Marrocos prevê superar a marca de 100 mil visitantes portugueses este ano

14-12-2018 (17h23)

O director da Delegação do Turismo de Marrocos em Portugal, Abdellatif Achachi, perspectiva que o número de visitantes portugueses em Marrocos este ano supere a marca de 100 mil como "resultado do nosso trabalho juntos" referindo-se a operadores, agências e companhias aéreas.

Os dados oficiais indicam que Marrocos recebeu até Outubro cerca de 90 mil visitantes portugueses, mais 17% que no periodo homólogo do ano passado, começou por dizer Abdellatif Achachi, que falava ontem em Lisboa num jantar promovido pelo Turismo de Marrocos no Tivoli Avenida Liberdade, em que reuniu parceiros da entidade, incluindo operadores turísticos e companhias aéreas.

O número de visitantes portugueses em Marrocos duplicou entre 2012 e 2018, de acordo com o director da Delegação de Turismo de Marrocos em Portugal, que afirmou ainda que o trabalho para fortalecer as relações entre as entidades de turismo dos dois países vai continuar.

O jantar, que assinalou os 100 anos do Turismo de Marrocos, contou com a presença do Embaixador do Reino de Marrocos em Portugal, Othmane Bahnini, que congratulou a "Agência Nacional de Turismo [de Marrocos] pelo excelente trabalho de promover globalmente o destino Marrocos, e particularmente em Portugal".

O embaixador aproveitou a ocasião para "prestar tributo a Abdellatif Achachi e à sua equipa pelo excelente trabalho promcional e o sucesso alcançado em Portugal" e que acredita que é possível continuar a fazer progressos visto que os dois países "têm tanto para oferecer".

A proximidade geográfica, a "excelente relação bilateral", as similaridades nos "enquadramentos institucionais" e a partilha de "uma herança cultural rica importante". O embaixador destacou a presença e as construções portuguesas ao longo da costa marroquina, entre Tanger e Agadir.

À semelhança do director da Delegação do Turismo de Marrocos em Portugal, o embaixador destacou a relação com os operadores turísticos, as agências e as companhias aéreas.

A previsão de superar a marca de 100 mil visitantes portugueses em 2018 supera em cerca de cinco mil visitantes a perspectiva avançada no início de Abril, antes da época alta, por Abdellatif Achachi (clique para ler: “Peso dos operadores turísticos para Marrocos é muito forte” - Abdellatif Achachi, Turismo de Marrocos em Portugal).

Ver também:






Clique para ver mais: África

Clique para ver mais: Mercados
Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

AHP propõe à Booking que aceite protelar devolução de dinheiro de reservas canceladas

29-05-2020 (19h13)

A AHP – Associação da Hotelaria de Portugal anunciou ter proposto à Booking, maior agência online em venda de estadas na hotelaria, que leve em conta as suas dificuldades de tesouraria e aumentem os prazos de devolução das reservas canceladas pela covid-19.

Croácia reabre fronteiras de forma plena para 10 países da UE

29-05-2020 (18h43)

A Croácia reabriu hoje as fronteiras, de forma plena, para os cidadãos de 10 países da União Europeia (UE), numa tentativa de retomar a actividade turística, sector fundamental para a economia croata e fortemente atingido pela actual pandemia.

Passageiros numa ilha dos Açores com destino final outra deixam de ter de seguir viagem em 24 horas

29-05-2020 (18h35)

Os passageiros que se encontrem numa ilha dos Açores que não seja a do seu destino final deixam de estar obrigados a seguir viagem até 24 horas após a sua chegada, anunciou o presidente do Governo Regional.

Governo adia levantamento de algumas restrições na Área Metropolitana de Lisboa

29-05-2020 (18h25)

O primeiro-ministro anunciou hoje que o Governo decidiu adiar para a Área Metropolitana de Lisboa o levantamento de restrições decretadas para travar a expansão da covid-19.

SATA retoma ligações entre Lisboa e os Açores a 15 de Junho

29-05-2020 (18h24)

A Azores Airlines, do grupo SATA, vai retomar a 15 de Junho as ligações aéreas entre Lisboa e Ponta Delgada e Lisboa e a Terceira, bem como entre o Funchal e Ponta Delgada.

Opinião e Análise