Amadeus declara que em Março teve o melhor mês desde o início da pandemia

07-05-2021 (16h07)

Foto: Amadeus
Foto: Amadeus

A vacinação já representou uma viragem para a tecnológica Amadeus, segundo o seu CEO, Luis Maroto, que em comentário no balanço do primeiro trimestre declarou que, tanto em reservas de agências de viagens quanto em passageiros embarcados, Março foi o melhor mês desde Fevereiro de 2020.

A Amadeus detém o maior sistema global de reservas, com 646,6 milhões de reservas, principalmente aéreas, de agências de viagens em 2019, e fornece a aplicação Altéa, que é utilizada por companhias aéreas, entre as quais a TAP, para gestão de passageiros, que no último ano pré-pandemia atingiu a marca de 1.993,7 milhões de passageiros embarcados.

O balanço publicado hoje indica que apesar da ‘animação’ em Março, que o seu CEO atribuiu ao avanço da vacinação contra a covid-19, o primeiro trimestre saldou-se por novas fortes quedas nas suas duas principais áreas de negócio, em cima das já ocorridas nos primeiros três meses de 2020.

A companhia informou que no primeiro trimestre deste ano processou 33,8 milhões de reservas aéreas de agências de viagens, em queda de 60,3% relativamente ao período homólogo de 2020, no qual já registara uma queda de 47,7%, de 162,6 milhões em 2019 para 85 milhões em 2020.

Acresce que em reservas não aéreas, nomeadamente de hotelaria e rent-a-car, o GDS Amadeus teve uma quebra no primeiro trimestre deste ano em 64,8%, para 5,1 milhões, em cima de uma quebra nos primeiros três meses do ano passado em 15,4%, de 17,2 milhões, para 14,6 milhões.

O total de reservas processadas pelo GDS Amadeus no primeiro trimestre deste ano foi assim de 38,9 milhões, em queda de 66,9% face ao primeiro trimestre de 2020, no qual registara uma quebra em 44,6%, de 179,8 milhões para 99,6 milhões.

Em passageiros embarcados com as suas soluções, a informação indica que este ano registou uma quebra em 66,9%, para 127,2 milhões, depois de no ano passado ter registado uma quebra em 12%, de 436,1 milhões no primeiro trimestre de 2019 para 383,9 milhões.

A receita total da companhia, por sua vez, teve uma quebra este ano em 51,4%, para 496,7 milhões de euros, em cima de uma quebra em 27,3% no primeiro trimestre de 2020, de 1.406 milhões de euros em 2019 para 1.021,7 milhões.

Assim, quando se compara o primeiro trimestre de 2021 com o primeiro trimestre de 2019, pré-pandemia, o número de reservas processadas pelo Amadeus caiu 78,4% ou 140,9 milhões, com quebra das reservas aéreas de agências de viagens em 79,2% ou 128,8 milhões.

O número de passageiros embarcados com o Altéa, por sua vez, baixou 70,8% ou 308,9 milhões.

Com estas quebras, a receita do Amadeus teve uma quebra entre o primeiro de 2019 e o período homólogo deste ano de 64,7% ou 909,3 milhões de euros, com quebras de 647,4 milhões na Distribuição (processamento de reservas) e de 262 milhões no que designa por IT Solutions e que se refere em grande medida ao Altéa.

 

Clique para mais notícias: Amadeus

Clique para mais notícias: Agências&Operadores

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Bruxelas espera “reciprocidade” dos EUA nas viagens não essenciais

23-06-2021 (13h59)

A Comissão Europeia afirmou hoje esperar “reciprocidade” das autoridades norte-americanas no que se refere às viagens de cidadãos entre os dois blocos, após ter incluído os Estados Unidos na lista de países que podem entrar em território comunitário.

Ryanair anuncia nova rota Faro – Teesside para este Verão

23-06-2021 (13h13)

A Ryanair anunciou uma nova rota para este Verão entre Faro e Teesside, no Norte de Inglaterra, que se junta às novas ligações já anunciadas entre o Algarve e Belfast City e entre Lisboa e Colónia, confirmadas hoje em Lisboa por Michael O'Leary, CEO do Grupo.

UE e EUA trabalham "intensamente" para retomar viagens não essenciais

22-06-2021 (17h40)

A União Europeia e os Estados Unidos estão a “trabalhar intensamente” para “retomar a normalidade” na circulação de pessoas, tendo em vista a realização de viagens não essenciais, adiantou hoje o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita.

Escócia também adia próxima etapa do desconfinamento para Julho

22-06-2021 (17h37)

A Escócia também decidiu adiar a próxima etapa do seu plano de desconfinamento por várias semanas, tal como Inglaterra, devido ao agravamento da pandemia no Reino Unido, que registou ontem 27 mortes e 11.625 novos casos de covid-19.

Turistas franceses garantiram 21,2% das receitas turísticas portuguesas no 1º quadrimestre

22-06-2021 (17h10)

Um em cada cinco euros de receitas turísticas portuguesas nos primeiros quatro meses deste ano tiveram origem em turistas residentes em França, concluiu o PressTUR a partir dos dados publicados hoje pelo Banco de Portugal.

Opinião e Análise