Meliá quer abrir hotéis em Julho e defende certificação sanitária baseada em “exames médicos”

28-04-2020 (15h20)

O CEO da Meliá, Gabriel Escarrer, quer “começar a abrir hotéis em Julho”, e defende que a recuperação do turismo passa por uma certificação sanitária que seja baseada em “exames médicos confiáveis”.

A perspectiva de começar a abrir hotéis em Julho, “progressivamente e à medida que a procura o permite”, depende do confinamento terminar em Maio, afirmou o executivo numa entrevista ao portal espanhol especializado em turismo “Preferente”.

A retoma da procura turística “exigirá acima de tudo que haja confiança na saúde” e que os destinos e os estabelecimentos sejam considerados “seguros”, enfatizou Gabriel Escarrer.

O executivo considera que “é possível estabelecer uma certificação ou um ‘passaporte’ sanitário para facilitar o turismo seguro, nacional e internacionalmente, mas isso terá de incluir exames médicos confiáveis”.

“Quanto mais cedo o governo nos fornecer esses testes, mais cedo o turismo será reactivado e, com ele, a economia e o emprego”, frisou Escarrer.

Em Portugal, as empresas turísticas já podem exibir selos que garantem que cumprem requisitos de limpeza e prevenção da covid-19, embora o Turismo de Portugal indique publicamente apenas aspectos relativos “à higienização necessária para evitar riscos de contágio” (clique para ler: Turismo de Portugal já dá certificados de limpeza e prevenção da covid-19).

A reabertura dos hotéis também vai exigir novos procedimentos e o CEO da Meliá citou algumas recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS) que incluem “a eliminação do contacto pessoal em operações básicas, como check-in, e sua substituição por tecnologia, directrizes para garantir o distanciamento social, procedimentos, produtos e sistemas para desinfecção de espaços, uma mudança radical nos formatos de alimentação e bebidas que priorizam a segurança e minimizam o manuseio pelos clientes, etc., com o que provavelmente vamos transformar os buffets por um tempo em outros formatos e processos, como show-cooking”.

 

Clique para ver mais: Meliá

Clique para ver mais: Hotelaria

Clique para ver mais: Espanha

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Iberia reduz estrutura para enfrentar a crise provocada pela covid-19

17-09-2020 (16h31)

A Iberia está a reorganizar a sua estrutura para enfrentar a crise provocada pela pandemia de covid-19 e preparar a recuperação gradual da procura, tendo reduzido número de direcções da sua comissão directiva.

TAP tem quebra de passageiros mais forte que o mercado dos voos Portugal – Espanha

14-09-2020 (17h43)

A TAP, que interrompeu totalmente os voos de/para Espanha nos meses de Abril a Junho, inclusive, está a ter uma retoma difícil, com quebras mais fortes que o tráfego total entre os dois países ibéricos.

Quebra de passageiros em voos entre Espanha e Portugal atingiu 80,9% em Agosto

14-09-2020 (17h32)

Os voos entre Espanha e Portugal, que entre Junho e Setembro do ano passado superaram sempre o meio milhão de passageiros por mês, este Agosto ficaram nuns escassos 109,5 mil, com uma quebra homóloga em 80,9% ou 464,1 mil.

Espanha atinge novo recorde diário de novos casos de covid-19 com 12.183

11-09-2020 (17h43)

Espanha contabilizou hoje 12.183 novos casos de covid-19, o número diário mais elevado desde o início da pandemia, e atinge o total de 566.326 infectados, segundo números divulgados pelo Ministério da Saúde espanhol.

Javier Sánchez-Prieto volta à Iberia como presidente e CEO

10-09-2020 (11h45)

O IAG formalizou a nomeação de Javier Sánchez-Prieto como presidente e CEO da Iberia, substituindo no cargo Luis Gallego, que assumiu a gestão executiva do grupo.

Opinião e Análise