NCL cria plataforma para agentes de viagens que permitirá “regressar em força” às vendas

23-02-2021 (17h33)

Foto: Norwegian Cruise Line - Norwegian Spirit
Foto: Norwegian Cruise Line - Norwegian Spirit

A Norwegian Cruise Line (NCL) aproveitou a suspensão das operações para investir numa plataforma que permitirá aos agentes de viagens "vender melhor os nossos cruzeiros" e, assim, "regressar em força", anunciaram hoje os directores da companhia Kevin Bubolz e Jürgen Stille numa conferência de imprensa online.

“Há quase um ano que não temos cruzeiros. Estes tempos têm sido bastante difíceis para nós, mas temo-nos mantido ocupados” a desenvolver ferramentas “para facilitar a vida dos agentes de viagens”, começou por dizer Kevin Bubolz, managing director da NCL para a Europa.

Para concentrar as novas soluções numa única plataforma, a NCL lançou no dia 26 de Janeiro a Norwegian Central, uma espécie de ‘one-stop shop’ para agentes de viagens.

Com uma única conta de utilizador, o agente de viagens pode aceder ao motor de reservas, que permite reservar pacotes dinâmicos (cruzeiro + voo), fazer cursos de formação da companhia, aceder a ferramentas de marketing e outras funcionalidades.

Através da Norwegian Central, os agentes de viagens podem aceder ao motor de reservas da companhia, que desde Dezembro passou a contar com uma nova ferramenta chamada NCL Air Tool, que permite “reservar num sistema em tempo real” voos de qualquer aeroporto para qualquer cruzeiro da companhia, explicou Jürgen Stille, senior director Business Development da NCL para a Europa.

“Os agentes de viagens podem reservar todo o pacote através da NCL”, recebendo uma comissão de base pela venda do pacote completo, frisou o executivo.

Jürgen Stille especificou que algumas companhias oferecem uma comissão pelo cruzeiro e outra em separado pelo voo, “que geralmente é mais baixa que a comissão de base”, para enfatizar que a NCL procurou “estimular os agentes de viagens a reservarem através do sistema”, e por isso oferece “uma comissão de base para o pacote completo”.

Para apresentar a nova plataforma Norwegian Central, a companhia de cruzeiros vai organizar um webinar para agentes de viagens portugueses e espanhóis no dia 4 de Março.

A Norwegian Cruise Line, que suspendeu todas as partidas até 31 de Maio, espera poder retomar os cruzeiros no Verão.

 

Clique para ver mais: Agências&Operadores

Clique para ver mais: Cruzeiros

Clique para ver mais: Norwegian Cruise Line

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

NCL tem “Portugal no radar como mercado emissor e como destino”

23-02-2021 (19h29)

A Norwegian Cruise Line (NCL), que antes da pandemia de covid-19 estava a investir em Portugal como destino e mercado emissor para os seus cruzeiros, vai continuar a investir no seu crescimento no país, anunciaram hoje os directores da companhia Kevin Bubolz e Jürgen Stille numa conferência de imprensa online.

Agências de viagens e operadores já têm linha de cem milhões para reembolsarem clientes

23-02-2021 (18h45)

O Ministério da Economia anunciou que desde hoje as agências de viagens e operadores turísticos já dispõem de uma linha de crédito para poderem reembolsar clientes que, devido aos impactos da covid-19, ficaram sem as viagens que pagaram.

ECTAA quer acção das instituições europeias para travar atrasos nos reembolsos de viagens

23-02-2021 (18h24)

A ECTAA, organização que junta as associações de agências de viagens e operadores turísticos da Europa, quer que as instituições europeias actuem no sentido de obrigar as companhias de aviação a reembolsarem pelos voos não realizados pelos impactos da pandemia de covid-19.

TAP confirma Nuno Sousa como responsável de Vendas no mercado português

23-02-2021 (14h13)

A TAP confirmou hoje a notícia avançada pelo PressTUR na sexta-feira de que Nuno Sousa substitui Dionísio Barum na liderança das Vendas da companhia aérea no mercado português.

Madeira volta a ser Destino Preferido da APAVT este ano

23-02-2021 (13h09)

A Madeira volta a ser este ano o Destino Preferido da APAVT, como aconteceu no ano passado e em 2016.

Opinião e Análise