Pavilhão Rosa Mota no Porto transformado em hospital com capacidade para 300 doentes

31-03-2020 (15h19)

Foto: Nathan Dumlao / Unsplash
Foto: Nathan Dumlao / Unsplash

O Pavilhão Rosa Mota, no Porto, entrará, na próxima semana, em funcionamento como hospital com 300 camas vocacionado para acolher doentes com poucos sintomas mais ligeiros de covid-19 ou até assintomáticos sem “rectaguarda familiar”, anunciou hoje a Câmara.

“Trata-se da criação, em poucos dias, de um hospital que chamamos de ‘Hospital de Missão’ e que servirá sobretudo para doentes pouco sintomáticos ou assintomáticos, que não tenham rectaguarda familiar”, afirmou hoje Nuno Santos, adjunto do presidente da Câmara Municipal do Porto.

Nuno Santos esclareceu que a gestão hospitalar caberá “à secção regional do Norte da Ordem dos Médicos” e referiu que estão a ser montadas, com a ajuda do exército português, “27 enfermarias no piso superior e algumas enfermarias e salas de contenção no piso inferior”, num total de 300 camas.

Nuno Santos salientou que esta é uma das “respostas” que a autarquia encontrou para mitigar as necessidades dos hospitais da cidade, nomeadamente do Centro Hospitalar Universitário do Porto e do Centro Hospitalar de São João, com quem colabora neste projeto.

“Os hospitais reportaram-nos a necessidade de termos este backup aqui que nos permite atuar de um dia para o outro e começar a responder aquilo que são as necessidades (…). Falámos com os hospitais 10 vezes ao dia e, portanto, tem havido essa colaboração, a Câmara do Porto aquilo que tem feito é encontrar respostas para os hospitais”, sublinhou.

Por forma a saber o número de profissionais de saúde necessários para a atuação neste hospital, a Ordem dos Médicos está a fazer um estudo e a pedir a colaboração da Ordem dos Enfermeiros.

“A maior parte dos utentes que aqui estiver, vai ter de ter muitos mais cuidados de enfermagem, do que propriamente médicos. São os doentes ainda muito assintomáticos ou com sintomas ligeiros que vão estar neste espaço, que, agravando-se a sua situação de saúde, estamos a dois minutos ou três do Hospital de Santo António”, explicou.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para mais notícias: Portugal

Clique para mais notícias: Coronavírus

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

AHP propõe à Booking que aceite protelar devolução de dinheiro de reservas canceladas

29-05-2020 (19h13)

A AHP – Associação da Hotelaria de Portugal anunciou ter proposto à Booking, maior agência online em venda de estadas na hotelaria, que leve em conta as suas dificuldades de tesouraria e aumentem os prazos de devolução das reservas canceladas pela covid-19.

Passageiros numa ilha dos Açores com destino final outra deixam de ter de seguir viagem em 24 horas

29-05-2020 (18h35)

Os passageiros que se encontrem numa ilha dos Açores que não seja a do seu destino final deixam de estar obrigados a seguir viagem até 24 horas após a sua chegada, anunciou o presidente do Governo Regional.

Governo adia levantamento de algumas restrições na Área Metropolitana de Lisboa

29-05-2020 (18h25)

O primeiro-ministro anunciou hoje que o Governo decidiu adiar para a Área Metropolitana de Lisboa o levantamento de restrições decretadas para travar a expansão da covid-19.

SATA retoma ligações entre Lisboa e os Açores a 15 de Junho

29-05-2020 (18h24)

A Azores Airlines, do grupo SATA, vai retomar a 15 de Junho as ligações aéreas entre Lisboa e Ponta Delgada e Lisboa e a Terceira, bem como entre o Funchal e Ponta Delgada.

SET anuncia em cimeira internacional que Portugal está pronto para receber visitantes

29-05-2020 (17h37)

Quando as praias reabrirem, no dia 6 de Junho, “teremos condições para voltar a receber quem quiser visitar o nosso país”, afirmou a secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, numa cimeira da Global Travel and Tourism Resilience Council.

Opinião e Análise