Novo Welcome Center de Leiria quer “seduzir” turistas a ficar mais tempo na região

12-11-2019 (16h05)

Jorge Loureiro, Pedro Machado e Gonçalo Lopes (foto: Turismo do Centro)
Jorge Loureiro, Pedro Machado e Gonçalo Lopes (foto: Turismo do Centro)

O novo Welcome Center de Leiria, inaugurado ontem pelo presidente da Turismo Centro Portugal, pretende “seduzir” os turistas que visitam a cidade a ficar mais tempo na região, oferecendo-lhes melhor informação.

Com um investimento superior a 100 mil euros, a reabertura do espaço na cidade pretende ser um local de "informação e que procura seduzir os turistas nacionais e estrangeiros a permanecerem mais tempo na região e a visitar, se possível, mais espaços, mais produtos e mais destinos", disse o presidente da Turismo Centro Portugal, Pedro Machado.

Pedro Machado avançou que este investimento, que teve o apoio do programa Valorizar, "justifica-se" dada a importância de ter uma "estrutura física compatível com a notoriedade que a marca já alcançou".

"O espaço está mais bonito, mais acolhedor e mais contemporâneo. Sabemos que a primeira percepção é sempre aquela que nos marca. Um Welcome Center numa capital de distrito é uma porta de entrada. Aquilo que procuramos é que a informação seja em qualidade e quantidade suficiente para poder fazer com que as pessoas fiquem mais tempo na nossa região", reforçou Pedro Machado.

A informação disponível não se circunscreve à cidade e concelho de Leiria ou à Comunidade Intermunicipal da Região de Leiria, sendo possível encontrar no espaço dados sobre os restantes 99 municípios que integram a Turismo Centro Portugal.

O posto de turismo de Leiria vai continuar a disponibilizar um espaço para acolher exposições, idênticas à que hoje foi inaugurada pelo Jardim Escola João de Deus, no âmbito dos 50 anos da Declaração dos Direitos da Criança e 20 anos da Convenção sobre os Direitos da Criança.

"Não conheço muitos espaços com esta ligação à comunidade", constatou Pedro Machado, revelando que o objetivo da Turismo Centro Portugal é atingir os nove milhões de dormidas em 2023, mais dois milhões do que o número registado em 2018.

Pedro Machado reafirmou a necessidade de abrir a Base Aérea de Monte Real à aviação civil, para ser possível "continuar o caminho de crescimento do mercado internacional".

O presidente do município de Leiria, Gonçalo Lopes (PS), questionou "qual a região do mundo que em 50 quilómetros à volta tem a maior onda do mundo, tem três monumentos classificados pela Unesco (Batalha, Tomar, Alcobaça), tem o altar do Mundo (Fátima), tem uma qualidade urbana como é o caso de Leiria e uma rede de castelos única?".

"Todo este potencial turístico está ainda por vender e por explorar. Respeitando a sustentabilidade do nosso território, o turismo é um setor muito importante", referiu, destacando o "espaço aberto à cultura" disponível no Welcome Center, uma "mais-valia" no objetivo de Leiria ser Capital Europeia da Cultura em 2027.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para ver mais: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

António Costa desafia britânicos a passar férias em segurança no Algarve

03-07-2020 (21h01)

O primeiro-ministro, António Costa, desafiou os britânicos “a passar umas férias em segurança no Algarve”, destacando que a região portuguesa tem menos infecções de covid-19 por 100 mil habitantes que o Reino Unido.

TAP informa mercado sobre acordo de princípio entre Estado e privados

03-07-2020 (19h02)

A TAP informou hoje o mercado, através de um comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), do acordo de princípio atingido esta quinta-feira à noite entre os privados e o Estado, para viabilizar a empresa.

Frasquilho avisa que próximos tempos na TAP serão difíceis, mas superados

03-07-2020 (18h57)

O presidente do Conselho de Administração da TAP, Miguel Frasquilho, alertou os trabalhadores numa mensagem a que o PressTUR teve acesso que os próximos tempos serão difíceis, mas serão superados “com alguns sacrifícios”.

Reino Unido declara Açores e Madeira destinos seguros, mas mantém quarentena obrigatória no regresso

03-07-2020 (18h06)

O Reino Unido anunciou hoje que Açores e Madeira deixaram de representar “um risco inaceitavelmente alto” para os viajantes britânicos, no mesmo dia em que revelou que Portugal está fora da lista de países para onde os ingleses podem viajar sem ter de cumprir 14 dias de quarentena no regresso.

Inglaterra exclui Portugal dos corredores de viagem que permitem evitar quarentena

03-07-2020 (16h07)

Portugal foi excluído dos "corredores de viagem internacionais" com destinos turísticos que Inglaterra vai abrir para permitir aos ingleses passarem férias sem cumprir quarentena no regresso, foi hoje confirmado.

Opinião e Análise