Bruxelas assegura que há condições para uma reabertura segura do turismo no Verão

14-05-2021 (12h47)

A União Europeia já tem as "condições certas” para uma “reabertura segura” do turismo no Verão, assegurou hoje o comissário europeu para o Mercado Interno, advertindo, porém, que a recuperação do sector "ainda vai demorar".

“É claro que a situação [da pandemia de covid-19] continua difícil. Contudo, estou certo de que finalmente vemos luz no fim do túnel. Agora temos as ferramentas e condições certas para garantir uma reabertura segura da época do turismo”, frisou Thierry Breton, citado pela agência Lusa.

Entre essas ferramentas, o responsável pelo grupo de trabalho sobre a estratégia de vacinação da UE, destacou o “aumento considerável da capacidade produtiva” de vacinas, que o leva a crer que “em meados de Julho” serão entregues “doses suficientes para vacinar 70% da população” da UE.

O certificado verde digital, o documento que visa facilitar a circulação no interior da UE atestando a imunização ou testagem negativa para a covid-19, permitirá também garantir a segurança do turismo, apontou o comissário, que falava na sessão de abertura do Fórum de Alto Nível sobre Sustentabilidade e Turismo, organizado pela presidência portuguesa do Conselho da União Europeia (UE).

“O Parlamento Europeu e o Conselho [atualmente presidido por Portugal] estão agora prontos para finalizar as negociações sobre o certificado até ao final do mês de maio. E estou confiante de que sim, conseguiremos tê-lo pronto para o verão”, salientou Breton, citado pela agência Lusa.

Mas “a recuperação total do ecossistema turístico ainda vai demorar”, advertiu o comissário, apontando para a necessidade de “pensar além do Verão”.

Por isso, os negócios do turismo devem “aproveitar as oportunidades da transição verde e digital”, recomendou Breton, sobretudo tendo em conta a “mudança nas necessidades de consumo” dos turistas, que hoje procuram “férias mais verdes, destinos com menos pessoas e mais próximos da natureza para deixar uma menor pegada ambiental”.

O “maior desafio” para os negócios do turismo é precisamente transformar estas mudanças de consumo dos turistas numa “oportunidade”, considerou.

O Fundo de Recuperação e Resiliência e o novo quadro orçamental da UE para 2021-2027, que representam um total de 1,8 biliões de euros, constituem “uma oportunidade sem precedentes” para os ministros do Turismo no reforço do sector.

“Na quarta-feira, a Comissão lançou um guia online para ajudar as partes interessadas do turismo a navegar e aceder ao financiamento da UE para os próximos anos. Espero que isto chegue a tantos ministros do Turismo quanto possível”, disse o comissário.

 

Clique para ver mais: Europa

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Bruxelas espera “reciprocidade” dos EUA nas viagens não essenciais

23-06-2021 (13h59)

A Comissão Europeia afirmou hoje esperar “reciprocidade” das autoridades norte-americanas no que se refere às viagens de cidadãos entre os dois blocos, após ter incluído os Estados Unidos na lista de países que podem entrar em território comunitário.

Ryanair anuncia nova rota Faro – Teesside para este Verão

23-06-2021 (13h13)

A Ryanair anunciou uma nova rota para este Verão entre Faro e Teesside, no Norte de Inglaterra, que se junta às novas ligações já anunciadas entre o Algarve e Belfast City e entre Lisboa e Colónia, confirmadas hoje em Lisboa por Michael O'Leary, CEO do Grupo.

UE e EUA trabalham "intensamente" para retomar viagens não essenciais

22-06-2021 (17h40)

A União Europeia e os Estados Unidos estão a “trabalhar intensamente” para “retomar a normalidade” na circulação de pessoas, tendo em vista a realização de viagens não essenciais, adiantou hoje o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita.

Escócia também adia próxima etapa do desconfinamento para Julho

22-06-2021 (17h37)

A Escócia também decidiu adiar a próxima etapa do seu plano de desconfinamento por várias semanas, tal como Inglaterra, devido ao agravamento da pandemia no Reino Unido, que registou ontem 27 mortes e 11.625 novos casos de covid-19.

Turistas franceses garantiram 21,2% das receitas turísticas portuguesas no 1º quadrimestre

22-06-2021 (17h10)

Um em cada cinco euros de receitas turísticas portuguesas nos primeiros quatro meses deste ano tiveram origem em turistas residentes em França, concluiu o PressTUR a partir dos dados publicados hoje pelo Banco de Portugal.

Opinião e Análise