Portugal tem 877 mil trabalhadores em lay-off simplificado

08-07-2020 (17h26)

O número de trabalhadores em lay-off simplificado em Portugal é de 877 mil, o que corresponde a cerca de 25% da população activa do sector privado, indicou hoje a ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social.

O número foi adiantado Ana Mendes Godinho durante uma audição na comissão de Trabalho e Segurança Social em que começou por fazer um balanço dos três meses das medidas excecionais de apoio em resposta ao impacto da pandemia de covid-19.

Para Ana Mendes Godinho, a comparação deste universo de 877 mil pessoas que estão neste momento abrangidas pelo lay-off simplificado com os números do desemprego indica que aquela medida excepcional “teve capacidade de reter e manter postos de trabalho”.

Acentuando que o objectivo do Governo foi garantir e criar “instrumentos que servissem de almofada para que os números de desemprego não disparassem”, a ministra precisou que em Junho se registou “alguma desaceleração” no crescimento do desemprego.

Apesar deste “alisamento” no crescimento do número de desempregados, a ministra salientou que o desemprego é “claramente” uma área onde existe preocupação “de capacidade de resposta rápida”.

“Procurámos com estas medidas garantir que tínhamos instrumentos que servissem de almofada para que os números de desemprego não disparassem”, precisou Ana Mendes Godinho.

O lay-off simplificado, que prevê a suspensão do contrato de trabalho ou a redução do horário de trabalho e o pagamento de dois terços da remuneração normal ilíquida, financiada em 70% pela Segurança Social e em 30% pela empresa, terminava inicialmente em Junho mas foi prorrogado até final de Julho.

A partir de Agosto, o lay-off simplificado vai continuar a ser possível apenas para as empresas que permanecem encerradas por obrigação legal.

A governante salientou ainda que tem aumentado a taxa de cobertura do desemprego, que passou de 50% em Maio para 55% em Junho.

Para esta subida da taxa de cobertura contribuíram medidas como a diminuição do prazo de garantia no acesso ao subsídio social de desemprego e a prorrogação automática do subsídio.

Ana Mendes Godinho reconheceu ainda que os dados do emprego e do desemprego reflectem também já o efeito da reabertura da economia, referindo que o número de ofertas de emprego captadas pelo Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) aumentou 49% entre Maio e Junho, para mais 10 mil.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para ver mais: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Cascais cria conjunto de medidas de apoio ao turismo local

10-08-2020 (16h19)

A Câmara Municipal de Cascais, no distrito de Lisboa, vai apoiar o turismo local com "isenção ou suspensão de taxas" no sector e realizar testes à Covid-19 aos funcionários de hotéis e alojamentos locais, anunciou hoje o município.

Emirates adia retoma dos voos para o Porto para o Verão IATA de 2021

10-08-2020 (13h03)

A Emirates, maior companhia do mundo em tráfego internacional medido em RPK (passageiros x quilómetros voados), adiou o recomeço dos voos Dubai – Porto para o início do Verão IATA 2021, em finais de Março do próximo ano.

Revive lança concurso para recuperação do Mosteiro de Santo André de Rendufe para turismo

08-08-2020 (08h48)

O Governo anunciou ontem a abertura de concurso para a concessão por 50 anos do Mosteiro de Santo André de Rendufe, em Amares, Braga, no âmbito do programa Revive, pelo qual já foram concessionados 16 imóveis, com cerca de 135,5 milhões de euros de investimento na sua recuperação e rendas anuais na ordem dos 4,4 milhões de euros.

Sopa da Pedra e Caralhotas de Almeirim conquistam certificações

07-08-2020 (17h50)

A Sopa da Pedra e as Caralhotas de Almeirim (pão pequeno cozido no forno a lenha) conquistaram selos de certificação em Portugal, anunciou o município de Almeirim, apontando um "reconhecimento da genuinidade" e uma "mais valia económica e turística".

Tourism Explorers regressa a Setúbal para encontrar empreendedores

07-08-2020 (17h29)

O programa nacional de criação e aceleração de startups na área do turismo, Tourism Explorers, vai regressar a Setúbal para apostar “na capacitação de empreendedores”, informou o Instituto Politécnico de Setúbal (IPS).

Opinião e Análise