Albânia reabre fronteiras e praias para clientes de hotéis

03-06-2020 (12h35)

Foto: Elion Jashari / Unsplash
Foto: Elion Jashari / Unsplash

A Albânia abriu as fronteiras terrestres e as praias, cumprindo os protocolos de segurança, e vai retomar esta semana o campeonato de futebol sem assistência nos estádios.

As pessoas que entrem no país balcânico através dos postos fronteiriços não terão de se submeter à quarentena obrigatória de duas semanas, à excepção dos casos estabelecidos pelas autoridades sanitárias.

As praias vão ser apenas disponibilizadas para os clientes dos hotéis, enquanto o resto da população deve aguardar até ao final da semana para poder aproximar-se do mar Adriático.

A Albânia, que tem 2,8 milhões de habitantes, espera impulsionar a sua economia, também muito afectada pela pandemia, através das receitas obtidas pelo turismo, que este ano vai apostar nas deslocações internas e nos albaneses que vivem nos vizinhos Kosovo e Macedónia do Norte.

O ministro do Turismo, Blendi Klosi, anunciou no Domingo que a temporada turística se prolongará até 15 de Novembro a pedido dos operadores, para poder recuperar o tempo perdido durante o confinamento em Março, Abril e Maio.

Desde ontem deixaram de existir mais “zonas vermelhas”, consideradas de alto risco pela transmissão do coronavírus, e permite-se a circulação livre de cidadãos e veículos em todo o território do país sem restrições horárias. No entanto, os transportes públicos vão permanecer parados.

Após quase três meses de encerramento também foram reabertas ontem as creches públicas, que devem respeitar os protocolos sanitários de higiene e proteção recomendados pelo ministério da Saúde, e ainda os parques recreativos, centros culturais, ginásios e cibercafés.

No entanto, permanecem interditas as actividades culturais, cinemas, teatros, clubes nocturnos, piscinas, manifestações, conferências, e casamentos com muitos convidados.

O fim gradual do confinamento provocou um aumento dos contágios. Os especialistas da área da saúde, que o consideravam previsível, apelaram aos cidadãos para respeitar o distanciamento físico e a higiene pessoal.

(PressTUR com Agência Lusa)

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Grécia reabre a voos do Reino Unido mas exige teste negativo à covid-19

13-07-2020 (13h48)

A Grécia vai reabrir os seus aeroportos a voos do Reino Unido a partir de quarta-feira, mas exigirá aos passageiros a apresentação de um teste negativo ao novo coronavírus realizado até três dias antes.

Solférias promove webinar sobre a Disneyland Paris amanhã

13-07-2020 (13h35)

O operador turístico Solférias promove amanhã, dia 14 de Julho, um webinar sobre a Disneyland Paris, que tem abertura prevista para esta quarta-feira, dia 15, com uma série de medidas para conter a propagação do novo coronavírus.

Comissão Europeia aprova ajuda estatal holandesa de 3,4 mil milhões de euros à KLM

13-07-2020 (12h21)

A Comissão Europeia aprovou hoje uma ajuda estatal da Holanda à companhia aérea holandesa KLM, um apoio urgente à liquidez na forma de garantia estatal e um empréstimo público devido à crise gerada pela covid-19.

Ryanair pede dados a clientes que reservaram em OTAs não autorizadas para os reembolsar

10-07-2020 (14h07)

A Ryanair está a pedir aos clientes que reservaram os seus voos em agências de viagens online (OTAs) não autorizadas, e que estão tentar obter reembolsos, para enviarem os seus dados e receberem directamente da companhia um voucher, alteração do voo ou devolução do dinheiro.

Segurança no turismo depende de “combinação” de factores, OMS

10-07-2020 (11h20)

A segurança no turismo depende de “uma combinação” de factores, variáveis no tempo e no espaço, afirmou um conselheiro da Organização Mundial da Saúde (OMS), destacando que é necessário um equilíbrio entre os riscos e as medidas de mitigação.

Opinião e Análise