Royal Caribbean cancela escalas em Cuba por causa de proibições dos Estados Unidos

07-06-2019 (10h09)

Foto: Royal Caribbean
Foto: Royal Caribbean

A Royal Caribbean alterou os seus itinerários nas Caraíbas que incluem escala em Cuba, na sequência das proibições aplicadas pelo Governo dos Estados Unidos da América.

“Em resposta à mudança de política do governo dos E.U.A. que impõe restrições imediatas às viagens de navios de cruzeiro entre os EUA e Cuba,  informamos os nossos hóspedes que foi feita uma revisão e reduzido o número de itinerários com escalas em portos cubanos”, informa a empresa, representada em Portugal pela Melair Cruzeiros.

Todas as viagens este ano nos navios Majesty of the Seas e Empress of the Seas “terão portos alternativos nas Caraíbas”, sublinha o comunicado.

Os hóspedes podem “cancelar a sua reserva actual com reembolso total ou manter a data de partida com o novo itinerário e receber o reembolso de 50%”.

A empresa acrescenta que está “a trabalhar em itinerários alternativos para as viagens de 2020”. Sobre essas propostas, a empresa indica que irá “partilhar esses detalhes com os hóspedes e agentes de viagem, assim que estiverem disponíveis”.

Segundo a Associação Internacional de Linhas de Cruzeiros (CLIA), a decisão do Governo dos Estados Unidos de proibir viagens culturais e educacionais em grupo a Cuba pôs em causa cerca de 800 mil reservas de cruzeiros.

Na terça-feira, os Estados Unidos impuseram novas sanções contra Cuba proibindo, para além de viagens culturais e educacionais em grupo para a ilha, a exportação de barcos e aviões privados e comerciais.

Os Estados Unidos, que acusam as autoridades cubanas de apoiar os regimes de Nicolás Maduro na Venezuela e Daniel Ortega na Nicarágua, aumentaram em Abril a sua lista negra de empresas cubanas que não podem beneficiar de transacções financeiras directas dos EUA, incluindo o grupo de turismo Gaviota, ligado ao exército cubano.

 

Clique para ver mais: Cruzeiros

Clique para ver mais: Cuba

Clique para ver mais: Royal Caribbean

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Director-geral da IATA alerta para ilusão de recuperação

03-06-2020 (17h41)

O director-geral da IATA, Alexandre de Juniac, realçou hoje a fragilidade da recuperação da aviação que alguns estudos começam a assinalar.

“TAP pode contar connosco para seguir em frente”, primeiro-ministro

03-06-2020 (17h30)

O primeiro-ministro, António Costa, deixou claro hoje no Parlamento as razões do apoio do Governo à TAP, realçando nomeadamente que “é essencial para o país” em várias vertentes, além de que “é mesmo a segunda maior exportadora” portuguesa.

KLM vai voar duas vezes por dia entre Lisboa e Amesterdão a partir de Julho

03-06-2020 (17h25)

A companhia de aviação KLM anunciou que a partir de Julho vai passar a voar entre Lisboa e Amesterdão-Schiphol duas vezes por dia, uma ligação que está a fazer diariamente desde 28 de Março.

Turkish Airlines retoma voos para 16 cidades europeias no dia 18 de Junho

03-06-2020 (17h14)

A Turkish Airlines vai retomar no dia 18 de Junho as ligações com 16 destinos em seis países europeus, designadamente Alemanha, Países Baixos, Áustria, Suíça, Suécia e Dinamarca, segundo a imprensa internacional.

Portugal negoceia “ponte aérea” com Reino Unido

03-06-2020 (16h42)

Portugal está em conversações com o Reino Unido para estabelecer uma "ponte aérea" que permita aos turistas britânicos evitar a quarentena imposta no regresso ao seu país, disse hoje o ministro dos Negócios Estrangeiros português.

Opinião e Análise