Quase 958 mil mortos com covid-19 e 30,8 milhões de infectados em todo o mundo

20-09-2020 (18h34)

Foto: Sergi Kabrera / Unsplash
Foto: Sergi Kabrera / Unsplash

A pandemia do novo coronavírus já causou a morte a quase 958 mil pessoas e infectou mais de 30,8 milhões em todo o mundo desde Dezembro, segundo um balanço da agência AFP baseado em dados oficiais.

De acordo com o balanço da agência francesa de notícias, às 11h00 TMG de hoje (12h00 em Lisboa), já tinham morrido 957.948 pessoas com covid-19 em todo o mundo e o total de infectados elevava-se a 30.849.800, 67,7% deles ou 20.871.300 já foram considerados recuperados.

O número de infectados, porém, é apenas uma parte do total real porque alguns países testam apenas casos graves, outros dão prioridade a testes de rastreamento e muitos países pobres têm capacidade limitada de testagem.

Este sábado, segundo o mesmo balanço ocorreram 5.089 novos óbitos e foram identificados 291.505 novos casos de infecção em todo o mundo.

Os países que tiveram o maior número de mortes ontem foram a Índia, com 1.133, os Estados Unidos, com 786, e o Brasil, com 739.

Em Portugal houve 13 mortes (clique para ler: Portugal ultrapassou os 1.900 mortos por covid-19).

/mercados/portugal/portugal-ultrapassou-os-1-900-mortos-por-covid-19/

Os Estados Unidos mantêm-se o país mais afectado tanto em termos de mortes como de casos diagnosticados, com 199.268 mortes para 6.766.631 infecções detectadas, de acordo com a contagem da Universidade Johns Hopkins, que indica também que pelo menos 2.577.446 pessoas já foram declaradas curadas.

Depois dos Estados Unidos, os países mais afectados são o Brasil, com 136.532 mortes e 4.528.240 pessoas infectadas, a Índia, com 86.752 mortes e 5.400.619 pessoas infectadas, o México, com 73.258 mortes e 694.121 pessoas infectadas, e o Reino Unido com 41.759 mortes e 390.358 pessoas infectadas.

Entre os países mais atingidos, o Peru é o que apresenta o maior número de mortes em proporção da sua população, com 95 mortes por 100.000 habitantes, seguido pela Bélgica, com 86, Espanha, com 65, Bolívia, também com 65, e Brasil, com 64.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para mais notícias: Covid-19

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

IATA reclama acção dos governos para evitar “iminente catástrofe” económica e desemprego

27-10-2020 (17h04)

A IATA, associação internacional de companhias de aviação, reclamou hoje dos governos "acção firme" para evitar uma "catástrofe" iminente com quebra da actividade económica em 1,8 biliões de dólares e perda de 46 milhões de empregos.

Wizz Air vai voar de Doncaster Sheffield para Lisboa e Faro a partir de Dezembro

27-10-2020 (16h57)

A Wizz Air, que inaugurou na semana passada uma base em Doncaster Sheffield, no Reino Unido, vai reforçar em Dezembro a sua oferta de voos a partir desse aeroporto britânico com ligações a Lisboa e Faro.

Iberostar oferece testes à covid-19 e estada prolongada a hóspedes dos seus hotéis nas Caraíbas e Brasil

27-10-2020 (16h30)

A Iberostar Hotels & Resorts lançou para o mercado o “Travel at Ease”, um programa para cobrir as despesas relacionadas com a covid-19 que os seus hóspedes possam ter na República Dominicana, Jamaica, México e Brasil.

Restrições às viagens ‘cortaram’ mais de 700 milhões de chegadas de turistas de Janeiro a Agosto

27-10-2020 (15h57)

Passados os dois meses tradicionalmente mais fortes das viagens e turismo, a quebra provocada pela pandemia de covid-19 atinge os 700 milhões de chegadas, segundo a OMT, agência das Nações Unidas para o Turismo, que avança a estimativa de uma quebra de 730 mil milhões de dólares.

Hilton escolhe o Porto para estrear a marca Tapestry Collection em Portugal

27-10-2020 (11h35)

A Hilton vai estrear a sua marca de hotéis de luxo Tapestry Collection em Portugal no início do próximo Verão, com o Sé Catedral Hotel Porto, uma unidade com 77 quartos, bar e restaurante.

Ultimas Noticias

Opinião e Análise