Macau injectou mais de 740 milhões de euros em programas de apoio às PME

18-08-2020 (10h15)

O Governo de Macau já injectou mais de sete mil milhões de patacas (740 milhões de euros) em programas de apoio às pequenas e médias empresas (PME) devido à crise causada pela pandemia, anunciaram as autoridades.

Os números dão conta de montantes que foram avançados em dois programas, um de empréstimos concedidos pelo Governo, outro pelo sistema bancário: 1,81 mil milhões de patacas (190 milhões de euros) e 5,21 mil milhões de patacas (550 milhões de euros), respectivamente.

As autoridades receberam até Sábado mais de 11 mil candidaturas das PME, das quais foram aprovadas mais de 80%. A recepção de candidaturas vai manter-se aberta até meados de Setembro.

Macau foi dos primeiros territórios a ser atingido pela covid-19 e logo em Fevereiro arrancou com um plano de ajuda, abrindo candidaturas para as PME, e mais tarde avançando com apoios específicos dirigidos à população.

Apesar de não ter qualquer caso activo, nem qualquer surto comunitário, a capital mundial do jogo, muito dependente do mercado chinês, tem registado quebras significativas no número de visitantes devido às restrições fronteiriças e nos resultados da exploração dos casinos. Se antes as operadoras anunciavam lucros milionários, agora apresentam prejuízos que atingem as centenas de milhões de euros.

O chefe do Governo, Ho Iat Seng, afirmou na passada semana que o Produto Interno Bruto (PIB) no primeiro semestre 'encolheu' 58,2%, em comparação com o período homólogo de 2019, e que a diminuição no segundo trimestre é de 67,8%, também em termos anuais.

Só em 2019, Macau recebeu quase 40 milhões de turistas, em contraste com os poucos milhares de visitantes que atravessam diariamente a fronteira.

A esperança na revitalização da economia surgiu na passada semana para o território: a China planeia permitir a emissão de vistos individuais e de grupo para toda a província de Guangdong a 26 de Agosto e alargar essa autorização em todo o país a partir de 23 de Setembro, se se mantiver sob controlo a situação pandémica, uma decisão pela qual o sector do jogo e a indústria turística ansiavam.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para ver mais: Macau

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Matosinhos fecha marginais para evitar concentração de pessoas

19-01-2021 (18h56)

A Câmara de Matosinhos decidiu encerrar as marginais para evitar a concentração de pessoas e assim combater a pandemia de covid-19, adiantou à agência Lusa fonte da autarquia.

Bruxelas propõe prolongar até 31 de Dezembro regras flexíveis para ajudas estatais

19-01-2021 (18h51)

A Comissão Europeia propôs aos Estados-membros prolongar até 31 de Dezembro o quadro temporário relativo a auxílios estatais e reajustar o seu âmbito de aplicação, face ao contínuo impacto da pandemia da covid-19.

Meliá oferece teste de antigénio gratuito nos hotéis no México e República Dominicana

19-01-2021 (18h20)

A Meliá Hotels International vai oferecer testes de antigénio gratuitos a todos os hóspedes dos seus dez hotéis no México e na República Dominicana, assim como um seguro saúde com cobertura para problemas relacionados com a covid-19.

TAP manteve-se líder do transporte aéreo de passageiros de/para Portugal em 2020

19-01-2021 (17h40)

Apesar do impacto catastrófico da pandemia de covid-19 na sua actividade, a TAP manteve-se no ano passado a empresa líder no transporte aéreo de passageiros de/para Portugal.

Metade dos europeus planeia viajar já este semestre, segundo inquérito da ETC

19-01-2021 (17h27)

Mais de 50% dos europeus inquiridos num questionário realizado pela European Travel Commission (ETC) diz pretender viajar nos próximos seis meses, um terço dos quais já na Primavera, e principalmente para lazer.

Opinião e Análise