Confinamentos na Europa empurram aviação para “outro colapso total”, ACI Europe

16-11-2020 (16h35)

Foto: Trinity Moss / Unsplash
Foto: Trinity Moss / Unsplash

O Airports Council Internacional (ACI) Europe defende que o aumento das medidas de confinamento em vários países europeus está a provocar uma redução da oferta de voos e levará “a outro colapso total” do tráfego aéreo de passageiros.

O director-geral do ACI Europe, Olivier Jankovec, considera que os aeroportos da União Europeia (UE), do Espaço Económico Europeu (EEE) da Suíça e do Reino Unido enfrentam uma tendência de aceleração da queda do tráfego de passageiros, uma vez que “as companhias aéreas continuam a reduzir a capacidade planeada em resposta ao aumento dos confinamentos em muitos países - que estão apenas a acrescentar mais dor à já infligida por severas restrições de viagens internacionais”.

Desta forma, Olivier Jankovec perspectiva que “o tráfego de passageiros voltará a outro colapso total semelhante ao experimentado no segundo trimestre [Abril a Junho], quando os volumes caíram 96%”.

O ACI Europe, que indica representar mais de 500 aeroportos em 46 países europeus, divulgou hoje novos dados que indicam que a quebra do movimento de passageiros nos aeroportos europeus superou ontem os 1,5 mil milhões.

Os dados indicam que até 15 de Novembro, os aeroportos europeus estão com uma quebra de passageiros de 81%, sendo que os aeroportos da UE, EEE, Suíça e Reino Unido estão com um decréscimo médio de passageiros de 86% face ao ano passado.

No resto da Europa, o tráfego aéreo de passageiros “continua de alguma forma mais resiliente, actualmente com uma quebra de 59%, uma taxa que parece ser bastante estável neste momento”, indica a associação.

O ACI Europe sublinha que “os aeroportos da Rússia e da Turquia estão claramente a superar outros mercados”, graças aos seus mercados domésticos.

Os dados do ACI Europe mostram que o Top10 de aeroportos europeus com mais passageiros, normalmente liderado por Londres Heathrow, foi durante o mês de Setembro liderado por Antalya, na Turquia, com apenas 2,25 milhões de passageiros, menos 53,5% que em Setembro de 2019.

A lista dos dez maiores aeroportos europeus em Setembro inclui três aeroportos na Turquia e quatro na Rússia, enquanto grandes hubs como Frankfurt ou Munique nem chegam a figurar no Top10.

Depois de Antalya, aparecem em 2º e 3º lugar dois aeroportos de Moscovo, Sheremetyevo com 2,156 milhões de passageiros (-53,5%) e Domodedovo com 2,066 milhões (-26,2%).

Em 4º e 5º estão os dois aeroportos de Istambul, Atatürk com 1,812 milhões e Sabiha Gokcen com 1,791 milhões, seguidos por Moscovo Vnukovo (1,520 milhões), São Petersburgo Pulkovo (1,385 milhões), Paris Charles de Gaulle (1,354 milhões), Amesterdão (1,337 milhões) e Londres Heathrow (1,256 milhões).

 

Clique para ver mais: Aviação

Clique para ver mais: ACI Europe

Clique para ver mais: Aeroportos europeus

Clique para ver mais: Europa

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

KLM reduz oferta de voos para Lisboa e Porto em Dezembro

27-11-2020 (12h43)

A companhia de aviação holandesa KLM anunciou uma redução de 15% da sua oferta de voos de Amesterdão para Lisboa e Porto durante o mês de Dezembro.

Disney vai despedir mais de 30 mil trabalhadores

27-11-2020 (10h05)

A Walt Disney Company anunciou que vai despedir 32 mil trabalhadores, principalmente funcionários dos seus parques temáticos, devido à pandemia de covid-19.

Meliá vai transformar um palácio em Milão num hotel de luxo

25-11-2020 (10h03)

A Meliá Hotels International vai transformar o Palazzo Venezia no seu quarto hotel na cidade de Milão, previsto inaugurar em 2023 com a sua marca de luxo Gran Meliá.

Quarentena à chegada a Inglaterra pode ser reduzida para cinco dias com teste negativo

24-11-2020 (12h49)

As novas regras para as pessoas que chegam a Inglaterra a partir de 15 de Dezembro incluem a redução do período de isolamento de duas semanas para cinco dias, mediante a apresentação de um teste de covid-19 negativo, que tem um custo de pelo menos 65 libras (73 euros).

CEO da Booking alerta hotelaria para aumento da procura de alojamento alternativo

23-11-2020 (12h51)

Glenn Fogel, presidente e CEO da Booking, está a alertar o mercado da hotelaria para uma nova tendência da procura em 2021, em que os tradicionais clientes dos hotéis também vão passar a considerar os alojamentos alternativos nas suas pesquisas.

Opinião e Análise