Portugal espera atingir este ano metade das receitas turísticas de 2019

16-09-2021 (16h49)

A secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, disse que Portugal espera atingir este ano metade das receitas turísticas de 2019, pré-pandemia, mantendo "a ambição" de alcançar em 2027 a marca de 28 mil milhões de euros.

As exportações portuguesas de turismo, que representam os gastos no país por turistas residentes no estrangeiro, atingiram em 2019 o recorde de 18.430,72 milhões de euros, um aumento de 1.377,18 milhões face a 2018, que também tinha sido recorde (para ler mais clique aqui).

Rita Marques, secretária de Estado do Turismo, disse que a previsão para este ano é alcançar metade desse montante. "Temos ainda incerteza pela frente, mas, tendo em conta que o Verão foi um pouco melhor do que aquilo que pensámos, estamos certos de que, provavelmente, vai ser esse número, muito em linha, aliás, com os outros países europeus que também trabalham no turismo" como Portugal, disse Rita Marques, citada pela agência Lusa.

No Plano Reactivar o Turismo | Construir o Futuro, apresentado pelo Governo em Maio passado, está incluída "a perspectiva" do país este ano "atingir 50% das receitas [que teve] em 2019", lembrou a secretária de Estado, que falava aos jornalistas em Évora, na conferência "A World for Travel".

Rita Marques também defendeu que é preciso "sobretudo um melhor turismo".

"Evidentemente que queremos as receitas turísticas", mas acima de tudo "o que queremos é providenciar" a quem visita Portugal "uma experiência turística de qualidade, sustentável, que possa diminuir de forma muito relevante a nossa pegada neste mundo", afirmou a governante.

"Não há turismo se não houver um melhor planeta", disse. Embora estes sejam "tempos particularmente difíceis" para as empresas, ao nível económico-financeiro, devido à pandemia de covid-19, a secretária de Estado frisou que "a missão" de Portugal "em relação à sustentabilidade do turismo" não foi abalada.

Há "uma política pública clara" nesse sentido, mas esta "só faz sentido se for correspondida" pelos actores privados e pelos turistas, o que tem acontecido. "Temos tido algumas dificuldades de natureza económico-financeiras nas nossas empresas, estamos a tentar resolver esse tema, mas também temos identificado no sector uma grande ambição para transformar o turismo", disse Rita Marques.

 

Clique para ver mais: Portugal

Clique para ver mais: Empresas&Negócios

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

AHRESP pede reforço do Adaptar Turismo que esgotou em dois dias

26-10-2021 (15h56)

A Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) pediu hoje o reforço urgente do programa Adaptar Turismo, cuja dotação esgotou em dois dias, marcados por dificuldades no acesso à plataforma para submissão de candidaturas.

Presidente do Grupo Minor, Dillip Rajakarier, espera um "grande salto" na procura turística

26-10-2021 (15h26)

Portugal está a “abrir caminho” na recuperação turística e deverá registar um “grande salto” na procura devido ao alívio das restrições e à ampla cobertura vacinal contra a covid-19, disse hoje o presidente executivo do grupo tailandês Minor.

Rendas das casas em Lisboa mantém-se 18% abaixo do período pré-covid-19

26-10-2021 (15h08)

As rendas das casas em Lisboa terminaram o terceiro trimestre deste ano 17,9% abaixo dos níveis pré-covid, de acordo com os resultados do Índice de Rendas Residenciais da Confidencial Imobiliário hoje divulgados.

Agência Europeia de Medicamentos aprova terceira dose da Moderna para adultos

26-10-2021 (14h38)


A Agência Europeia de Medicamentos (EMA) deu hoje luz verde à administração da terceira dose da vacina da Moderna contra o SARS-CoV-2 a indivíduos com idades a partir dos 18 anos, para aumentar os níveis de anticorpos.

Invest in Tourism: “a montra das oportunidades de investimento no turismo em Portugal”

26-10-2021 (14h29)

O Turismo de Portugal lançou uma nova plataforma, a Invest in Tourism, que pretende ser “a montra das oportunidades de investimento no turismo em Portugal”, segundo a secretária de Estado de Turismo, Rita Marques.

Opinião e Análise