Maseyka Holdings investe 61,9 milhões de euros em dois hotéis em São Vicente

18-02-2021 (11h11)

A Maseyka Holdings Investments vai investir 61,9 milhões de euros na construção de dois hotéis na ilha cabo-verdiana de São Vicente, um Four Points by Sheraton para abrir em Julho de 2022 e um Le Meridien para abrir em 2025.

A empresa, que segundo a agência Lusa é uma sociedade de direito cabo-verdiano, recebeu aprovação do Governo para conceber, desenvolver e explorar o projecto turístico "Four Points by Sheraton e Le Meridien".

A primeira fase do projecto, que já está em curso, é a construção de um hotel de 5-estrelas da marca Four Points by Sheraton, com 128 quartos, na zona da Laginha, Mindelo, para abrir em Julho do próximo ano.

A segunda fase prevê a construção de um hotel de 5-estrelas da marca Le Meredien ou de "qualquer marca equivalente dentro do grupo Marriott", com 172 quartos e abertura prevista para Janeiro de 2025.

"O Governo de Cabo Verde considera o projeto «Four Points by Sheraton e Le Meridien» de grande valia e, por isso, o declara de interesse excecional no quadro da sua estratégia de desenvolvimento económico do país, tendo em conta o impacto que representará em termos de investimento, do emprego, da formação profissional, na riqueza que gerará, incremento da oferta turística e da qualidade e quantidade da capacidade de alojamento nacional", diz a resolução que aprova a convenção com o Estado cabo-verdiano, citada pela Lusa.

O acordo prevê a assinatura de um protocolo entre os investidores e a Escola de Hotelaria e Turismo de Cabo Verde para formação e estágios profissionais do pessoal necessário ao funcionamento dos hotéis, bem como a criação de uma Academia de Língua Inglesa acreditada para o quadro de pessoal dos hotéis e particulares, e a "colaboração" com o Governo de Cabo Verde para "explorar as potencialidades do capital humano local e/ou regional para a promissão de investimentos em Call Centers na ilha de São Vicente", entre outras.

Em contrapartida, os investidores, ao abrigo desta convenção com o Estado cabo-verdiano, ficam isentos do pagamento de direitos aduaneiros na importação de materiais e equipamentos para a construção e operação dos hotéis, beneficiando ainda de isenção total de tributação dos lucros durante os cinco primeiros anos de funcionamento, que passa depois a ser de 50% até ao termo do período de vigência da convenção, que tem a duração total de 15 anos.

Está ainda prevista a concessão de incentivos fiscais em sede de Imposto Único sobre o Património, entre outros apoios estatais.

O turismo representa 25% do Produto Interno Bruto de Cabo Verde, mas o sector está parado desde Março do ano passado devido às restrições provocadas pela pandemia de covid-19.

 

Clique para ver mais: Cabo Verde

Clique para ver mais: Hotelaria

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Portugal tem “tudo pronto” para retomar actividades B2B nos mercados emissores, SET

26-02-2021 (18h40)

A secretária de Estado do Turismo (SET), Rita Marques, afirmou hoje que Portugal tem “tudo pronto” para, "muito proximamente", voltar a participar nas feiras de turismo e para retomar as actividades B2B nos mercados.

Eduardo Jesus destaca “utilidade prática” das parcerias com a APAVT na chegada de turistas à Madeira

26-02-2021 (18h04)

O secretário de Turismo e Cultura da Madeira, Eduardo Jesus, enalteceu hoje a “utilidade prática” das parcerias com as agências de viagens portuguesas, designadamente no aumento das chegadas de turistas à Madeira, como aconteceu em 2016 quando a região foi Destino Preferido da APAVT, e que este ano repete.

Iberia vai testar aplicação de validação de testes em voos para os Estados Unidos

26-02-2021 (17h38)

A companha aérea Iberia vai testar a aplicação VeriFLY, que valida a documentação de passageiros relativa a testes à covid-19, nos voos de Espanha para Miami e Nova Iorque, até 23 de Abril.

Destinos de proximidade serão os primeiros a beneficiar da retoma das viagens este ano, APAVT

26-02-2021 (17h24)

“Há um desejo enorme” e “capacidade económica das famílias portuguesas” para voltar a viajar este ano, defende o presidente da APAVT, Pedro Costa Ferreira, que prevê que os destinos de proximidade serão os primeiros a beneficiar da retoma.

Fronteiras com Espanha permanecem fechadas até 16 de Março

26-02-2021 (16h46)

O controlo de pessoas nas fronteiras entre Portugal e Espanha vai manter-se até 16 de Março devido à pandemia, e passam a existir mais dois pontos de passagem autorizada em Ponte da Barca e Vinhais.

Ultimas Noticias

Opinião e Análise