Sobrevivência das empresa turísticas do Algarve depende do Governo, AHETA

12-01-2021 (11h47)

“A sobrevivência das empresas hoteleiras e turísticas do Algarve vai depender, fundamentalmente, das condições fiscais e financeiras criadas pelo Governo”, declarou hoje a AHETA ao fazer o balanço do ano 2020, que diz ter sido o pior de que há memória.

De acordo com a Associação, no ano passado o volume de negócios da hotelaria algarvia baixou mais de 800 milhões de euros por quebras da procura dos principais mercados emissores externos, que estima terem sido de 75,1%, “enquanto o mercado interno, apesar do aumento de procura nos meses de Verão, terminou o ano com menos 1,1 milhões de dormidas e 335 mil hóspedes, (-21,2%)”.

A AHETA conclui que “o impacto económico e social destas realidades nas empresas hoteleiras e turísticas regionais traduz-se, concretamente, numa elevada descapitalização e numa crise de tesouraria sem precedentes, ambas agravadas pelo agudizar da crise pandémica em todo o mundo, designadamente nos países de origem dos turistas, bem como à falta de apoios específicos consistentes à economia do turismo e aos seus agentes principais – as empresas”.

Assim, acrescenta, “sem apoios consistentes, a recuperação económica do turismo e do Algarve estão comprometidos, na medida em que colocam em causa os activos mais valiosos da actividade turística regional, designadamente o know how acumulado durante décadas, consubstanciado em competências de gestão, para além da necessidade em manter e preservar recursos humanos de qualidade, conhecimento dos canais de comercialização e distribuição de férias, assim como todo o circuito que envolve o negócio turístico, etc.”

A AHETA avisa que se “a situação e os efeitos/impacto da pandemia se prolongarem, vamos assistir ao colapso de muitas empresas turísticas do Algarve” e defende “que é fundamental serem revistas e tomadas novas medidas de apoio, "no imediato e com urgência”, para prevenir e/ou impedir que tal venha a acontecer”.

 

Clique para mais notícias: AHETA

Clique para mais notícias: Hotelaria

Clique para mais notícias: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Sonhando actualiza sistema este fim-de-semana

14-05-2021 (18h51)

O operador turístico Sonhando vai actualizar o seu sistema entre as 20h de hoje, 14 de Maio, e o início da tarde de Domingo, e indicou um contacto para a realização de reservas durante esse período.

Quebra de dormidas nos hotéis portugueses é mais acentuada nos topo de gama

14-05-2021 (18h17)

Os hotéis 5-estrelas portugueses tiveram uma quebra de dormidas no primeiro trimestre em 90,5%, que compara com uma queda média no alojamento turístico em 80% e nos hotéis em 82,6%, informou hoje o INE.

Mais de 3/4 da quebra do PIB português em 2020 deveu-se ao turismo

14-05-2021 (17h24)

O turismo foi a actividade que mais penalizou a evolução do PIB em Portugal no ano de 2020, indicou hoje o INE que lhe atribui mais de três quartos da quebra do PIB em 7,6% no ano passado.

Concurso para converter o Santuário do Cabo Espichel para fins turísticos abre dia 18 de Maio

14-05-2021 (15h23)

O concurso para converter e explorar o Santuário do Cabo Espichel, em Sesimbra, num projecto com finalidade turística vai ser lançado na terça-feira, dia 18 de Maio, no âmbito do Programa Revive.

TAAG reforça ligações Luanda-Lisboa a partir de Sábado

14-05-2021 (14h11)

A TAAG anunciou que vai reforçar as operações entre Angola e Portugal, com um segundo voo semanal entre Luanda e Lisboa, a partir de Sábado, dia 15 de Maio.

Opinião e Análise