Turismo português na Turquia sobe 26,8% em 2009 Portugal foi 3º emissor europeu em crescimento

08-02-2010 (11h55)

A Turquia recebeu 46.900 turistas portugueses durante o ano de 2009, em alta de 26,8% face ao ano anterior, segundo os dados preliminares do Ministério turco da Cultura e do Turismo, de acordo com os quais Portugal teve a terceira taxa de crescimento mais forte entre os mercados emissores europeus.

Esses dados indicam que em 2009 a Turquia recebeu mais 9.923 turistas portugueses que em 2008 e que face a 2007 o crescimento é de 53,7%, o que equivale a um aumento do número de visitantes de 16.388.
Em relação a 2006, o total de 2009 corresponde a um aumento de 158,4%, que corresponde a mais 28.752 turistas portugueses.
A Turkish Airlines, única companhia aérea turca com voos regulares para Portugal e que opera em code-share com a TAP, transportou entre Istambul e Lisboa 36.894 passageiros (partidas e chegadas) no ano de 2009, mais 26,9% que em 2008.
Além destes voos, nos quais operadores turísticos portugueses baseiam programas de férias na Turquia, operaram ligações charters, designadamente para Antalya, que registaram um aumento do número de passageiros em 79,6%, para 6.749 (partidas e chegadas), e Izmir, que somaram 2.388 passageiros (partidas e chegadas).
A Turquia é o próximo destino do grupo hoteleiro português Onyria, liderado por José Carlos Pinto Coelho, que já este mês anunciou um investimento de 30 milhões de euros na região de Izmir-Claros, na aquisição de 60% de um resort e na compra de um terreno para campo de golfe ( Grupo Onyria investe 30 milhões na Turquia / Compra resort de luxo e terreno para golfe).
A Turquia recebeu no ano passado 27,077 milhões de visitantes estrangeiros, 5,8% deles (1,57 milhões) classificados como excursionistas, por não terem permanecido uma noite no destino.
Esse total de 27,077 milhões representa um aumento de 2,8% ou 0,74 milhões em relação a 2008 e de 16% ou 3,73 milhões face a 2007.
Os maiores emissores de turistas para a Turquia foram no ano passado a Alemanha, com 4,488 milhões, a Federação Russa, com 2,694 milhões, o Reino Unido, com 2,426 milhões, a Bulgária, com 1,4 milhões, o Irão, com 1,38 milhões, a Holanda, com 1,127 milhões, a Geórgia, com 995,38 mil, França, com 932,8 mil, os Estados Unidos, com 667,1 mil, e Itália, com 634 mil.
Destes dez principais mercados, sete tiveram crescimento em relação a 2008, designadamente a Alemanha, em 1,6%, o Reino Unido, em 11,8%, a Bulgária, em 12%, o Irão, em 21,9%, a Geórgia, em 19,9%, França, em 5,4%, e Itália, em 5,8%.
Em queda esteve a chegada de turistas da Federação Russa (-6,4%), Holanda (-1,3%) e Estados Unidos (-1,8%).
O conjunto dos restantes emissores teve uma queda de 0,2%, para 10,3 milhões.
Em relação a 2007, todos os mercados do Top10 tiveram crescimento em 2009: Alemanha em 8,2%, Federação Russa em 9,3%, Reino Unido em 26,6%, Bulgária em 13,5%, Irão em 30,7%, Holanda em 7%, Geórgia em 57,8%, França em 21,4%, Estados Unidos em 3,8% e Itália em 23,3%.
As chegadas do conjunto dos outros mercados em 2009 ficaram 15,9% acima do total de 2007.
Em 2009, a Alemanha foi a origem de 16,58% do total de turistas estrangeiros que visitaram a Turquia, a Federação Russa representou 9,95%, o Reino Unido, 8,96%, a Bulgária, 5,19%, e o Irão, 5,11%.
Depois ficaram a Holanda, que representou 4,16% do total, a Geórgia, com 3,68%, França, com 3,45%, Estados Unidos, com 2,46%, e Itália, com 2,34%.
As chegadas de Portugal representaram 0,17% do total de turistas estrangeiros em 2009, depois de 0,14% em 2008, 0,13% em 2007 e 0,09% em 2006.
Relativamente às “portas de entrada” no País, os dados preliminares de 2009 publicados pelo Ministério turco da Cultura e do Turismo indicam que Antalya liderou com 8,26 milhões de turistas, o que equivale a 30,51% do total.
Depois vem Istambul, com 7,51 milhões (27,74% do total), Muila, com 2,82 milhões (10,42% do total), Edirne, com 2,711 milhões (10,01% do total), e Izmir, com 1,056 milhões (3,9% do total).
Dos 27,077 milhões de turistas estrangeiros que visitaram a Turquia no ano passado, 18,959 milhões viajaram de avião, 6,029 milhões utilizaram transporte rodoviário, 69,16 mil utilizaram o comboio e 2,018 milhões chegaram por via marítima.
O transporte aéreo e o rodoviário cresceram face a 2008, respectivamente, 0,64% e 11,91% e o transporte ferroviário e marítimo tiveram quedas de 4,36% e 0,92%, respectivamente.

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

AIDA Cruises prolonga suspensão das operações até 31 de Agosto

02-07-2020 (17h35)

A companhia de cruzeiros AIDA Cruises anunciou hoje que prolongou a suspensão das suas operações até 31 de Agosto.

Bruxelas lança processo de infração a Portugal pelos ‘vouchers’ para reembolsos de clientes

02-07-2020 (13h19)

A Comissão Europeia decidiu hoje lançar processos de infração contra Portugal e outros nove Estados-membros por violação das leis comunitárias sobre direitos dos passageiros ao admitir vouchers para reembolsar clientes por viagens não efectuadas devido à pandemia de covid-19.

Ryanair prevê mais de 4,5 milhões de passageiros este mês

01-07-2020 (17h23)

A low cost Ryanair, que tem voos para Lisboa, Porto, Faro, Ponta Delgada e Terceira, indicou hoje que em Julho prevê transportar mais de 4,5 milhões de passageiros, -68% que no mês homólogo de 2019, mas seis vezes mais do que transportou no mês de Maio.

Grupo Lufthansa anuncia mais 200 aviões a voarem

01-07-2020 (16h21)

O Grupo Lufthansa, de que fazem parte a Lufthansa German Airlines, a Swiss, a Austrian, a Eurowings e a Brussels, anunciou que este mês vai ter mais 200 aviões a operarem que em Junho, mas que ainda assim só cobrirá 40% das operações de voos que tinha planeado antes da pandemia de covid-19.

UE reabre fronteiras a 15 países, EUA e Brasil ainda excluídos

30-06-2020 (17h52)

Os Estados-membros da União Europeia vão reabrir as fronteiras externas a partir de quarta-feira a 15 países cuja situação epidemiológica da covid-19 consideram satisfatória, excluindo desta lista países como Estados Unidos e Brasil.

Opinião e Análise