Portugal desafia principais mercados emissores a criar “um turismo mais sustentável”

13-01-2021 (18h10)

Pico visto de São Jorge, Açores
Pico visto de São Jorge, Açores

O Turismo de Portugal lançou uma nova campanha para os principais mercados emissores de turistas para Portugal, na qual propõe criar "um turismo mais sustentável".

A campanha, baptizada #CantSkipTomorrow, é dirigida ao Reino Unido, França, Espanha, Brasil e Alemanha, estando enquadrada na estratégia de promoção turística para este ano (clique para ler: Portugal investe em promoção de turismo responsável).

Em comunicado, o Turismo de Portugal revela que a campanha será difundida ao longo do primeiro trimestre exclusivamente em meios digitais, incluindo quatro vídeos numa fase inicial e um quinto vídeo mais tarde.

Os filmes mostram os atractivos naturais de cada país a que se dirigem, "ilustrando o momento em que futuro e presente se encontram, personificados num protagonista que apela à responsabilidade de um turista e de um setor mais sustentável".

O Turismo de Portugal pretende com esta campanha apelar "à mobilidade", fazendo "uma convocatória à união, à consciência coletiva e à vontade e responsabilidade destes destinos para protegerem aquilo que lhes foi atribuído pela natureza, que é essência da sua identidade e que urge que se conserve para sempre".

"Essa natureza que deslumbra os viajantes e que só se manterá se cada um se responsabilizar por atrair visitantes mais respeitadores e mais conscientes", acrescenta o instituto.

Citado no comunicado, Luís Araújo, presidente do Turismo de Portugal, sublinha que "esta mensagem transmite a nossa responsabilidade, enquanto destino turístico, para com os portugueses, os turistas, as empresas do setor e, acima de tudo, para com um planeta que precisa de se regenerar".

"Depois de lançarmos o Plano +Sustentável 20|23 (em discussão pública até 26 de Janeiro), assumimos também a sustentabilidade como foco da nossa promoção, no sentido de prepararmos um futuro mais resistente, mais resiliente e, acima de tudo, mais responsável", acrescentou.

 

Clique para ver mais: Portugal


Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

AHP classifica de “absurdo” manter hotéis abertos sem poderem prestar serviços

15-01-2021 (17h52)

O presidente da AHP - Associação da Hotelaria de Portugal considera “lamentável” que, vistas as limitações impostas, o Governo não tenha decretado o encerramento dos hotéis para que pudessem aceder ao regime de lay-off simplificado.

Quebra de passageiros no Aeroporto de Lisboa em 2020 atingiu 21,9 milhões

15-01-2021 (16h24)

O Aeroporto de Lisboa, que em 2019 se debatia com falta de capacidade para tanto tráfego, em 2020, com a pandemia de covid-19, teve uma quebra para uns escassos 9,26 milhões de passageiros, pouco mais do que teve só no Verão de 2019 (9,19 milhões).

Hospitais em Portugal já têm mais de 4.500 internados com covid-19

15-01-2021 (16h23)

Os hospitais em Portugal nunca tiveram tantos doentes internados com covid-19 como esta quinta-feira, com 4.560, incluindo 622 em unidades de cuidados intensivos.

Quebra de tráfego aéreo de/para Portugal agravou-se no quarto trimestre de 2020 para 77%

15-01-2021 (15h51)

O quarto trimestre, que já por si é um período de época baixa da aviação no Hemisfério Norte, no ano passado até foi de agravamento da quebra induzida pela pandemia de covid-19, com o decréscimo der passageiros nos aeroportos portugueses geridos pela ANA/Vinci a situar-se 7,4 pontos acima da quebra média no ano.

Governo vai reabrir linha de crédito com garantia do Estado de 400 milhões de euros

15-01-2021 (13h27)

O Governo vai reabrir a linha de crédito com garantia do Estado para as empresas mais afectadas pelo novo confinamento, disponibilizando para já 400 milhões de euros, disse o ministro de Estado e da Economia, Siza Vieira.

Opinião e Análise