Flixbus retoma operações internacionais a partir de Portugal

30-06-2020 (16h46)

Foto: Flixbus
Foto: Flixbus

A FlixBus anunciou que vai retomar gradualmente as operações internacionais a partir de Portugal, destacando ligações com Espanha, França, Luxemburgo, Suíça e Alemanha.

A empresa, que regressou às estradas portuguesas em 22 de Maio com uma ligação entre Guimarães e Lisboa, anunciou hoje em comunicado que a retoma das operações internacionais “percorrerá os destinos mais procurados pelos passageiros para regressar a casa (estudantes) e pessoas que precisem de passar fronteiras por motivos profissionais”.

A partir de amanhã, dia 1 de Julho, com a abertura oficial das fronteiras com Espanha, “a rede expandirá para cerca de 94 destinos”, indica a nota de imprensa.

A Flixbus, que propõe “viajar de forma acessível e sustentável com uma frota moderna de autocarros”, anuncia que a sua rede de operações “será baseada na procura dos passageiros” e sublinha que está a testar uma nova ferramenta para os clientes consultarem online a lotação do autocarro em tempo real.

“Nas últimas semanas, verificámos um crescimento constante na procura por viagens internacionais”, afirmou Pablo Pastega, director-geral da FlixBus em Portugal e Espanha, citado no comunicado.

Sobre as medidas de higiene a bordo, a Flixbus sublinha que os condutores “serão equipados com kits de proteção sanitária individual, que incluirá máscaras e luvas; o processo de embarque será agora realizado pela porta traseira e, para garantir um embarque sem contacto, será feita uma inspeção digital dos bilhetes. As casas de banho permanecerão fechadas e serão feitas paragens adicionais durante a viagem; como modo de prevenção, também a venda de snacks e bebidas a bordo estará suspensa”.

Os autocarros irão circular com o ar condicionado desligado e com as janelas abertas “sempre que possível” e “sempre que o tipo de estrada e as condições de velocidade o permitirem”, acrescenta o comunicado.

O ar condicionado pode ser activado “se necessário”, afirmou o responsável de operações em Portugal, Francisco Miguéis, sublinhando que nesse caso “tem de ser desativada a opção de recirculação do ar interior, o que faz com que a mistura de ar que circula no veículo tenha uma grande percentagem de ar exterior insuflado para o interior, aumentando a taxa de renovação do mesmo”.

Os filtros dos aparelhos de ar condicionado “estão sujeitos a manutenção redobrada e análises periódicas”, acrescenta Francisco Miguéis.

A Flixbus sublinha que vai cumprir as regras em Portugal que limitam a capacidade dos autocarros a dois terços, mas aguarda que essa restrição “seja levantada em breve”, dando como exemplos Espanha e França onde diz que as restrições de capacidade foram levantadas há duas semanas.

 

Clique para ver mais: Flixbus

Clique para ver mais: Empresas&Negócios

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

TAP marca passo apesar de “interesse público”

10-07-2020 (15h34)

Uma semana depois de o Governo anunciar mudanças de fundo da TAP, entre elas a do CEO da companhia, inerentes ao reforço da sua posição para mais de 70% do capital, ainda nada mudou e é Antonoaldo Neves que continua a comandar a transportadora aérea.

SATA faz balanço "muito positivo" da retoma gradual das operações

10-07-2020 (15h25)

A SATA anunciou que a taxa de ocupação média dos seus voos “rondou os 40%” em Junho, fazendo assim um balanço "muito positivo" da retoma gradual das operações, que estiveram suspensas devido à pandemia da covid-19.

LATAM Brasil entra com processo de reestruturação da dívida nos EUA

10-07-2020 (15h10)

A LATAM Brasil entrou com um pedido de reestruturação da dívida nos EUA para conter os impactos da pandemia da covid-19, anunciou a empresa, acrescentando que continuará a “operar normalmente".

Bestravel leva agentes de viagens à Madeira para “transmitir confiança aos clientes”

10-07-2020 (14h49)

A Bestravel organizou uma viagem à Madeira com dez agentes de viagens para experienciarem “todo o processo que este novo normal implica” e “transmitir confiança aos clientes”.

Ryanair pede dados a clientes que reservaram em OTAs não autorizadas para os reembolsar

10-07-2020 (14h07)

A Ryanair está a pedir aos clientes que reservaram os seus voos em agências de viagens online (OTAs) não autorizadas, e que estão tentar obter reembolsos, para enviarem os seus dados e receberem directamente da companhia um voucher, alteração do voo ou devolução do dinheiro.

Opinião e Análise