Pandemia de Covid-19 aproxima-se dos 20 milhões de infectados e já matou mais de 731 mil pessoas

10-08-2020 (14h24)

Foto: Unsplash / Ibrahim Boran
Foto: Unsplash / Ibrahim Boran

Mais de 19,88 milhões de pessoas em 196 países e territórios já foram diagnosticadas com covid-19, 11,879 milhões das quais foram consideradas curadas e 731,5 mil morreram, segundo o balanço hoje às 12h00 de hoje da agência France-Presse.

O número de casos diagnosticados só reflecte, no entanto, parte do total real de infeções, porque alguns países testam apenas casos graves, outros fazem os testes para rastreio e muitos países mais pobres têm uma capacidade limitada de fazer testes.

Nas últimas 24 horas ocorreram 4.117 mortos e foram diagnosticados mais 213.167 infetados em todo o mundo.

Os países com mais mortes foram a Índia, com 1.007 novos óbitos, Brasil, com 572, e Estados Unidos, com 532.

Os Estados Unidos são o país com mais vítimas da pandemia, tanto em número de mortos como de diagnósticos de infecção, com 162.938 mortes em 5.044.864 infetados, segundo os dados da Universidade Jonhs Hopkins. Pelo menos 1.656.864 pessoas foram consideradas curadas.

Após os Estados Unidos, os países mais atingidos são o Brasil, com 101.049 mortos em 3.035.422 casos disgnosticados, o México, com 52.298 óbitos e 480.278 casos, o Reino Unido, com 46.574 mortos e 310.825 casos, e a Índia, com 44.386 óbitos e 2.215.074 casos diagnosticados de infeção pelo novo coronavírus.

Entre os países mais afetados, a Bélgica é o que lamenta mais mortos em percentagem da sua população, com 85 mortes por 100.000 habitantes, seguida do Reino Unido, com 69, do Peru, com 64, de Espanha, com 61, e de Itália, com 58.

A América Latina e as Caraíbas totalizavam às 12h00 de hoje 220.067 mortos em 5.563.965 casos, a Europa tinha 213.353 mortos e 3.355.187 casos diagnosticados, e os Estados Unidos e o Canadá, tinham 171.955 mortes e 5.164.268 infetados.

A Ásia registava 72.391 mortos e 3.480.272 casos diagnosticados, o Médio Oriente tinha 30.137 óbitos e 1.247.825 infetados, a África tinha 23.269 mortos e 1.049.405 casos e a Oceania tinha 346 óbitos em 23.344 casos de infeção.

A China (sem os territórios de Hong Kong e Macau) 84.668 casos (49 deles nas últimas 24 horas), com 4.634 mortos e 79.232 recuperados

O balanço foi realizado a partir de dados recolhidos pelas delegações da AFP junto das autoridades nacionais competentes e de informações da OMS.

Portugal, de acordo com o último relatório da Direção-Geral da Saúde (DGS), contabiliza pelo menos 1.756 mortes por covid-19 e 52.668 casos confirmados de infeção.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para mais notícias: Coronavírus

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Aeroporto de Helsínquia recorre a cães para detectar casos de coronavírus

25-09-2020 (13h23)

As autoridades finlandesas decidiram enviar cães pisteiros para detectar o novo coronavírus no maior aeroporto internacional da Finlândia para testar, durante os próximos quatro meses, um método alternativo que será mais barato e mais rápido na identificação de viajantes infectados.

Madrid alarga restrições para travar covid-19 e abrange mais de um milhão de pessoas

25-09-2020 (12h42)

O Governo Regional de Madrid decidiu hoje alargar a mais 167.381 pessoas (oito zonas sanitárias) as medidas que atualmente já restringem a mobilidade de mais de 850.000 habitantes para impedir a propagação da pandemia de covid-19.

Atentado junto à antiga redação do “Charlie Hebdo” em Paris provoca quatro feridos

25-09-2020 (12h25)

Quatro pessoas foram hoje feridas com arma branca em Paris junto ao edifício da antiga redação do jornal satírico Charlie Hebdoinformou a polícia da capital francesa.

Macau vence quatro prémios da Associação de Turismo da Ásia Pacífico

24-09-2020 (17h47)

O Governo de Macau venceu quatro dos Gold Awards da Associação de Turismo da Ásia Pacífico, um recorde para o território, por iniciativas em diferentes áreas da atividade turística.

Solférias avança com “taxa de rescisão” para travar ‘jogadas’ de antecipação de vouchers

24-09-2020 (17h18)

O operador Solférias comunicou hoje ao mercado a aplicação de uma “taxa de rescisão” para “evitar reservas simuladas ou fraudulentas feitas apenas com o intuito de antecipar o recebimento dos valores titulados pelo vale” [vulgo vouchers].

Opinião e Análise