Covid-19 já matou quase 54 mil pessoas em todo o mundo

03-04-2020 (13h00)

Foto: Nathan Dumlao / Unsplash
Foto: Nathan Dumlao / Unsplash

A pandemia de covid-19 matou quase 54 mil pessoas em todo o mundo desde que a doença surgiu em Dezembro, segundo um balanço da AFP às 11h00, a partir de dados oficiais.

De acordo com a agência de notícias francesa, morreram 53.693 pessoas, foram diagnosticados mais de 1.035.380 casos de infecção pelo novo coronavírus, que provoca a doença covid-19.

Foram consideradas curadas pelo menos 201.500 pessoas.

Itália, que registou a primeira morte ligada ao coronavírus no final de Fevereiro, é o país mais afectado em número de mortes, com 13.915 mortes em 115.242 casos. 18.278 pessoas foram consideradas curadas pelas autoridades italianas.

Depois de Itália, os países mais afectados são Espanha, com 10.935 mortes, em 117.710 casos, os Estados Unidos com 6.058 mortes (245.573 casos), França com 5.387 mortes (73.743 casos) e a China continental com 3.322 mortes (81.620 casos).

A China (sem os territórios de Hong Kong e Macau), onde a epidemia começou no final de Dezembro, contabilizou 81.620 casos (31 novos entre quinta e hoje), incluindo 3.322 mortes (quatro novas) e 76.571 curados.

Também os Estados Unidos estão a ser bastante afetados pela pandemia tendo sido registadas oficialmente 245.573 infecções, incluindo 6.058 mortes e 9.228 curados

Desde as 19h00 de quinta-feira, a Líbia, Quirguistão, Ilhas Marianas do Norte e Letónia anunciaram as primeiras mortes ligadas ao vírus.

A Europa totalizou até às 11h00 de hoje 38.974 mortes para 559.459 casos, os Estados Unidos e o Canadá 6.192 mortes (256.641 casos), Ásia 4.071 mortes (114.053 casos), Médio Oriente 3.446 mortes (67.045 casos), América Latina e Caraíbas 691 mortes (24.959 casos), África 287 mortes (7.002 casos) e Oceânia 32 mortes (6.227 casos).

A AFP alerta que o número de casos diagnosticados reflecte apenas uma fração do número real de infecções, já que um grande número de países está agora a testar apenas os casos que requerem atendimento hospitalar.

(PressTUR com Agênica Lusa)

 

Clique para ver mais: Coronavírus

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

AHP propõe à Booking que aceite protelar devolução de dinheiro de reservas canceladas

29-05-2020 (19h13)

A AHP – Associação da Hotelaria de Portugal anunciou ter proposto à Booking, maior agência online em venda de estadas na hotelaria, que leve em conta as suas dificuldades de tesouraria e aumentem os prazos de devolução das reservas canceladas pela covid-19.

Croácia reabre fronteiras de forma plena para 10 países da UE

29-05-2020 (18h43)

A Croácia reabriu hoje as fronteiras, de forma plena, para os cidadãos de 10 países da União Europeia (UE), numa tentativa de retomar a actividade turística, sector fundamental para a economia croata e fortemente atingido pela actual pandemia.

Passageiros numa ilha dos Açores com destino final outra deixam de ter de seguir viagem em 24 horas

29-05-2020 (18h35)

Os passageiros que se encontrem numa ilha dos Açores que não seja a do seu destino final deixam de estar obrigados a seguir viagem até 24 horas após a sua chegada, anunciou o presidente do Governo Regional.

Governo adia levantamento de algumas restrições na Área Metropolitana de Lisboa

29-05-2020 (18h25)

O primeiro-ministro anunciou hoje que o Governo decidiu adiar para a Área Metropolitana de Lisboa o levantamento de restrições decretadas para travar a expansão da covid-19.

SATA retoma ligações entre Lisboa e os Açores a 15 de Junho

29-05-2020 (18h24)

A Azores Airlines, do grupo SATA, vai retomar a 15 de Junho as ligações aéreas entre Lisboa e Ponta Delgada e Lisboa e a Terceira, bem como entre o Funchal e Ponta Delgada.

Opinião e Análise