volta aos cruzeiros a 1 de Maio

01-03-2021 (16h36)

A MSC Cruzeiros anunciou que o MSC Seaside vai voltar aos cruzeiros a 1 de Maio, juntando-se assim ao MSC Grandiosa que está a fazer itinerários no Mediterrâneo Oriental.

Comissão Europeia propõe este mês passe digital para permitir retoma das viagens

01-03-2021 (16h03)

A Comissão Europeia vai propor este mês um “Digital Green Pass” com indicações de vacinação, teste negativo ou recuperação recente da covid-19 para que se possa retomar a mobilidade, “que muitos Estados esperam ocorra em toda a Europa antes de Maio”.

Vila Galé junta 2.500 colaboradores de Portugal e do Brasil em convenção digital

01-03-2021 (15h43)

A Vila Galé começa hoje a sua convenção anual que vai reunir pela primeira vez todos os 2.500 colaboradores de Portugal e do Brasil em simultâneo, em formato digital, além de convidados como a secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, e o ministro de Turismo do Brasil, Gilson Machado Neto.

Opinião e Análise