TAP atinge em Fevereiro o melhor índice de pontualidade em dois anos

08-03-2019 (19h47)

A TAP teve este Fevereiro mais de 80% dos voos a chegarem até 15 minutos da hora prevista, registando assim o seu melhor desempenho em dois anos, precisamente desde Fevereiro de 2017, de acordo com os dados da consultora OAG.

A informação indica que este Fevereiro a TAP teve 83,1% dos voos a chegarem até 15 minutos da hora previsto, no que foi a 53ª melhor marca do mês entre 159 companhias incluídas no ranking global da OAG.

Nos últimos três anos, a melhor marca da TAP continua a ser no entanto 84,7% de voos até 15 minutos da hora indicada, de Fevereiro de 2017, mês em que se cotou com a 32ª melhor marca.

A melhor marca desde então e até este ano voltou a ser num mês de Fevereiro, o de 2018, com 75,7% dos voos até 15 minutos da hora prevista, no que foi a 83ª melhor marca nesse mês.

Os meses de Fevereiro têm em comum o facto de serem mais curtos e, como tal, terem menos voos.

Em 2017, segundo a OAG, os meses em que teve menos voos da TAP fiscalizados foram Fevereiro, com 8.244, e Março, com 9.198, e no ano de 2018 foram Janeiro e Fevereiro, respectivamente com 10.575 e 9.376.

Para Fevereiro deste ano a OAG indicou 9.100 voos, quando para Janeiro tinha indicado 10.561.

A melhor grande companhia em pontualidade no mês de Fevereiro foi, de acordo com os dados da OAG, a Garuda (12.621 voos), da Indonésia, com 95,5% dos voos a chegarem até 15 minutos da hora indicada, seguida pela Copa (9.565 voos), do Panamá, com 94,6%, a Singapore (6.938 voos), de Singapura, com 90%), e Iberia (15.377 voos), de Espanha, com 89,8%, que foi assim a nº1 das grandes europeias.

A mesma informação indica que a maior companhia do mundo em número de voos, a American Airlines (174.670 voos) teve 74,8% a chegarem até 15 minutos da hora anunciada, a Delta Air Lines, nº 2 (136.977 voos), teve 78,5%, a United, nº 3 (129.115 voos), teve 72,9%, a Southwest Airlines, nº 4 (102.355 voos), teve 72,6%, e a China Eastern, nº 5 (63.504 voos) teve 71,6%.

O Top10 em número de voos inclui ainda a Ryanair (51.789 voos), com 85,6% dos voos até 15 minutos da hora prevista de chegada, a Air Canadá (43.851 voos), com 48,9%, a easyJet (41.236 voos), com 80,7%, a Lufthansa German Airlines (40.575 voos), com 80,4%, e a Air China (38.201 voos), com 68,6%.

A OAG explica na sua informação que no seu ranking global inclui apenas companhias relativamente às quais tenha ‘coberto’ pelo menos 80% dos voos em horário.

 

Clique para mais notícias: TAP

Clique para mais notícias: OAG

Clique para mais notícias: Pontualidade

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Antiga escola de Gavião vai ser centro interpretativo de percursos pedestres

01-10-2020 (17h37)

Uma antiga escola de Gavião, no distrito de Portalegre, vai ser reabilitada e transformada num centro interpretativo de percursos pedestres e centro de BTT, num investimento superior a 470 mil euros.

CCB quer fechar contrato este ano com Mota Engil para hotel e zona comercial

01-10-2020 (16h57)

O Centro Cultural de Belém (CCB) espera assinar ainda este ano o contrato com a construtora Mota Engil, para a construção e exploração de um hotel e zona comercial nos módulos que faltam ao edifício original.

Novo coronavírus já fez mais de 34 milhões de infectados no mundo

01-10-2020 (16h53)

Pelo menos 34.041.560 pessoas foram infectadas em todo o mundo com o novo coronavírus desde que este foi descoberto em Dezembro na China, indica um balanço às 11h00 TMG (12h00 em Lisboa) de hoje da agência France-Presse.

Viajantes para províncias angolanas obrigados a ficar em Luanda pelo menos oito dias

01-10-2020 (16h52)

Os passageiros cujo destino em Angola não seja Luanda são obrigados a cumprir uma quarentena de 8 a 14 dias na capital, em local autorizado pelas autoridades sanitárias, antes de poderem viajar para outras províncias.

África do Sul proíbe entrada de turistas de Portugal por ser de “alto risco”

01-10-2020 (16h43)

Os turistas oriundos de Portugal não vão ser autorizados a entrar na África do Sul, quando o país africano reabrir as fronteiras internacionais na quinta-feira, anunciou o ministro do Interior sul-africano.

Opinião e Análise