Governo espera 40 mil candidaturas ao novo concurso do Apoiar.pt

21-01-2021 (18h05)

Foto: Helloquence / Unsplash
Foto: Helloquence / Unsplash

O Governo prevê que o novo concurso do programa Apoiar.pt, que abrange as quebras registadas no quarto trimestre, deverá receber cerca de 40 mil candidaturas, em linha com o que aconteceu na fase anterior.

“Na primeira fase tivemos 40 mil candidaturas e estamos à espera de um número idêntico no que se refere ao [concurso] que abrange quarto trimestre”, afirmou o secretário de Estado Adjunto e da Economia, João Neves, em declarações à agência Lusa.

O executivo abriu hoje um novo concurso, no âmbito do programa Apoiar.pt, destinado a compensar as perdas verificadas no quarto trimestre de 2020, com condições similares às do anterior.

“Faremos um apoio às perdas do trimestre anterior e tentamos antecipar, para preservar as empresas e o emprego, o que é a situação que todos antevemos que pode acontecer ao longo deste trimestre”, notou o governante.

Conforme explicou João Neves, as condições de acesso a este apoio “são similares” às anteriores, mas foi introduzida alguma flexibilidade face às empresas que têm dívidas ao fisco ou à Segurança Social, até então impedidas de fazer a candidatura.

Estas empresas podem agora requerer o apoio, porém, este só pode ser pago quando a sua situação estiver regularizada, o que não implica, necessariamente, o pagamento integral dos valores em falta.

“Significa ter acordos de regularização dessas mesmas dívidas com as Finanças ou com a Segurança Social”, precisou.

Este novo concurso não tem um prazo definido para as candidaturas, uma vez que os apoios vão ser adaptados em função da evolução da pandemia.

“Se há coisa que aprendemos com esta pandemia é a relativizar prazos. Vamos adaptando os apoios às circunstâncias que temos pela frente”, assegurou.

Em 28 de Janeiro será também lançado um aviso de candidaturas para os empresários em nome individual sem contabilidade organizada, ou seja, que estão no regime simplificado.

Já na semana seguinte, será aberto o apoio destinado às rendas comerciais.

 

Clique para ver mais: Empresas&Negócios

Clique para ver mais: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Portugal tem “tudo pronto” para retomar actividades B2B nos mercados emissores, SET

26-02-2021 (18h40)

A secretária de Estado do Turismo (SET), Rita Marques, afirmou hoje que Portugal tem “tudo pronto” para, "muito proximamente", voltar a participar nas feiras de turismo e para retomar as actividades B2B nos mercados.

Eduardo Jesus destaca “utilidade prática” das parcerias com a APAVT na chegada de turistas à Madeira

26-02-2021 (18h04)

O secretário de Turismo e Cultura da Madeira, Eduardo Jesus, enalteceu hoje a “utilidade prática” das parcerias com as agências de viagens portuguesas, designadamente no aumento das chegadas de turistas à Madeira, como aconteceu em 2016 quando a região foi Destino Preferido da APAVT, e que este ano repete.

Destinos de proximidade serão os primeiros a beneficiar da retoma das viagens este ano, APAVT

26-02-2021 (17h24)

“Há um desejo enorme” e “capacidade económica das famílias portuguesas” para voltar a viajar este ano, defende o presidente da APAVT, Pedro Costa Ferreira, que prevê que os destinos de proximidade serão os primeiros a beneficiar da retoma.

Fronteiras com Espanha permanecem fechadas até 16 de Março

26-02-2021 (16h46)

O controlo de pessoas nas fronteiras entre Portugal e Espanha vai manter-se até 16 de Março devido à pandemia, e passam a existir mais dois pontos de passagem autorizada em Ponte da Barca e Vinhais.

Amadeus revela quebra de 472,8 milhões de reservas de voos por agências de viagens

26-02-2021 (16h12)

A pandemia de covid-19 provocou uma quebra astronómica de reservas aéreas de agências de viagens de viagens, como evidencia o maior sistema global de reservas (GDS), o Amadeus, que revelou ter registado em 2020 uma quebra que atinge os 472,8 milhões.

Ultimas Noticias

Opinião e Análise