Turquia recebe mais 1,5 milhões de turistas durante o ano de 2010

25-01-2011 (15h05)

Mais 5,7% que em 2009

A Turquia, que tem capitalizado o crescimento do turismo em alguns mercados emissores emergentes como a Rússia, o Irão, a Bulgária, a Geórgia e a Síria, bem como de um procura acrescida de alguns grandes emissores, como o Reino Unido, terminou o ano de 2010 com 28,63 milhões de visitantes estrangeiros, em alta de 5,7% ou 1,55 milhões em relação a 2009.

Os dados, ainda provisórios, são do Ministério turco da Cultura e do Turismo, que especifica que nesses 28,6 milhões de visitantes estão 1,6 milhões de excursionistas (que não pernoitam no destino), o que equivale a 5,7% do total.
A informação especifica ainda que Antalya foi a primeira porta de entrada de estrangeiros na Turquia, com 9,246 milhões (32,3% do total), seguida de Istambul, com 6,928 milhões (24,2%), Mugla, com 2,973 milhões (10,4%), Edirne, com 2,62 milhões (9,2%) e Izmir, onde o grupo português Onyrya, de José Carlos Pinto Coelho, tem um resort de luxo ( Grupo Onyria investe 30 milhões na Turquia. Compra resort de luxo e terreno para golfe), com 1,15 milhões (4%).
Os principais mercados emissores foram a Alemanha, com 4,385 milhões de turistas na Turquia, Federação Russa, com 3,1 milhões, Reino Unido, com 2,67 milhões, Irão, com 1,88 milhões, e Bulgária, com 1,43 milhões.
A excepção nestes cinco principais emissores para a Turquia foi precisamente o nº 1, a Alemanha, que teve uma quebra de 2,3% (-103 mil) em relação a 2009.
As chegadas da Rússia, Reino Unido e Irão, por sua vez, cresceram a dois dígitos, respectivamente em 15,3% (+412,3 mil), em 10,2% (+246,8 mil) e em 36,3% (+501,8 mil).
Já o crescimento da Bulgária ficou em 1,9% (+27,3 mil).
O grupo dos dez principais emissores de turistas para a Turquia inclui ainda a Geórgia, com 1,1 milhões em 2010, mais 11,7% ou mais 116,8 mil que em 2009, a Holanda, com 1,07 milhões (-4,8% ou –54 mil), França, com 928,37 mil (-0,5% ou –4,4 mil), Síria, com 899,49 mil (+76,5% ou mais 389,8 mil), e Itália, com 671,06 mil (+5,7% ou mais 36,17 mil).
Este Top10 dos emissores para a Turquia somou, assim, 18,169 milhões de turistas na Turquia em 2010, o que equivale a 63,5% do total recebido pelo País e mostra uma tendência de concentração, já que esses mercados representavam 61,3% em 2009 (16,599 milhões) e 59,7% em 2008 (15,7 milhões).
Essa tendência decorre de em 2009 o Top10 ter um crescimento médio em 9,5% ou 1,569 milhões face a 2009, enquanto nos outros mercados houve um decréscimo de 0,1% ou aproximadamente 14,5 mil visitantes.
Em relação a 2008, enquanto no ano passado o Top10 mostra um aumento das chegadas à Turquia em 8,7% ou 2,295 milhões, os restantes mercados têm um decréscimo em 1,5% ou 154,6 mil.
Os dados do Ministério turco mostram que em 2010, em relação a 2009, os maiores aumentos das chegadas de turistas foram os do Irão, com +501,8 mil (+36,3%), Federação Russa, com +412,3 mil (+15,3%), Síria, com +389,8 mil (+76,5%), Reino Unido, com +246,8 mil (+10,2%) e Geórgia, com +116,8 mil (+11,7%).
As maiores quedas deram-se nas chegadas de Israel, com –202 mil (-64,8%), Alemanha, com –103,08 mil (-2,3%), Espanha, com –54,89 mil (-14,6%), Holanda, com –54,08 mil (-4,8%), e Bélgica, com –49,07 mil (-8,3%).
Por regiões, a Ásia foi a que teve o maior aumento das chegadas de visitantes à Turquia, com +780,7 mil (+23,5%, para 4,1 milhões), com realce para a Ásia do Sul (+503,6 mil ou +29,4%, para 2,2 milhões), Comunidade de Estados Independentes, com +594,8 mil (+10,9%, para 6,07 milhões).
A Europa teve um crescimento médio em 1,2%, o que equivale a mais 191,7 mil visitantes, para 16,6 milhões.

Continua em:
Dezembro foi mês de queda das chegadas de visitantes estrangeiros à Turquia

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

AIDA Cruises prolonga suspensão das operações até 31 de Agosto

02-07-2020 (17h35)

A companhia de cruzeiros AIDA Cruises anunciou hoje que prolongou a suspensão das suas operações até 31 de Agosto.

Bruxelas lança processo de infração a Portugal pelos ‘vouchers’ para reembolsos de clientes

02-07-2020 (13h19)

A Comissão Europeia decidiu hoje lançar processos de infração contra Portugal e outros nove Estados-membros por violação das leis comunitárias sobre direitos dos passageiros ao admitir vouchers para reembolsar clientes por viagens não efectuadas devido à pandemia de covid-19.

Ryanair prevê mais de 4,5 milhões de passageiros este mês

01-07-2020 (17h23)

A low cost Ryanair, que tem voos para Lisboa, Porto, Faro, Ponta Delgada e Terceira, indicou hoje que em Julho prevê transportar mais de 4,5 milhões de passageiros, -68% que no mês homólogo de 2019, mas seis vezes mais do que transportou no mês de Maio.

Grupo Lufthansa anuncia mais 200 aviões a voarem

01-07-2020 (16h21)

O Grupo Lufthansa, de que fazem parte a Lufthansa German Airlines, a Swiss, a Austrian, a Eurowings e a Brussels, anunciou que este mês vai ter mais 200 aviões a operarem que em Junho, mas que ainda assim só cobrirá 40% das operações de voos que tinha planeado antes da pandemia de covid-19.

UE reabre fronteiras a 15 países, EUA e Brasil ainda excluídos

30-06-2020 (17h52)

Os Estados-membros da União Europeia vão reabrir as fronteiras externas a partir de quarta-feira a 15 países cuja situação epidemiológica da covid-19 consideram satisfatória, excluindo desta lista países como Estados Unidos e Brasil.

Opinião e Análise