Portugal foi o 2º grande emissor com menor queda de turistas em Espanha até Agosto

02-11-2020 (16h35)

Espanha recebeu até Agosto 585,3 mil turistas residentes em Portugal, com uma queda em 66,3% relativamente ao período homólogo de 2019, que é a segunda mais suave entre os principais emissores para o país vizinho, a seguir a França, de onde a queda foi de 64,7%.

Os dados publicados hoje pelo INE espanhol indicam que entre 15 mercados principais com dados publicados apenas três tiveram quedas inferiores a 70%, nomeadamente, além de Portugal e França, também a Bélgica, com -66,7%.

A informação indica que nos primeiros oito meses deste ano estiveram em Espanha 15,69 milhões de turistas residentes no estrangeiro, -73% ou menos 42,42 milhões que no período homólogo de 2019.

A maior queda, como expectável, foi do seu maior emissor, o Reino Unido, de onde recebeu menos 9,95 milhões (-78,9%) que no ano passado, ficando em 2,66 milhões, seguido pelo segundo maior, a Alemanha, de onde a quebra e em 73% ou 5,62 milhões, para 2,07 milhões.

Com essas quebras, França, que está no polo oposto, com um decréscimo do número de turistas em Espanha em 64,7% ou 5,26 milhões, subiu a maior emissor para Espanha este ano, com 2,87 milhões de turistas.

Para as chegadas de turistas portugueses, o INE espanhol indica que somam 585,3 mil, com uma quebra em relação aos primeiros oito meses de 2019 em 66,3% ou 1,15 milhões.

Em Agosto, ‘pico’ do turismo na Europa, Espanha, de acordo com os mesmos dados, teve uma quebra de turistas residentes no estrangeiro em 75,9% ou 7,67 milhões, de 10,11 milhões para 2,44 milhões.

Turistas residentes em Portugal foram 112,7 mil, com uma quebra em 71,1% ou 276,9 mil relativamente a Agosto de 2019.

A maior quebra no mês foi do Reino Unido, com menos 1,91 milhões (-88,2%, de 2,17 milhões para apenas 256,5 mil, que terá que ver com a política errática de “corredores aéreos” adoptada pelo Governo britânico.

E essa será também a razão porque o Reino caiu de primeiro para terceiro emissor para Espanha, atrás de França, com 863,6 mil (-57,2% ou menos 1,15 milhões que em Agosto de 2019), e da Alemanha, com 298,2 mil (-73,6% ou menos 831,8 mil).

As quebras mais fortes no mês entre os 15 mercados com dados publicados pelo INE espanhol foram nas chegadas de turistas residentes nos Estados Unidos, em 95,4%, para 12,5 mil, e Irlanda, em 90,4%, para 25,7 mil.

 

Clique para mais notícias: Espanha

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Passageiros dos Açores e Madeira com destino ao continente dispensados de teste negativo

29-11-2021 (19h36)

Os passageiros provenientes dos Açores e da Madeira com destino a Portugal continental estão dispensados de apresentar teste negativo à covid-19 para embarcar a partir de quarta-feira, esclareceu hoje à Lusa fonte da Presidência do Conselho de Ministros.

Filipinas suspendem plano de reabetura das fronteiras

29-11-2021 (19h31)

As Filipinas suspenderam os planos de reabertura das suas fronteiras a turistas totalmente vacinados, a fim de impedir a entrada no país da nova variante da covid-19.

Marrocos suspende todos os voos do estrangeiro devido à nova variante

29-11-2021 (19h28)

Marrocos suspendeu todos os voos provenientes do estrangeiro esta segunda-feira, e durante duas semanas, para se proteger da variante Ómicron do novo coronavírus.

Turismo mundial deve perder 1,78 biliões de euros em 2021 devido à Covid-19, OMT

29-11-2021 (17h50)

O setor do turismo mundial deverá perder 1,78 biliões de euros este ano devido a restrições adoptadas para combater a pandemia de covid-19, disse no Domingo a Organização Mundial do Turismo (OMT).

Ryanair aponta agora 2022 para superar a TAP em passageiros transportados de/para Portugal

29-11-2021 (17h25)

O CEO do Grupo Ryanair, Michael O'Leary, voltou hoje a repetir uma previsão que já fez várias vezes nos últimos anos, a de superar a TAP em número de passageiros transportados de/para Portugal. A low cost, segundo O'Leary, será nº1 em Portugal em 2022.

Ultimas Noticias

Opinião e Análise