Quebra de receitas do alojamento turístico português excede 1.941 milhões de euros no fim de Agosto

15-10-2020 (16h47)

Passado o mês de Agosto, que tradicionalmente permite à hotelaria “fazer o ano”, o alojamento turístico português está com uma quebra de receitas que excede 1.941 milhões de euros, o que equivale a 45% da receita total do melhor ano de sempre.

Os dados hoje publicados pelo INE indicam que este Agosto, que é um mês que dita a obtenção de lucros ou prejuízos no ano, o alojamento turístico português teve uma quebra de receitas de 48,9% ou 311,8 milhões de euros.

Os proveitos totais do alojamento turístico português foram de 326,4 milhões de euros, ainda assim 1,7 milhões de euros acima do montante de Agosto de 2013, que foi um ano difícil para o turismo português.

Para os oito meses de Janeiro a Agosto, a informação do INE indica que os proveitos totais são de 1.026,2 milhões de euros, em quebra de 65,4% ou 1.941,5 milhões em relação ao período homólogo de 2019 e também 382,5 milhões menor que nos primeiros oito meses de 2013.

Os dados do INE indicam que a quebra em Agosto foi mais acentuada em valor nos hotéis, que concentraram 56,8% dos proveitos totais do alojamento turístico, com 185,5 milhões de euros, menos 211,3 milhões (-53,2%) que em Agosto de 2019.

Em variação, a quebra mais forte foi nas pousadas e quintas da Madeira, que tiveram uma quebra de 61,7%, significando um decréscimo de 5,7 milhões de euros, para 3,56 milhões.

Seguem-se as quebras em 51,5% nos apartamentos turísticos, que facturaram menos 21,59 milhões de euros, ficando em 20,32 milhões, em 46,5% no alojamento local, com menos 28 milhões, ficando em 32,22 milhões, e em 45,7% nos hotéis-apartamentos, com menos 35,49 milhões, ficando em 42,09 milhões.

O turismo no espaço rural e de habitação foi o que teve a menor quebra no mês, com decréscimo em 4,2% ou 986 mil euros, para 22,25 milhões.

Nos oito meses de Janeiro a Agosto, a quebra de proveitos do alojamento turístico em 1.941,59 milhões de euros (-65,4%) é com quebras de 1.368,69 milhões nos hotéis (-66,7%, para 654,38 milhões), de 193,28 milhões (-64%, para 108,75 milhões) nos hotéis apartamentos, de 164,2 milhões no alojamento local (-61,9%, para 101,2 milhões), de 90,53 milhões (-65,9%, para 46,81 milhões) nos apartamentos turísticos, de 56,42 milhões nos aldeamentos turísticos (-54,7%, para 46,7 milhões), de 38,28 milhões de euros (-71,9%, para 14,97 milhões) nas pousadas e quintas da Madeira) e de 30,16 milhões (-36,1%, para 53,41 milhões) nos estabelecimentos de turismo em espaço rural e de habitação.

Para ler mais clique:

Algarve teve mais turismo de portugueses em Agosto do que há um ano, apesar da pandemia

Quebra de dormidas de turistas estrangeiros em Portugal atingiu 4,46 milhões

 

Clique para mais notícias: Alojamento turístico

Clique para mais notícias: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Ocupação da capacidade hospitalar para covid-19 ultrapassou os 80%

30-10-2020 (15h50)

A ocupação de camas de enfermaria de doentes com covid-19 situa-se nos 84%, com 81% nas Unidade de Cuidados Intensivos, verificando-se no Norte uma maior pressão sobre os hospitais, segundo o secretário de Estado da Saúde.

Porto Santo integra Rede Mundial de Reservas da Biosfera da UNESCO

30-10-2020 (15h46)

A ilha de Porto Santo, no Arquipélago da Madeira, vai integrar a Rede Mundial de Reservas da Biosfera da UNESCO, elevando para 12 o número de reservas portuguesas inscritas neste programa.

Portugal teve ontem mais 40 mortos por covid-19

30-10-2020 (14h49)

Mais 40 doentes com covid-19 faleceram durante o dia de ontem, a somar aos 2.428 que ocorreram desde o início da pandemia em Portugal até quarta-feira, pelo que o total de óbitos está próximo dos 2.500, em 2.468.

Portugal atinge novo máximo de 275 internados em cuidados intensivos

30-10-2020 (14h32)

Portugal atingiu hoje um novo máximo de 275 pessoas internadas em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI) desde o início da pandemia de covid-19, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS).

Airmet promove sessões com operadores turísticos para conhecer produto e debater desafios

30-10-2020 (12h49)

A Airmet vai promover durante a próxima semana sessões com operadores turísticos exclusivas para os seus associados, onde espera conhecer a estratégia destes fornecedores e a sua oferta para o próximo ano.

Opinião e Análise