Governo dos Açores vende propriedade da Grená na Lagoa das Furnas

21-09-2018 (15h43)

Foto: Visit Azores
Foto: Visit Azores

O Governo dos Açores vai vender a propriedade da Grená, na Lagoa das Furnas, adquirida em 1987 pelo Estado para servir de residência de apoio às figuras de Estado que se deslocassem à região.

“O Governo dos Açores decidiu colocar à disposição da iniciativa privada a propriedade da Grená, na margem da Lagoa das Furnas, no concelho da Povoação, em São Miguel, considerando o seu potencial turístico”, informa um comunicado do executivo açoriano.

Em Agosto de 2015, num despacho publicado em Jornal Oficial, o Governo açoriano anunciou que iria tomar posse de três imóveis do Estado no arquipélago, um deles a propriedade da Grená, adquirida para ser residência das figuras de Estado que visitassem o arquipélago.

A propriedade, adquirida pelo Estado em Junho de 1987, inclui um parque densamente arborizado, um curso de água atravessado por uma ponte, um jardim e um palacete construído por um antigo cônsul inglês na década de 50 do século XIX.

Ao longo dos anos foram feitos vários alertas públicos a chamar a atenção para o avançado estado de degradação do imóvel.

Na nota divulgada hoje, o executivo açoriano sublinha que, “face à evolução do mercado imobiliário registada, em particular, no último ano, com o aumento da procura de imóveis e a preferência revelada por parte dos empresários pela aquisição das propriedades em que realizam projectos de investimento, a região decidiu alienar o denominado 'prédio da Grená'".

De acordo com o Governo Regional, a decisão de venda em hasta pública, que decorre de hoje até 24 de Outubro, “integra-se na estratégia de promoção da diversificação do investimento e do reforço da competitividade das actividades económicas da região, nomeadamente no sector do turismo”.

“A propriedade da Grená foi adquirida pelo Estado em 1987 sem que, contudo, tivesse qualquer utilização até a região ter tomado posse deste imóvel”, assinala a informação.

O Governo açoriano frisa que “a região, atenta ao significativo crescimento do sector do turismo, tem procedido à alienação em hasta pública de várias propriedades, sem utilização de interesse público, para efeitos de investimento privado”, contribuindo também para “gerar mais oportunidades de criação de riqueza e de emprego”.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para mais notícias: Açores

Clique para mais notícias: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

euroAtlantic faz voo da China para o Porto com material sanitário

26-05-2020 (17h44)

A companhia de aviação portuguesa euroAtlantic realiza hoje um voo da China para o Porto com 23 toneladas de material sanitário usado para combater a pandemia de covid-19.

NAU Hotels & Resorts vai reabrir sete hotéis entre 31 de Maio e 27 de Junho

26-05-2020 (15h09)

A NAU Hotels & Resorts vai reabrir sete unidades hoteleiras desde 31 de Maio até 27 de Junho com a certificação Clean & Safe do Turismo de Portugal e um protocolo interno com medidas de segurança e saúde.

easyJet volta a voar Belfast – Faro no dia 16 de Junho

26-05-2020 (14h51)

A easyJet vai retomar as ligações entre Belfast, na Irlanda do Norte, e Faro, no Algarve, no dia 16 de Junho, com três voos por semana.

Transavia retoma voos para Lisboa e Faro a 4 de Junho

26-05-2020 (12h35)

A Transavia, low cost do grupo Air France KLM, está a anunciar a retoma a 4 de Junho de voos de Amesterdão para Lisboa e para Faro.

Estado alemão entra para o capital do grupo Lufthansa... mas não para mandar

26-05-2020 (11h57)

O grupo alemão Lufthansa anunciou que já tem a aprovação de um apoio estatal até nove mil milhões de euros, incluindo 4,7 mil milhões em participação societária, que descreve como “silent participation”, ou seja, que não confere o direito de “mandar”, como em Portugal é exigido pelo ministro Pedro Nuno Santos em relação a um eventual apoio à TAP.

Opinião e Análise