Casinos de Macau caíram em Junho para novo mínimo mensal de receitas de jogo

01-07-2020 (12h46)

Os Casinos de Macau, que formam o maior destino mundial de jogo, atingiram em Junho um novo mínimo mensal de receitas de jogo, com apenas 716 milhões de patacas (cerca de 79,8 milhões de euros ao câmbio de hoje), menos 38 milhões do que o mínimo fixado em Abril.

Os dados publicados hoje pela Direcção de Inspecção e Coordenação de Jogos de Macau indica que em relação ao mês homólogo de 2019 a quebra atingiu um novo máximo de 97% ou 23.096 milhões de patacas (cerca de 2.576,2 milhões de euros).

A quebra das receitas de jogo dos Casinos de Macau espelha a disseminação da pandemia de covid-19, da China para todo o mundo, e atingiu expressão significativa logo em Fevereiro, quando as receitas de jogo atingiram o que era então um novo mínimo mensal de 3.104 milhões de patacas (cerca de 346,2 milhões de euros).

Em Março houve uma ligeira animação, com as receitas a atingirem 5.257 milhões de patacas (586,4 milhões de euros), mas ‘foi Sol de pouca dura’, porque em Abril as receitas caíram para um novo mínimo mensal de 754 milhões de patacas, que ‘vigorou’ até Junho.

Desta forma, as receitas de jogos dos Casinos de Macau ficaram no semestre em 33.720 milhões de patacas (3.761,2 milhões de euros), abaixo, portanto, do montante do mês de Fevereiro de 2014, que se mantém o melhor mês de sempre, em que as receitas de jogo atingiram 38.007 milhões de patacas (4.239,4 milhões de euros).

A quebra no primeiro semestre em relação ao período homólogo de 2019 atinge assim 77,4% ou 115.783 milhões de patacas (cerca de 12.914,8 milhões de euros).

Esta quebra reflecte especialmente a travagem da chegada a Macau de residentes na China, que é por grande margem o maior mercado emissor e cujo impacto se faz sentir muito nos casinos.

Os Casinos de Macau foram em grande penalizados pela suspensão da emissão de vistos turísticos da China para Macau, que levou a uma quebra das chegadas de visitantes a Macau em 81,1%, nomeadamente pela quebra em 81% de visitantes procedentes da China Continental, que ainda assim representou 71% do total de chegadas, com 2,31 milhões em 3,24 milhões.

 

Clique para mais notícias: Casinos de Macau

Clique para mais notícias: Macau

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Companhia aérea brasileira Azul regista prejuízo de 450 milhões de euros no segundo trimestre

14-08-2020 (18h45)

A companhia aérea brasileira Azul registou um prejuízo de 2,9 mil milhões de reais (450 milhões de euros) no segundo trimestre de 2020, segundo balanço financeiro divulgado pela empresa.

Lojas de Macau aderem a campanha para atrair mercado da China continental

13-08-2020 (16h55)

Mais de 20 mil lojas de Macau participam numa campanha promocional do território no mercado da China continental, para aproveitar o anunciado recomeço gradual da emissão de vistos no país, foi hoje anunciado.

Associação vai criar rota gastronómica para valorizar queijos da região Centro

13-08-2020 (16h17)

A Associação do Cluster Agroindustrial do Centro (InovCluster) vai criar uma rota turística e gastronómica para valorizar e promover aquele produto regional, nomeadamente as marcas "Beira Baixa", "Serra da Estrela" e "Rabaçal".

Brasileira Azul lança empresa de aviação regional

12-08-2020 (20h37)

A companhia aérea brasileira Azul lançou na terça-feira uma nova subsidiária para o mercado de voos regionais, denominada Azul Conecta, que pretende chegar a 200 cidades nos próximos anos.

ATA investe em campanha publicitária no Reino Unido

12-08-2020 (17h38)

A Associação Turismo do Algarve (ATA) vai reforçar a mensagem de que a região é um destino seguro junto do Reino Unido, através de uma campanha publicitária que será emitida na estação de televisão Channel 5, foi hoje anunciado.

Opinião e Análise