Dominicana teve menos 11,8% de turistas residentes em Portugal no ano de 2019

20-01-2020 (16h39)

Foto: www.godominicanrepublic.com
Foto: www.godominicanrepublic.com

A República Dominicana, primeiro destino de férias dos portugueses nas Caraíbas, recebeu 35.766 turistas residentes em Portugal no ano de 2019, de acordo com os dados divulgados pelo seu banco central que, assim, mostram uma quebra em 11,8% ou quase 4,8 mil.

A informação oficial mostra que a queda foi especialmente forte nos dois aeroportos dominicanos por onde os turistas chegam em voos directos de Lisboa, designadamente Punta Cana, primeiro destino dos portugueses na Dominicana, e del Catey, que serve Samaná, destino promovido pelo operador Soltour.

Ao Aeroporto de Punta Cana chegaram no ano passado 31.374 turistas residentes em Portugal, significando uma quebra em 12,9% ou 4,6 mil, enquanto pelo Aeroporto del Catey chegaram 2.103, com uma quebra em 10,1% ou perto de 240.

O terceiro aeroporto por onde chega um número significativo de turistas residentes em Portugal é o Aeroporto de Las Américas, que serve a capital do país, e que é ‘porta de entrada’ dos portugueses que viajaram em voos regulares com origem noutros países europeus, nomeadamente Espanha.

A informação do Banco Central da Dominicana indica que em 2019 chegaram ao Aeroporto de Las Américas 2.234 turistas residentes em Portugal, +5% ou mais cerca de uma centena que no ano de 2018, que assim continua a ser o segundo melhor ano de sempre, com 40.545 turistas residentes em Portugal, depois de 2009, em que 42.730 turistas residentes em Portugal estiveram no país.

A mesma informação permite ver que 2019 foi o 4º melhor ano de sempre em número de turistas portugueses na Dominicana, depois de 2010, em que foram 36.941.

A quebra este ano está associada a redução do número de voos directos, que são promovidos pelo grupo Ávoris, através da sua companhia aérea Orbest e que faz parceria com o operador Soltour, que tradicionalmente compra a maioria dos lugares, para ‘alimentar’ os resorts do seu grupo, o Bahia Príncipe.

Além disso, a quebra poderá estar associada às notícias sobre mortes estranhas de turistas americanos na Dominicana, que tiveram bastante repercussão em alguns mercados.

Os dados oficiais indicam que apenas no segundo trimestre de 2019 não houve quebra das chegadas à Dominicana de turistas portugueses, e que a quebra foi especialmente forte no primeiro, em que o destino teve menos 3,1 mil (-52%) chegadas de residentes em Portugal, caindo para um total de 2,9 mil.

O melhor trimestre, como tradicionalmente, foi o terceiro, que é época alta em Portugal, com 14,7 mil chegadas, ainda assim menos cerca de 1,4 mil (-8,7%) que no período homólogo de 2018.

No segundo trimestre, o único em que houve aumento das chegadas à Dominicana de turistas residentes em Portugal, o total elevou-se a 12,1 mil, em alta de 8,8% ou quase 980.

No quarto trimestre o número de turistas portugueses na Dominicana teve uma queda em 16,7% ou 1,2 mil, para cerca de seis mil.

 

Clique para mais notícias: República Dominicana

Clique para mais notícias: Turistas portugueses

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Brussels programa voos para Lisboa, Faro e Porto em Junho

05-06-2020 (16h32)

A Brussels Airlines programou retomar os voos para vários destinos europeus a partir de Junho, incluindo Lisboa, Faro e Porto.

Açores estão desde hoje sem casos activos de covid-19

05-06-2020 (16h24)

Os Açores estão desde hoje sem casos activos de covid-19, com a recuperação, nas últimas 24 horas, da única doente que ainda estava infectada, informou a Autoridade de Saúde Regional.

Emirates anuncia extensão da rede para 29 cidades a partir de 15 de Junho

05-06-2020 (16h13)

A Emirates, maior companhia de aviação do mundo em transporte internacional de passageiros, anunciou que a partir de dia 15 vai ter voos para mais 16 cidades, entre as quais Manchester, Zurique, Viena, Amsterdão, Copenhaga e Dublin, na Europa.

Grupo Lufthansa planeia retomar 70% das rotas de longo curso até Setembro

05-06-2020 (16h08)

O Grupo Lufthansa planeia retomar até Setembro 70% das rotas de longo curso e 90% das rotas de curto e médio cursos que inicialmente tinha programado, entre as quais destaca Faro e Funchal.

Sonhando confia que a sua operação charter para Cuba vai ser “a mais bem sucedida este ano em Portugal”

05-06-2020 (15h27)

José Manuel Antunes, director-geral do operador Sonhando, está confiante que este ano, apesar do impacto da pandemia de Covid-19 nas viagens e turismo, não só vai conseguir realizar a operação charter para Cuba, como até diz ter a esperança de que será a operação de longo curso “mais bem sucedida este ano em Portugal”.

Opinião e Análise