Turismo aspira a “sobreviver” para “iniciar a recuperação” em 2021, OMT

10-07-2020 (09h54)

O sector do turismo aspira a "sobreviver" para "iniciar a recuperação" em 2021, afirmou Alessandra Priante, directora da Comissão Regional da Europa da Organização Mundial do Turismo (OMT), que prevê uma quebra de pelo menos 70% no turismo internacional face a 2019.

A recuperação será mais fácil para os mercados europeus nos países que já estão a abrir fronteiras, enquanto mercados de origem de turistas importantes, como os Estados Unidos, ainda não estão abertos, afirmou Alessandra Priante em entrevista à agência de notícias Efe.

A directora da OMT acredita que as fronteiras não vão voltar a fechar, mas sublinha que, mesmo assim, a pandemia vai afectar "seriamente" a forma de desfrutar as férias e implicar uma mudança mental, social e cultural.

“As máscaras e a distância de segurança são o contrário do que significa o turismo, que é o gosto por coisas novas, a confiança nos outros… Acontece que agora as regras dizem que devemos fazer justamente o contrário, manter a distância, não confiar nas pessoas que não conhecemos”, afirmou.

Na opinião de Alessandra Priante, a pergunta não é quando é que o sector vai recuperar, mas, sim, como o vai fazer. “Aguardamos uma vacina, mas a recuperação não depende apenas de uma solução médica, mas, sim, de uma resposta mais holística", observa.

No futuro, o mercado terá de estar mais interligado e precisará de um investimento substancial a longo prazo, que terá de incluir “as palavras sustentabilidade e inovação”, estima.

Depois da crise, muitos destinos e empresas terão de redefinir a sua oferta, ainda que o chamado turismo ‘low cost’ (a custo baixo) não tenha necessariamente acabado, prevê Alessandra Priante.

A directora da OMT admite que os preços de aviões, comboios e hotéis terão de subir, porque as empresas terão de tomar medidas para compensar a queda na ocupação e procurar o equilíbrio entre receitas e gastos. A dúvida é se os consumidores estarão disponíveis para assumir esses custos, destaca.

A diretora da Comissão Regional da Europa da OMT antecipa que o que por certo mudará são as preferências dos clientes e o seu poder de compra, que já está a dar lugar ao crescimento de segmentos como o aluguer turístico.

A OMT, recorda Priante, está a trabalhar com governos e agentes privados, monitorizando a situação para determinar a direcção da recuperação do sector, trabalho que resultou já em recomendações globais sobre o reinício da actividade turística.

A organização está a trabalhar no incentivo de investimentos verdes e a preparar estudos sobre destinos, turismo urbano e gastronómico, entre outros, acrescenta.

A este respeito, Alessandra Priante diz que em Espanha o sector está muito bem organizado e existe uma estreita colaboração entre agentes públicos e privados.

A directora da OMT, porém, considera que Espanha e alguns outros países do Sul da Europa têm tido uma “certa tendência para a passividade” com os fluxos de turistas, em tempos de pandemia.

Estes fluxos “chegam sozinhos, quase não é preciso publicidade” e, por isso, países como Espanha, onde a OMT tem a sua sede, mas também Itália ou Grécia, deviam planear melhor e ser mais proactivos, avalia Alessandra Priante. 

As agências de notícias de Portugal e Espanha, Lusa e Efe, vão debater nos dias 15 e 16 de Julho o impacto da pandemia de covid-19 no Turismo, num fórum virtual conjunto que designaram EURAGORA, financiado pelo projecto-piloto europeu Stars4Media, que pretende apoiar a inovação no sector dos media, através da formação e da cooperação transfronteiriça dentro da União Europeia.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para ver mais: OMT

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Associação vai criar rota gastronómica para valorizar queijos da região Centro

13-08-2020 (16h17)

A Associação do Cluster Agroindustrial do Centro (InovCluster) vai criar uma rota turística e gastronómica para valorizar e promover aquele produto regional, nomeadamente as marcas "Beira Baixa", "Serra da Estrela" e "Rabaçal".

ATA investe em campanha publicitária no Reino Unido

12-08-2020 (17h38)

A Associação Turismo do Algarve (ATA) vai reforçar a mensagem de que a região é um destino seguro junto do Reino Unido, através de uma campanha publicitária que será emitida na estação de televisão Channel 5, foi hoje anunciado.

Cascais cria conjunto de medidas de apoio ao turismo local

10-08-2020 (16h19)

A Câmara Municipal de Cascais, no distrito de Lisboa, vai apoiar o turismo local com "isenção ou suspensão de taxas" no sector e realizar testes à Covid-19 aos funcionários de hotéis e alojamentos locais, anunciou hoje o município.

Emirates adia retoma dos voos para o Porto para o Verão IATA de 2021

10-08-2020 (13h03)

A Emirates, maior companhia do mundo em tráfego internacional medido em RPK (passageiros x quilómetros voados), adiou o recomeço dos voos Dubai – Porto para o início do Verão IATA 2021, em finais de Março do próximo ano.

Revive lança concurso para recuperação do Mosteiro de Santo André de Rendufe para turismo

08-08-2020 (08h48)

O Governo anunciou ontem a abertura de concurso para a concessão por 50 anos do Mosteiro de Santo André de Rendufe, em Amares, Braga, no âmbito do programa Revive, pelo qual já foram concessionados 16 imóveis, com cerca de 135,5 milhões de euros de investimento na sua recuperação e rendas anuais na ordem dos 4,4 milhões de euros.

Opinião e Análise