Porto Palácio Hotel vai disponibilizar 70 quartos para profissionais de saúde

02-04-2020 (20h15)

O Porto Palácio Hotel vai disponibilizar cerca de 70 quartos para alojar profissionais de saúde que estão de serviço no combate à covid-19 nas unidades hospitalares do Porto, anunciou hoje a Sonae Capital, empresa proprietária da unidade hoteleira.

“Uma vez que o hotel está encerrado para efeitos comerciais, não podemos deixar de nos associar à Câmara Municipal do Porto e de contribuir com condições de conforto e de segurança para quem está na linha da frente da batalha contra a Covid-19”, afirmou Pedro Serra, director-geral de Operações para a Hotelaria da Sonae Capital, em declarações à Lusa.

O executivo assegurou que a estrutura, que tem 251 quartos, tem capacidade de resposta “e vontade de ajudar”.

“Os profissionais de saúde devem ser a nossa prioridade neste momento, de forma a garantir todas as condições para controlar a pandemia o mais depressa possível” disse, deixando um agradecimento aos colaboradores que vão tornar esta ação possível.

Além do alojamento e dos procedimentos de limpeza e higiene, o Porto Palácio Hotel assegura os serviços essenciais de apoio aos profissionais de saúde, disponibilizando o pequeno-almoço em lunch box e serviço de café na zona da recepção e estacionamento.

Segundo os dados divulgados pelo município, a 20 de Março, o número de quartos disponíveis no Porto para profissionais de saúde ultrapassava já os 300.

“Em apenas quatro dias, o número de quartos disponibilizados pelos empresários do setor do turismo subiu mais de uma centena de unidades. De cerca de 180, ultrapassa agora os 300 quartos disponíveis, evidenciando o elevado sentido cívico destes empresários e proprietários neste momento de emergência”, assinalou a autarquia, numa nota publicada na sua página oficial.

A coordenação, explica a mesma nota, é feita pela Câmara que, numa base diária, articula a disponibilidade de quartos com os hoteleiros da cidade e envia a lista atualizada às administrações hospitalares e à Ordem dos Médicos.

O município salientava ainda que cabe a cada profissional de saúde que necessite de alojamento solicitar ao seu hospital o acesso à listagem para que, deste modo, possa contactar os estabelecimentos hoteleiros ou alojamentos locais e aferir da existência de vaga.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para mais notícias: Portugal

Clique para mais notícias: Hotelaria

Clique para mais notícias: Coronavírus

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

LAM adia retoma dos voos entre Maputo e Lisboa

22-05-2020 (16h34)

A companhia de aviação LAM – Linhas Aéreas de Moçambique  adiou a retoma dos voos entre Maputo e Lisboa operados pela Hi Fly da família Mirpuri, que tinha previsto para o dia 2 de Junho, de Lisboa, para 2 de Julho, mas só tem disponíveis reservas a partir de 2 de Agosto.

Aegean planeia retomar operação em Portugal em meados de Junho

22-05-2020 (16h06)

A companhia aérea grega Aegean Airlines planeia voltar a operar em Portugal, a partir de Lisboa, em meados de Junho.

Guias intérpretes podem aderir ao selo Clean & Safe

22-05-2020 (15h50)

Os guias intérpretes podem aderir ao selo Clean & Safe através de um programa de formação do Turismo de Portugal, que consiste numa sessão formativa de duas horas.

Portugal ultrapassa marca dos 30 mil infectados com covid-19

22-05-2020 (15h39)

Portugal teve ontem mais 288 infectados pelo novo coronavírus e ultrapassou a marca de 30 mil, com o total de 30.200 doentes com covid-19 desde o começo de Março, quando registou os primeiros casos.

Voos de/para Portugal deixam de ter lotação reduzida a partir de 1 de Junho

22-05-2020 (10h22)

Os voos de e para Portugal deixam de ter lotação de passageiros reduzida a partir de 1 de Junho, anunciou o Governo, indicando que assim está a “alinhar as regras nacionais pelas regras europeias”.

Opinião e Análise