Lufthansa e Air France suspendem voos sobre Irão e Iraque

08-01-2020 (10h07)

Foto: Ross Parmly / Unsplash
Foto: Ross Parmly / Unsplash

As companhias aéreas Lufthansa e Air France suspenderam hoje os seus voos sobre o Iraque e o Irão, poucas horas depois dos ataques iranianos contra duas bases no Iraque que abrigavam soldados americanos.

A Lufthansa informou hoje em comunicado que cancelou um voo programado para hoje entre Frankfurt e Teerão, e acrescentou que “contornar as zonas aéreas iraniana e iraquiana terá um impacto na duração dos voos”.

A Air France, por sua vez, suspendeu hoje os voos que sobrevoam o espaço aéreo do Irão e do Iraque até “nova ordem”.

"Por precaução e devido ao anúncio de bombardeamentos aéreos, a Air France decidiu suspender os seus voos que sobrevoam o espaço aéreo dos dois países”, indicou o porta-voz da empresa.

Já hoje algumas companhias aéreas comerciais alteraram as rotas dos voos que cruzam o espaço aéreo do Irão e do Iraque para evitar eventuais perigos no meio da crescente tensão entre os Estados Unidos e o Irão (clique para ler: Companhias aéreas alteram rotas para evitar espaço aéreo do Irão e do Iraque).

A Administração Federal de Aviação (FAA) dos EUA disse que estava a proibir pilotos e transportadoras americanas de voar nalgumas áreas do Iraque, Irão e nalgum espaço aéreo do Golfo Pérsico.

A FAA alertou ainda para o “potencial de erro de cálculo ou identificação errónea” de aeronaves civis no meio da escalada da tensão entre os EUA e o Irão.

As restrições de voo surgem na sequência dos ataques iranianos com mísseis balísticos, na terça-feira, a duas bases iraquianas (em Ain al-Assad e Arbil) que abrigavam tropas norte-americanas.

Esta acção foi assumida pelos Guardas da Revolução iranianos como uma “operação de vingança” da morte do general Qassem Soleimani, comandante da força de elite Al-Quds, que morreu na sexta-feira num ataque aéreo em Bagdad, capital do Iraque, ordenado pelo Presidente dos EUA, Donald Trump.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para ver mais: Aviação

Clique para ver mais: Médio Oriente

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Emirates retoma voos para Angola a 1 de Outubro

18-09-2020 (16h19)

A Emirates anunciou que vai retomar a rota Dubai – Luanda no dia 1 de Outubro, com um voo por semana.

Emirates adia retoma dos voos para o Porto para o Verão IATA de 2021

10-08-2020 (13h03)

A Emirates, maior companhia do mundo em tráfego internacional medido em RPK (passageiros x quilómetros voados), adiou o recomeço dos voos Dubai – Porto para o início do Verão IATA 2021, em finais de Março do próximo ano.

Qatar Airways mantém quatro voos/semana na rota Doha – Lisboa

05-08-2020 (15h46)

A Qatar Airways, uma das maiores companhias de aviação da região do Golfo, manteve em quatro voos por semana a frequência de voos na rota Doha – Lisboa no período de 1 de Setembro a 24 de Outubro.

Qatar Airways exige indemnização de 4,3 mil milhões a países responsáveis por bloqueio aéreo em 2017

22-07-2020 (14h38)

A Qatar Airways exigiu hoje uma indemnização de 5.000 milhões de dólares (4.300 milhões de euros) aos quatro países do Golfo (Arábia Saudita, Bahrein, Emirados Árabes Unidos e Egipto) que impuseram, em 2017, um bloqueio aéreo contra Doha.

Emirates prevê despedimento de 15% dos seus funcionários

13-07-2020 (16h52)

A Emirates, que já cortou 10% dos seus postos de trabalho, cerca de 6.000 funcionários, planeia despedir até 9.000 trabalhadores, que representam 15% do número de empregados antes da pandemia, afirmou o presidente da companhia aérea dos Emirados Árabes Unidos (EAU).

Opinião e Análise