Espanha conserva liderança dos destinos com mais gastos de turistas portugueses

19-10-2020 (16h46)

A pandemia de covid-19 levou a uma quebra em 42,5% dos gastos em Espanha de turistas residentes em Portugal este Agosto, sem travar, no entanto, a tradicional liderança do país vizinho nos gastos turísticos dos portugueses, ainda que França tenha sido o destino que mais reforçou a sua quota.

Dados do Banco de Portugal recolhidos pelo PressTUR indicam que 28,7% dos 364,93 milhões de euros que o Banco de Portugal classifica como gastos turísticos dos portugueses ficaram em Espanha, quase menos 0,9 pontos que no mês homólogo de 2019.

Essa perda redundou em favor do Reino Unido e, sobretudo, França, que viram as suas quotas aumentar respectivamente 1,05 e 3,71 pontos.

Os gastos turísticos dos portugueses no Reino Unido ascenderam em Agosto a 47,25 milhões de euros, que significaram uma quebra em 35,5% ou 26,05 milhões.

Em França, a quebra foi em 14,8% ou 7,77 milhões, com os gastos a ficarem em 44,56 milhões.

O Reino Unido concentrou assim 12,9% dos gastos turísticos dos portugueses este Agosto e França, 12,2%.

A completar o Top5 dos destinos estiveram Países Baixos, com 23,43 milhões de euros, representando 6,4% do total, e Itália, com 16,69 milhões, representando 4,6%.

Os Países Baixos tiveram uma queda de gastos de residentes em Portugal em 34,9%, ainda inferior à quebra média dos gastos totais no mês, que foi de 40,7%, e designadamente dos gastos em destinos europeus, que baixaram 36,6%, para 304,25 milhões.

Esse montante equivale a 83,4% dos gastos turísticos totais dos portugueses em Agosto, mais 5,4 pontos que no mês homólogo de 2019, evidenciando que uma das estratégias seguidas foi apostar mais em destinos de proximidade e que inspiram mais confiança.

Os outros principais destinos dos portugueses em Agosto segundo os seus gastos contabilizados pelo Banco de Portugal foram a Alemanha, com 14,82 milhões de euros, Irlanda, com 14,74 milhões, Estados Unidos, com 13,5 milhões, Bélgica, com 10,19 milhões, Brasil, com dez milhões, Suíça, com 5,21 milhões, Luxemburgo, com 4,46 milhões, e Angola, com 3,25 milhões.

Variações mais negativas que a média do mês (-40,7%), tiveram, além de Espanha (-42,5%), também Itália, com -41,6%, e Estados Unidos, com -43,8%.

Melhores estiveram, além de Reino Unido, França e Países Baixos, também Alemanha, com -14,4%, Irlanda, com -10,1%, Bélgica, também com -10,1%, Brasil, com -22,9%, Suíça, com -12,6%, Luxemburgo, com -24,3%, e sobretudo Angola, onde até ocorreu um aumento em 72,9%.

Angola, porém, ainda assim só captou 0,9% dos gastos turísticos dos portugueses em Agosto, com 3,25 milhões.

Clique para ler:

Receitas turísticas portuguesas tiveram em Agosto a maior queda do ano

França destrona Reino Unido e ascende a primeiro emissor para Portugal

 

Clique para mais notícias: Balança portuguesa das Viagens e Turismo

Clique para mais notícias: Portugal


 

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Portugal voltou ontem a ter mais de seis mil diagnósticos de covid-19

05-12-2020 (15h08)

Portugal voltou ontem a ultrapassar a marca dos seis mil diagnósticos de covid-19, como já não acontecia desde 26 de Novembro.

easyJet reforça voos no Natal e Ano Novo entre Portugal, França, Luxemburgo e Suíça

04-12-2020 (16h08)

A easyJet anunciou que fará um reforço de 21 voos em Dezembro e Janeiro entre Portugal, França, Luxemburgo e Suíça, sem especificar em que rotas.

Wizz Air inclui Faro com voos todo o ano da sua nova base em Cardiff

04-12-2020 (14h46)

A low cost húngara Wizz Air, actualmente uma das maiores do seu segmento na Europa, tem previsto criar uma base em Cardiff com ligações a nove destinos, incluindo quatro com voos todo o ano, um dos quais é Faro.

Transavia voa este Natal e Ano Novo Lisboa-Funchal e Porto-Montpellier

04-12-2020 (14h40)

A companhia aérea Transavia, do Grupo Air France-KLM, anunciou que este Natal e Ano Novo vai operar 20 rotas em Portugal, incluindo um novo Lisboa-Funchal e um regresso às ligações Porto-Montepellier.

Pedro Costa Ferreira eleito para quarto mandato na presidência da APAVT

04-12-2020 (12h11)

Pedro Costa Ferreira, eleito presidente da APAVT pela primeira vez em 2011 e que teve o mandato renovado nas eleições de 2014 e de 2017, foi reeleito ontem presidente da Associação para o triénio de 2021-2023.

Opinião e Análise