Multiplicação de restrições às viagens mostra que predomina a “descoordenação”, Santos Silva

09-07-2020 (11h13)

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, considera que a multiplicação de anúncios de restrições a viagens “só mostra que campeia a descoordenação” e apelou para uma coordenação de medidas “que realmente permitem combater” a pandemia.

O ministro, que falava ontem aos jornalistas à saída de uma audição no Parlamento, explicou as restrições impostas pela Bélgica e pela Escócia aos viajantes de Portugal, ao mesmo tempo que evocou países, como a Grécia ou a República Checa, que levantaram condições.

“A nosso ver isso só mostra que campeia a descoordenação entre países, muitos deles Estados-Membros da União Europeia, e por isso mesmo é que a nossa posição tem sido sempre de que o compromisso tomado pelos nossos ministros da Administração Interna em Junho foi o de reabrir o espaço Schengen e devemos fazê-lo”, afirmou.

Depois de uma audição em que defendeu repetidamente que medidas como a imposição de quarentenas a viajantes ou testes à entrada acabam por ter um efeito limitado, porque uma escala num país “seguro” evita a quarentena e um teste negativo não assegura imunidade, o ministro insistiu que o combate à pandemia passa por regras de higiene e saúde pública.

“Devemos todos coordenar-nos na imposição das medidas que realmente permitem combater a pandemia, desde as medidas de higienização, de proibição de ajuntamentos, de equipamentos proteção pessoal e, evidentemente, dotação dos serviços de saúde das capacidades indispensáveis”, defendeu.

“Creio que todos nós temos de nos mobilizar para controlar a pandemia, não tendo nenhuma ilusão de que ela ainda não nos abandonou, o vírus ainda não saiu do nosso seio […] e quem tenha a ilusão de que já se conseguiu livrar do vírus está mesmo muito enganado e vai ficar muito desiludido”, assegurou.

Sobre os casos concretos da Escócia e da Bélgica, o ministro explicou que, no primeiro caso, o governo autónomo escocês tem “uma abordagem ainda mais restritiva que o Reino Unido”, pelo que impôs aos passageiros oriundos de Portugal o dever de auto-isolamento, “como colocou por exemplo também passageiros oriundos de Espanha”.

No caso da Bélgica, Santos Silva frisou que, o “semáforo” do portal do Ministério dos Negócios Estrangeiros belga que coloca Portugal com “luz amarela”, “juntamente com outros países como a Espanha, a Dinamarca, a Grécia e outros”, “é um aviso às pessoas de que podem estar sujeitas a algum tipo de restrições ou condicionalismos”.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para ver mais: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Cascais cria conjunto de medidas de apoio ao turismo local

10-08-2020 (16h19)

A Câmara Municipal de Cascais, no distrito de Lisboa, vai apoiar o turismo local com "isenção ou suspensão de taxas" no sector e realizar testes à Covid-19 aos funcionários de hotéis e alojamentos locais, anunciou hoje o município.

Emirates adia retoma dos voos para o Porto para o Verão IATA de 2021

10-08-2020 (13h03)

A Emirates, maior companhia do mundo em tráfego internacional medido em RPK (passageiros x quilómetros voados), adiou o recomeço dos voos Dubai – Porto para o início do Verão IATA 2021, em finais de Março do próximo ano.

Revive lança concurso para recuperação do Mosteiro de Santo André de Rendufe para turismo

08-08-2020 (08h48)

O Governo anunciou ontem a abertura de concurso para a concessão por 50 anos do Mosteiro de Santo André de Rendufe, em Amares, Braga, no âmbito do programa Revive, pelo qual já foram concessionados 16 imóveis, com cerca de 135,5 milhões de euros de investimento na sua recuperação e rendas anuais na ordem dos 4,4 milhões de euros.

Sopa da Pedra e Caralhotas de Almeirim conquistam certificações

07-08-2020 (17h50)

A Sopa da Pedra e as Caralhotas de Almeirim (pão pequeno cozido no forno a lenha) conquistaram selos de certificação em Portugal, anunciou o município de Almeirim, apontando um "reconhecimento da genuinidade" e uma "mais valia económica e turística".

Tourism Explorers regressa a Setúbal para encontrar empreendedores

07-08-2020 (17h29)

O programa nacional de criação e aceleração de startups na área do turismo, Tourism Explorers, vai regressar a Setúbal para apostar “na capacitação de empreendedores”, informou o Instituto Politécnico de Setúbal (IPS).

Opinião e Análise