Vendas de voos pelas agências de viagens portuguesas crescem 12,9% em Setembro

31-10-2019 (14h32)

As agências de viagens IATA portuguesas venderam em Setembro +12,9% ou mais 9,4 milhões de euros em bilhetes de voos regulares, atingindo o montante recorde para o mês de 82,3 milhões.

O melhor mês de sempre mantém-se Julho de 2008, com 92,962 milhões, e depois Maio deste ano em que as vendas elevaram-se a 92,85 milhões de euros.

Nos primeiros nove meses deste ano, as vendas elevam-se 738,779 milhões de euros, com um aumento médio em 7,5%, que significa uma subida de 51,5 milhões de euros.

O BSP da IATA contabiliza apenas vendas de voos regulares efectuadas por agências de viagens através dos sistemas globais de distribuição (GDS), que há cerca de dois anos os maiores grupos de aviação europeus começaram a onerar para ‘desviarem’ essas vendas para os seus canais de distribuição directos.

 

Clique para ver mais: Agências de Viagens

Clique para ver mais: Aviação

Clique para ver mais: BSP

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

António Costa desafia britânicos a passar férias em segurança no Algarve

03-07-2020 (21h01)

O primeiro-ministro, António Costa, desafiou os britânicos “a passar umas férias em segurança no Algarve”, destacando que a região portuguesa tem menos infecções de covid-19 por 100 mil habitantes que o Reino Unido.

TAP informa mercado sobre acordo de princípio entre Estado e privados

03-07-2020 (19h02)

A TAP informou hoje o mercado, através de um comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), do acordo de princípio atingido esta quinta-feira à noite entre os privados e o Estado, para viabilizar a empresa.

Frasquilho avisa que próximos tempos na TAP serão difíceis, mas superados

03-07-2020 (18h57)

O presidente do Conselho de Administração da TAP, Miguel Frasquilho, alertou os trabalhadores numa mensagem a que o PressTUR teve acesso que os próximos tempos serão difíceis, mas serão superados “com alguns sacrifícios”.

Reino Unido declara Açores e Madeira destinos seguros, mas mantém quarentena obrigatória no regresso

03-07-2020 (18h06)

O Reino Unido anunciou hoje que Açores e Madeira deixaram de representar “um risco inaceitavelmente alto” para os viajantes britânicos, no mesmo dia em que revelou que Portugal está fora da lista de países para onde os ingleses podem viajar sem ter de cumprir 14 dias de quarentena no regresso.

Inglaterra exclui Portugal dos corredores de viagem que permitem evitar quarentena

03-07-2020 (16h07)

Portugal foi excluído dos "corredores de viagem internacionais" com destinos turísticos que Inglaterra vai abrir para permitir aos ingleses passarem férias sem cumprir quarentena no regresso, foi hoje confirmado.

Opinião e Análise