TAP atinge em Fevereiro o melhor índice de pontualidade em dois anos

08-03-2019 (19h47)

A TAP teve este Fevereiro mais de 80% dos voos a chegarem até 15 minutos da hora prevista, registando assim o seu melhor desempenho em dois anos, precisamente desde Fevereiro de 2017, de acordo com os dados da consultora OAG.

A informação indica que este Fevereiro a TAP teve 83,1% dos voos a chegarem até 15 minutos da hora previsto, no que foi a 53ª melhor marca do mês entre 159 companhias incluídas no ranking global da OAG.

Nos últimos três anos, a melhor marca da TAP continua a ser no entanto 84,7% de voos até 15 minutos da hora indicada, de Fevereiro de 2017, mês em que se cotou com a 32ª melhor marca.

A melhor marca desde então e até este ano voltou a ser num mês de Fevereiro, o de 2018, com 75,7% dos voos até 15 minutos da hora prevista, no que foi a 83ª melhor marca nesse mês.

Os meses de Fevereiro têm em comum o facto de serem mais curtos e, como tal, terem menos voos.

Em 2017, segundo a OAG, os meses em que teve menos voos da TAP fiscalizados foram Fevereiro, com 8.244, e Março, com 9.198, e no ano de 2018 foram Janeiro e Fevereiro, respectivamente com 10.575 e 9.376.

Para Fevereiro deste ano a OAG indicou 9.100 voos, quando para Janeiro tinha indicado 10.561.

A melhor grande companhia em pontualidade no mês de Fevereiro foi, de acordo com os dados da OAG, a Garuda (12.621 voos), da Indonésia, com 95,5% dos voos a chegarem até 15 minutos da hora indicada, seguida pela Copa (9.565 voos), do Panamá, com 94,6%, a Singapore (6.938 voos), de Singapura, com 90%), e Iberia (15.377 voos), de Espanha, com 89,8%, que foi assim a nº1 das grandes europeias.

A mesma informação indica que a maior companhia do mundo em número de voos, a American Airlines (174.670 voos) teve 74,8% a chegarem até 15 minutos da hora anunciada, a Delta Air Lines, nº 2 (136.977 voos), teve 78,5%, a United, nº 3 (129.115 voos), teve 72,9%, a Southwest Airlines, nº 4 (102.355 voos), teve 72,6%, e a China Eastern, nº 5 (63.504 voos) teve 71,6%.

O Top10 em número de voos inclui ainda a Ryanair (51.789 voos), com 85,6% dos voos até 15 minutos da hora prevista de chegada, a Air Canadá (43.851 voos), com 48,9%, a easyJet (41.236 voos), com 80,7%, a Lufthansa German Airlines (40.575 voos), com 80,4%, e a Air China (38.201 voos), com 68,6%.

A OAG explica na sua informação que no seu ranking global inclui apenas companhias relativamente às quais tenha ‘coberto’ pelo menos 80% dos voos em horário.

 

Clique para mais notícias: TAP

Clique para mais notícias: OAG

Clique para mais notícias: Pontualidade

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Covid-19 já matou 1,114 milhões de pessoas em todo o mundo

19-10-2020 (17h32)

A pandemia provocada pelo novo coronavírus já fez pelo menos 1.114.836 mortos em todo o mundo desde que foi notificado o primeiro caso na China, segundo o balanço diário da agência France-Presse.

Portugal ultrapassou marca dos cem mil contágios pelo novo coronavírus

19-10-2020 (17h15)

Portugal superou ontem os cem mil contágios pelo novo coronavírus, com o total de 101.860, mais 1.949 que na véspera, de acordo com a informação da DGS relativa às 24h00 de Domingo.

Espanha conserva liderança dos destinos com mais gastos de turistas portugueses

19-10-2020 (16h46)

A pandemia de covid-19 levou a uma quebra em 42,5% dos gastos em Espanha de turistas residentes em Portugal este Agosto, sem travar, no entanto, a tradicional liderança do país vizinho nos gastos turísticos dos portugueses, ainda que França tenha sido o destino que mais reforçou a sua quota.

França destrona Reino Unido e ascende a primeiro emissor para Portugal

19-10-2020 (15h34)

Em tempos de pandemia, França ascendeu à liderança dos emissores para Portugal, com os gastos dos seus residentes a atingirem 33,1% do total de receitas turísticas portuguesas no mês de Agosto e 21% no conjunto dos primeiros oito meses do ano.

NAV Portugal geriu menos 60,4% movimentos no 3º trimestre

19-10-2020 (15h20)

O prestador de serviços de navegação no espaço aéreo português geriu 89,701 movimentos no terceiro trimestre de 2020 , menos 60,4% que no período homólogo de 2019, mas quase mais 500% que no segundo trimestre deste ano.

Opinião e Análise