Governo reforça programa de captação de rotas aéreas com 10 milhões

21-11-2019 (13h16)

Foto: AHP
Foto: AHP

O ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira, escolheu a abertura hoje do 31º Congresso da AHP para anunciar o reforço do programa VIP.pt de captação de rotas aéreas em dez milhões de euros.

"Vamos reforçar o Programa VIP, que permitiu investir na captação de rotas e operações aéreas nos últimos quatro anos. Para os próximos quatro anos vamos reforçá-lo em 10 milhões de euros", anunciou o governante perante uma plateia de hoteleiros reunidos em Viana do Castelo.

Segundo a Resolução do Conselho de Ministros, publicada em Diário da República em 27 de Setembro de 2017, no âmbito da aprovação da Estratégia para o Turismo 2027, o Programa VIP.pt destina-se à promoção e captação de rotas aéreas de operações turísticas.

O reforço do programa de captação de rotas aéreas era esperado pelas regiões turísticas que mais foram penalizadas pelas falências de companhias de aviação e operadores turísticos nos últimos anos.

Para o reforço de 10 milhões de euros anunciado pelo ministro Siza Vieira haverá um novo período de aceitação de candidaturas e, segundo disse, haverá a possibilidade de estender o apoio por um período de quatro anos (a anterior versão apoia até três anos de operação), no caso de serem baseadas aeronaves nos aeroportos dos Açores, Madeira e Algarve.

Haverá ainda "o reforço do apoio de campanhas de marketing em novas operações para os destinos Açores e Madeira, o reforço do apoio de campanhas de marketing em novas operações que incluam o período de Inverno para o destino Algarve e o estímulo à entrada de novos concorrentes em operações aéreas já existentes, provando-se o seu potencial de procura", afirmou.

Especificamente, o Programa VIP.PT apoia medidas, acções e projectos de promoção turística, que visem a valorização e divulgação da oferta turística portuguesa dirigidos aos canais de distribuição nos diversos mercados emissores, mediante a realização de campanhas de marketing de destinos regionais.

"É um programa que se tem revelado essencial na captação e dinamização de novas operações aéreas para os diversos destinos em Portugal", reforçou Pedro Siza Vieira.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para mais notícias: Portugal

Clique para mais notícias: AHP

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

António Costa desafia britânicos a passar férias em segurança no Algarve

03-07-2020 (21h01)

O primeiro-ministro, António Costa, desafiou os britânicos “a passar umas férias em segurança no Algarve”, destacando que a região portuguesa tem menos infecções de covid-19 por 100 mil habitantes que o Reino Unido.

TAP informa mercado sobre acordo de princípio entre Estado e privados

03-07-2020 (19h02)

A TAP informou hoje o mercado, através de um comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), do acordo de princípio atingido esta quinta-feira à noite entre os privados e o Estado, para viabilizar a empresa.

Frasquilho avisa que próximos tempos na TAP serão difíceis, mas superados

03-07-2020 (18h57)

O presidente do Conselho de Administração da TAP, Miguel Frasquilho, alertou os trabalhadores numa mensagem a que o PressTUR teve acesso que os próximos tempos serão difíceis, mas serão superados “com alguns sacrifícios”.

Reino Unido declara Açores e Madeira destinos seguros, mas mantém quarentena obrigatória no regresso

03-07-2020 (18h06)

O Reino Unido anunciou hoje que Açores e Madeira deixaram de representar “um risco inaceitavelmente alto” para os viajantes britânicos, no mesmo dia em que revelou que Portugal está fora da lista de países para onde os ingleses podem viajar sem ter de cumprir 14 dias de quarentena no regresso.

Inglaterra exclui Portugal dos corredores de viagem que permitem evitar quarentena

03-07-2020 (16h07)

Portugal foi excluído dos "corredores de viagem internacionais" com destinos turísticos que Inglaterra vai abrir para permitir aos ingleses passarem férias sem cumprir quarentena no regresso, foi hoje confirmado.

Opinião e Análise