APAVT ganha para os Açores o congresso das agências de viagens do maior emissor para Portugal

12-10-2016 (14h10)

Pedro Costa Ferreira, APAVT, com Noel josephides e Mark Tanzer, da ABTA (Foto: APAVT)
Pedro Costa Ferreira, APAVT, com Noel josephides e Mark Tanzer, da ABTA (Foto: APAVT)

Ponta Delgada vai sediar em 2017 um dos mais disputados congressos de agências de viagens do mundo, sucedendo a Abu Dhabi, onde hoje foi anunciada a vitória da candidatura da APAVT, com o apoio do Governo Regional dos Açores, à organização da próxima The Travel Convention.

O Congresso da ABTA é, assim, a segunda grande reunião de agências de viagens dos mercados emissores mais relevantes para Portugal que a APAVT capta para Portugal, depois da reunião magna da associação das agências de viagens alemãs, DRV, em Lisboa em 2014.

A ABTA, que de acordo com o seu website conta com 1.200 membros com vendas conjuntas que ascendem a 33,07 mil milhões de libra (33,55 mil milhões de euros ao câmbio de hoje), vai reunir assim a sua Travel Convention de 2017 em Ponta Delgada nos dias 9 a 11 de Outubro.

A vitória da candidatura dos Açores já foi classificada pela APAVT como "uma oportunidade única de promoção desta região e do País no mercado turístico britânico", cujo crédito o presidente da Associação, Pedro Costa Ferreira, partilhou não só com o Governo Regional dos Açores como, também, com a SATA, agentes de viagens e hoteleiros dos Açores.

"O apoio do Governo Regional dos Açores, e em particular o empenho pessoal do Secretário Regional do Turismo e Transportes dos Açores, Vitor Fraga, foi absolutamente determinante para o sucesso desta candidatura, na qual temos vindo a trabalhar há vários meses", declarou Pedro Costa Ferreira, acrescentando de seguida também ter "de destacar o compromisso que a SATA assumiu desde a primeira hora com este projecto, bem como o apoio dos hoteleiros e agentes dos Açores envolvidos num desafio que é, afinal, de todos".

A relevância da ABTA no mercado das viagens britânico foi recentemente atestada por uma pesquisa que indica que cerca de três quartos (73%) dos britânicos reconhece o seu logo e faz "associações positivas" com a sigla.

A pesquisa, realizada pela empresa Arkenford, apontou que 73% dos britânicos consideram essencial que as agências onde reservam as suas viagens sejam membros da ABTA.

 

Clique para mais notícias: APAVT

Clique para mais notícias: Agências&Operadores

Clique para mais notícias: Açores

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Pandemia enfatizou importância da sustentabilidade na aviação – CEO da TAP

16-09-2021 (17h22)

A CEO da TAP, Christine Ourmières-Widener, disse hoje que indústria da aviação foi “bastante afectada” pela pandemia de covid-19 e, com esta crise, ganharam importância as questões da sustentabilidade.

Portugal espera atingir este ano metade das receitas turísticas de 2019

16-09-2021 (16h49)

A secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, disse que Portugal espera atingir este ano metade das receitas turísticas de 2019, pré-pandemia, mantendo "a ambição" de alcançar em 2027 a marca de 28 mil milhões de euros.

Pandemia alertou para necessidade de gerir turismo em excesso - Pedro Siza Vieira

16-09-2021 (16h30)

A pandemia de covid-19 mostrou que “o problema do turismo em excesso precisa de ser gerido”, disse hoje o ministro da Economia e Transição Digital, Pedro Siza Vieira, durante uma conferência em Évora.

Turismo e Mobilidade Sustentável em debate amanhã nas “Conversas com Futuro”

16-09-2021 (14h51)

O Centro Europe Direct Algarve, em parceria com a CCDR Algarve e a Região de Turismo do Algarve (RTA), promove esta sexta-feira uma conversa sobre Turismo e Mobilidade Sustentável, inserida no ciclo “Conversas com Futuro”.

Portugal continental sai do vermelho nos mapas sobre viagens na UE

16-09-2021 (14h43)

As regiões de Portugal continental melhoraram hoje para ‘risco moderado’ nos mapas do Centro Europeu para Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC), sobre decisões sobre viagens na União Europeia (UE), categoria para a qual passaram também os Açores.

Opinião e Análise