Lisboa anuncia novo apoio de 20 milhões de euros para empresas

27-01-2021 (17h15)

A Câmara de Lisboa vai lançar uma segunda fase do programa que apoia a fundo perdido as empresas da cidade, com mais 20 milhões de euros, duplicando o número de beneficiários.

O presidente da autarquia, Fernando Medina falava numa conferência de imprensa agendada para apresentar novas medidas de apoio financeiro às empresas, famílias e sectores cultural e social da cidade, na sequência do novo confinamento decretado devido à evolução da pandemia de covid-19.

O autarca, citado pela agência Lusa, anunciou que o objectivo é “alargar os apoios às empresas e instituições que não tinham cobertura na primeira fase ou melhorar o processo de apoio”.

Esta segunda fase vai abranger empresas que tenham uma facturação anual entre 500 mil euros e um milhão de euros, que terão acesso a um apoio de 10 mil euros. A câmara estima gastar cinco milhões de euros com estes empresários.

Há também mais actividades económicas abrangidas, como indústrias criativas, atividades turísticas, industriais desportivas e recreativas, representando um investimento “adicional de cerca de oito milhões de euros”.

A partir de agora, os empresários em nome individual com regime de contabilidade simplificada também podem solicitar o apoio, avançou o presidente da Câmara, prevendo um investimento de sete milhões de euros.

No final do ano passado, a autarquia lançou um programa para o comércio e restauração da cidade no valor de 20 milhões de euros, com apoios a fundo perdido entre quatro e oito mil euros.

Para as empresas e empresários com um volume de negócios até 100 mil euros em 2019, o valor do apoio total será de quatro mil euros, enquanto para aqueles que tiveram um volume de negócios entre os 100 mil e os 300 mil euros o apoio total é de seis mil euros.

Quando o volume de negócios tiver sido entre os 300 mil e os 500 mil euros, o apoio total será de oito mil euros.

O município recebeu até ao momento mais de três mil pedidos de apoio financeiro de lojas e restaurantes, tendo já efetuado 1.650 pagamentos, no valor de nove milhões de euros, avançou hoje o presidente da câmara.

 

Clique para ver mais: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Grupo Barceló vai inaugurar hotéis na Madeira e nos Açores em 2021

25-02-2021 (17h47)

O Grupo Barceló tem prevista a inauguração de 13 hotéis no ano de 2021 incluindo a construção de um hotel no centro do Funchal, na Madeira, e uma unidade hoteleira nos Açores.

França faz pleno da liderança de passageiros nos três maiores aeroportos portugueses

25-02-2021 (17h07)

França foi a primeira origem/destino de passageiros dos aeroportos de Lisboa, Porto e Faro no primeiro mês deste ano, destronando o Reino Unido no Algarve, onde os voos de/para as ilhas britânicas tiveram uma quebra em 96%, que é a maior de todos os aeroportos em Janeiro.

Costa Cruzeiros anuncia produto para o mercado Ibérico

25-02-2021 (13h29)

A Costa Cruzeiros, subsidiária da Carnival Corporation, está a promover um novo produto para a região da Península Ibérica, com "mais gastronomia, novos horários adaptados a este estilo de vida e propostas de animação" em cruzeiros entre Junho e Setembro.

NCL tem “Portugal no radar como mercado emissor e como destino”

23-02-2021 (19h29)

A Norwegian Cruise Line (NCL), que antes da pandemia de covid-19 estava a investir em Portugal como destino e mercado emissor para os seus cruzeiros, vai continuar a investir no seu crescimento no país, anunciaram hoje os directores da companhia Kevin Bubolz e Jürgen Stille numa conferência de imprensa online.

Agências de viagens e operadores já têm linha de cem milhões para reembolsarem clientes

23-02-2021 (18h45)

O Ministério da Economia anunciou que desde hoje as agências de viagens e operadores turísticos já dispõem de uma linha de crédito para poderem reembolsar clientes que, devido aos impactos da covid-19, ficaram sem as viagens que pagaram.

Opinião e Análise