União Europeia ‘aperta’ com a Google sobre transparência das pesquisas de voos e hotéis

29-07-2021 (16h24)

Foto: Glenn Carstens-Peters / Unsplash
Foto: Glenn Carstens-Peters / Unsplash

A União Europeia deu um prazo de dois meses à Google, ‘gigante’ norte-americana da internet, para apresentar alterações às suas funcionalidades de pesquisa de voos e hotéis, o Google Flights e o Google Hotels.

O que está em causa, nomeadamente, é os consumidores poderem saber se os resultados das suas pesquisas foram influenciados por pagamentos.

Adicionalmente, a Comissão Europeia frisou que os preços apresentados pela Google devem ser preços finais, e incluir as taxas e fees que possam ser calculadas desde o início.

“Os consumidores europeus não podem ser enganados quando usam motores e pesquisa para planearem as suas férias. Precisamos de de dar poder aos consumidores para fazerem as suas escolhas com base em informação transparente e não distorcida”, salientou o comissário europeu para a Justiça, Didier Reynders, citado pela imprensa internacional.

O comissário ameaçou mesmo com sanções, dizendo que se as alterações que a Google faça não forem suficientemente longe seguir-se-á um processo de diálogo, mas que em última instância as autoridades nacionais poderão decidir impor sanções.

Um porta-voz da Google citado pela imprensa internacional declarou que a multinacional é favorável ao diálogo em curso e está a trabalhar estreitamente com instituições de protecção dos consumidores e a Comissão Europeia para que possam ser postas em prática “melhorias boas para os nossos utilizadores e proporcionar ainda mais transparência”.

A Google foi multada em 2,42 mil milhões de euros na sequência de uma tomada de posição de algumas das maiores empresas de viagens, como a Booking, a eDreams, a Expedia, junto da comissária europeia da Concorrência, Margarethe Vestager.

Além da ameaça da parte da União Europeia, a Google enfrenta também uma investigação nos Estados Unidos, onde o Departamento de justiça avançou em Outubro passado com uma queixa antitrust.

 

Clique para mais notícias: Google

Clique para mais notícias: União Europeia

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Maior navio de cruzeiros do mundo chega à Europa em Maio de 2022

16-09-2021 (15h54)

A Royal Caribbean anunciou que vai posicionar o maior navio de cruzeiros do mundo na Europa a partir de Maio de 2022, o Wonder of the Seas, que fará itinerários no Mediterrâneo com embarques em Barcelona e Roma.

Hungria prolonga estado de emergência até 1 de Janeiro

16-09-2021 (11h54)

A Hungria anunciou o prolongamento do estado de emergência devido à pandemia de covid-19 até 1 de Janeiro, justificando que os dados indicam um aumento dos contágios, com mais de 370 infeções registadas esta quarta-feira no país.

Ryanair lança nova rota Porto – Clermont-Ferrand

16-09-2021 (11h25)

A Ryanair anunciou uma nova rota para este Inverno entre Porto e Clermont-Ferrand, em França, com dois voos por semana a partir de Novembro.

Transavia vai voar entre Paris e Ilha do Sal em Dezembro

15-09-2021 (11h06)

A Transavia prevê iniciar em 18 de Dezembro uma ligação semanal entre Paris e a Ilha do Sal, principal destino turístico de Cabo Verde, segundo informação disponibilizada pela transportadora.

Europa promove-se no Brasil com workshop para agentes e operadores

15-09-2021 (09h53)

A Comissão Europeia de Turismo (ETC) vai organizar entre 28 de Setembro e 1 de Outubro um workshop para o mercado brasileiro, com a participação de órgãos de turismo de vários países, companhias aéreas, agências de viagens, operadores turísticos, DMCs, hotéis e outros fornecedores.

Opinião e Análise