Inglaterra exclui Portugal dos corredores de viagem que permitem evitar quarentena

03-07-2020 (16h07)

Portugal foi excluído dos "corredores de viagem internacionais" com destinos turísticos que Inglaterra vai abrir para permitir aos ingleses passarem férias sem cumprir quarentena no regresso, foi hoje confirmado.

Portugal, onde foram identificados vários surtos localizados nas últimas semanas, não está na lista de 59 países e territórios hoje publicada, que inclui Espanha, Alemanha, Grécia, Itália, Macau ou Jamaica.

"Esta lista poderá ser aumentada nos próximos dias, após discussões adicionais entre o Reino Unido e parceiros internacionais”, refere o ministério dos Transportes britânico na nota publicada na sua página oficial.

O sistema vai entrar em vigor na próxima sexta-feira 10 de Julho e permite evitar que quem chegue destes países tenha de ficar 14 dias em isolamento, como acontece actualmente com todas as pessoas que chegam a Inglaterra do estrangeiro, ou arriscam uma multa de mil libras (1.100 euros).

Mesmo assim, todas as pessoas que chegam têm de preencher um formulário com os contactos pessoais e informações sobre o local onde vão ficar alojadas.

A lista de países foi elaborada após uma “avaliação de risco” pelo Centro de Biosegurança Comum [Joint Biosecurity Center], em conjunto com a direção geral de saúde de Inglaterra [Pubic Health England] e teve em conta fatores como a prevalência de coronavírus, o número de novos casos e a trajetória potencial da doença.

O anúncio feito hoje aplica-se apenas a Inglaterra porque a Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte têm autonomia sobre matéria de saúde e cabe aos respetivos governos determinar as medidas que pretendem introduzir.

Os primeiros-ministros da Escócia, Nicola Sturgeon, e do País de Gales, Mark Drakeford, qualificaram hoje como “caótica” a forma como o processo foi gerido, mas o ministro dos Transportes britânico, Grant Shapps, manifestou esperança no alargamento do sistema ao resto do Reino Unido nos próximos dias.

O levantamento da medida tem sido motivo de especulação e pressão dos sectores do turismo e transportes, fortemente afectados pelas restrições de viagem durante a pandemia covid-19, o que levou as companhias aéreas a reduzirem drasticamente os serviços desde meados de março.

O Reino Unido é o principal mercado emissor de turistas para Portugal em número de dormidas no alojamento turístico, com 9,37 milhões de dormidas em 2019, o que corresponde a 19,2% do total, de acordo com o INE.

Em hóspedes, o Reino Unido é o 2º maior mercado, depois de Espanha, com 2,147 milhões de hóspedes no alojamento turístico em 2019, que equivale a 13,2% do total.

No Algarve, com 1,19 milhões de hóspedes e 5,94 milhões de dormidas, o mercado britânico é o principal emissor de turistas com 33,1% do total de hóspedes e 37,3% do total de dormidas em 2019.

Na Madeira o mercado britânico foi o 2º maior emissor em 2019, depois da Alemanha, com 24,1% dos hóspedes (279,6 mil) e 26,6% das dormidas (1,737 milhões).

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 517 mil mortos e infectou mais de 10,76 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

O Reino Unido registou até quinta-feira 43,995 mortes (em 283.757 casos de infeção) durante a pandemia covid-19, o maior número na Europa e o terceiro maior no mundo, atrás dos EUA e Brasil.

Portugal contabiliza pelo menos 1.587 mortos associados à covid-19 em 42.782 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS).

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para ver mais: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Sonhando actualiza sistema este fim-de-semana

14-05-2021 (18h51)

O operador turístico Sonhando vai actualizar o seu sistema entre as 20h de hoje, 14 de Maio, e o início da tarde de Domingo, e indicou um contacto para a realização de reservas durante esse período.

Quebra de dormidas nos hotéis portugueses é mais acentuada nos topo de gama

14-05-2021 (18h17)

Os hotéis 5-estrelas portugueses tiveram uma quebra de dormidas no primeiro trimestre em 90,5%, que compara com uma queda média no alojamento turístico em 80% e nos hotéis em 82,6%, informou hoje o INE.

Itália acaba no Domingo com exigência de ‘mini-quarentena’ para turistas europeus

14-05-2021 (17h28)

A Itália anunciou hoje que vai pôr fim, no Domingo, à ‘mini-quarentena’ de cinco dias imposta aos turistas dos países da União Europeia, numa tentativa de impulsionar o sector turístico do país.

Mais de 3/4 da quebra do PIB português em 2020 deveu-se ao turismo

14-05-2021 (17h24)

O turismo foi a actividade que mais penalizou a evolução do PIB em Portugal no ano de 2020, indicou hoje o INE que lhe atribui mais de três quartos da quebra do PIB em 7,6% no ano passado.

Concurso para converter o Santuário do Cabo Espichel para fins turísticos abre dia 18 de Maio

14-05-2021 (15h23)

O concurso para converter e explorar o Santuário do Cabo Espichel, em Sesimbra, num projecto com finalidade turística vai ser lançado na terça-feira, dia 18 de Maio, no âmbito do Programa Revive.

Opinião e Análise