Quebra de passageiros nos aeroportos espanhóis ultrapassa 149 milhões até Setembro

14-10-2020 (15h14)

Foto: Nils Nedel / Unsplash
Foto: Nils Nedel / Unsplash

Os aeroportos espanhóis têm no final de Setembro uma queda média de passageiros em 69,7%, que significa uma quebra de 149,07 milhões, ficando em 64,87 milhões.

Os dados da AENA, gestora dos aeroportos espanhóis, indicam que só no mês de Setembro a queda foi de 21,68 milhões de passageiros, com especial incidência em voos internacionais.

A empresa especificou em comunicado que em voos comerciais os seus aeroportos tiveram um total de 5,43 milhões de passageiros, 3,47 milhões deles em voos domésticos, com uma quebra em 56%, e 1,959 milhões em voos internacionais, nos quais a quebra atingiu 89,8%.

A informação mostra também que a quebra de 21,68 milhões de passageiros em Setembro foi com quebras de 4,58 milhões em Madrid (-82,3%, para 985 mil, de 4,26 milhões em Barcelona (-83,5%, para 844,4 mil), e de 3,25 milhões em Palma de Maiorca (-86,4%, para 513 mil).

Quebras superiores a um milhão de passageiros ocorreram ainda em Setembro nos aeroportos de Málaga, que teve menos 1,66 milhões (-81,9%, para 366,3 mil), e Alicante, que teve menos 1,29 milhões (-83,4%, para 256,9 mil).

Nos nove meses de Janeiro a Setembro, a quebra de 149,07 milhões de passageiros (-69,7%, para 64,87 milhões) foi com quebras acima da dezena de milhões em quatro aeroportos, de 31,9 milhões em Madrid (-68,5%, para 14,69 milhões), de 29,55 milhões em Barcelona (-72,6%, para 11,14 milhões), de 19,57 milhões em Palma de Maiorca (-78,8%, para 5,27 milhões) e de 11,21 milhões em Málaga (-71,5%, para 4,46 milhões).

As restantes maiores quebras ocorrem em Alicante, que está com menos 8,55 milhões de passageiros (-72,4%, para 3,25 milhões), Gran Canária, com menos 5,58 milhões (-57,2%, para 4,17 milhões), Ibiza, com menos 5,22 milhões (-74,3%, para 1,8 milhões), Valência, com menos 4,38 milhões (-66,9%, para 2,16 milhões), Sevilha, com menos 3,64 milhões (-64,4%, para 2,01 milhões), Lanzarote, com menos 3,47 milhões (-62,8%, para 2,06 milhões), e Bilbau, com menos 3,08 milhões (-68,2%, para 1,44 milhões).

 

Clique para mais notícias: Aeroportos Espanha

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: Espanha

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Quebra de dormidas na hotelaria espanhola chega a quase 200 milhões no fim de Setembro

23-10-2020 (16h58)

O fim do Verão trouxe um novo agravamento do impacto da pandemia na hotelaria espanhola, que no mês de Setembro registou uma quebra de pernoitas de turistas residentes no estrangeiro em 93,1%, com quebras do número de turistas em 90,5% e da estada média em 27,9%.

Hotelaria espanhola perdeu até Setembro um milhão de hóspedes residentes em Portugal

23-10-2020 (16h40)

A hotelaria espanhola registava no fim de Setembro uma quebra de um milhão de hóspedes residentes em Portugal, que ainda assim não é das mais gravosas, levando a uma subida de Portugal a 5º maior emissor em número de dormidas no mês de Setembro.

Agências de viagens espanholas ameaçam endurecer exigência de reembolsos das companhias de aviação

22-10-2020 (14h03)

As agências de viagens espanholas ameaçam denunciar junto da União Europeia a falta de reembolsos das companhias de aviação, que acusam de estar a utilizar dinheiro de milhares de PME que em muitos casos até já reeembolsaram os clientes.

Agências de viagens também são as empresas mais penalizadas em Espanha pela covid-19

21-10-2020 (17h12)

O volume de negócios das agências de viagens espanholas caiu 79,3% em Agosto, indicou hoje o INE espanhol, que aponta assim as agências de viagens como as empresas mais penalizadas pelo impacto da pandemia de covid-19.

Vueling programa voar de Barcelona e Paris Orly para Portugal este Novembro

21-10-2020 (16h29)

A Vueling, low cost do IAG baseada sobretudo em Barcelona, tem programado para o próximo mês ter 16 voos para Portugal, com ligações a Lisboa e ao Porto da sua principal base e também de Paris Orly.

Opinião e Análise