Estado alemão entra para o capital do grupo Lufthansa... mas não para mandar

26-05-2020 (11h57)

Foto: Lufthansa
Foto: Lufthansa

O grupo alemão Lufthansa anunciou que já tem a aprovação de um apoio estatal até nove mil milhões de euros, incluindo 4,7 mil milhões em participação societária, que descreve como “silent participation”, ou seja, que não confere o direito de “mandar”, como em Portugal é exigido pelo ministro Pedro Nuno Santos em relação a um eventual apoio à TAP.

A informação divulgada pelo grupo Lufthansa explicita ter sido informado pelo Fundo de Estabilização Económica WSF (do alemão para Wirtschaftsstabilisierungsfonds) da aprovação de “silent participations” de até 5,7 mil milhões de euros em activos do grupo, sujeitas a um conjunto de condições financeiras.

O apoio, segundo indica, inclui 4,7 mil milhões em participação societária sem limite de tempo e que a companhia pode terminar, total ou parcialmente, de três em três meses.

Em contrapartida, o fundo aufere uma remuneração de 4% este ano e em 2021, que sobe para 9,5% até 2027.

O comunicado também esclarece que a participação societária do WSF e concretizada através de aumento de capital até atingir uma posição de 20%, ao preço de 2,56 euros por acção, por forma a atingir o montante de 300 milhões de euros.

Uma garantia adicional é que o WSF pode aumentar participação para 25% do capital mais uma acção caso o grupo seja alvo de uma tomada de controlo.

As garantias prevêem ainda que a “silent participation” seja convertida num reforço da participação em 5% em 2024 e em 2026, se ainda não tiver aumentado.

Adicionalmente, caso não tenha sido integralmente ressarcido a 2,56 euros por acção mais um juro de 12%, o fundo pode vender a participação no grupo Lufthansa a preço de mercado a 31 de Dezembro de 2023.

Além das participações, o WSF, cujas decisões ainda têm que ter ‘luz verde’ das autoridades comunitárias, atribuiu ao grupo Lufthansa uma facilidade de crédito de até três mil milhões de euros, com a participação da banca privada.

 

Clique para mais notícias: Lufthansa

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Conselho de Ministros prolonga agonia da crise na TAP

02-07-2020 (19h22)

O Governo manteve hoje, após o Conselho de Ministros que tinha sido apontado ser a derradeira instância para uma solução sobre a TAP, o discurso do ou aceitam o acordo ou haverá nacionalização, que repete pelo menos desde ontem.

AIDA Cruises prolonga suspensão das operações até 31 de Agosto

02-07-2020 (17h35)

A companhia de cruzeiros AIDA Cruises anunciou hoje que prolongou a suspensão das suas operações até 31 de Agosto.

Bruxelas lança processo de infração a Portugal pelos ‘vouchers’ para reembolsos de clientes

02-07-2020 (13h19)

A Comissão Europeia decidiu hoje lançar processos de infração contra Portugal e outros nove Estados-membros por violação das leis comunitárias sobre direitos dos passageiros ao admitir vouchers para reembolsar clientes por viagens não efectuadas devido à pandemia de covid-19.

Espanha teve zero turistas internacionais de lazer no mês de Maio, INE

02-07-2020 (12h24)

O INE espanhol informou hoje que no mês de Maio “o número de visitantes internacionais com destino a Espanha por motivo turístico em todas as vias de acesso, foi zero”.

Portugueses que viajarem para a Tunísia têm que fazer teste à covid-19

02-07-2020 (10h46)

A Tunísia incluiu os portugueses e os residentes em Portugal entre os viajantes que podem circular no país, desde que apresentem um teste negativo à covid-19.

Opinião e Análise